Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Pedro Correia, em 30.09.18

 

Em política, não há bons e maus extremismos. São todos maus.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana

Autoria e outros dados (tags, etc)


46 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2018 às 00:59

Incluindo o extremismo espanholista.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 07:19

Incluindo o extremismo anónimo hispanofóbico.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 25.09.2018 às 07:38

Em política, como no resto, o difícil é alguém saber-se extremista. Afinal extremista são os outros....

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 08:09

Extremista é aquele que, de tanto encostar à berma, fica com o carro lá atolado.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 25.09.2018 às 09:33

Mas a culpa não fica com ele. Fica com a Junta Autónoma. O chamado extremista reactivo....
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 15:46

Alguns extremistas só pegam de empurrão. Estes, por exemplo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2018 às 07:41

Nem mais.
António Cabral
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2018 às 07:54

Em politica até os extremismos são bons, servem para balizar as opções.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 08:19

Os extremos socam-se.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.09.2018 às 10:36

E só me ocorre citar o grande camarada Arnaldo de Matos. Isto é tudo....
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 15:46

Com um livro de cheques bem graúdo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2018 às 11:32

O problema é que, em política e nos regimes instalados, qualquer alternativa é um extremismo.
João de Brito
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 25.09.2018 às 12:58

Há 10 anos atrás todos eram extremistas até o Obama, a falar sobre como iria parar a imigração ilegal ou estar contra o casamento gay...

O Mitterrand tão adorado pela esquerda "moderada" hoje seria um perigoso extremista.
Se alguém de esquerda se retirar para uma ilha sem contacto com a civilização durante 10 anos, quando chegar já será extremista sem que tenha mudado de ideias...

Há 20 anos quem usasse a palavra pátria era extremista, hoje o PCP usa e já não é...
Sem imagem de perfil

De Pedro a 26.09.2018 às 08:18

A evolução leva à mudança....e extremista pode por vezes significar, apenas, excêntrico....o Luck é um extremista pois excêntrico....contudo, bom rapaz
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.09.2018 às 09:30

Extrema... mente rápido a puxar do 'colt'.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.09.2018 às 12:04

O grande problema é que, de facto, e por força da gravidade e da consequente rotação terrestre e de todas as dinâmicas da mecânica terrestre, um tipo adormece ao centro e quando acorda, e dá por ela, está a um extremo!! (sem bola, e vê-se alvo do arremesso de invectivas desonrosas por defender o centro, que é agora extremo, onde havia adormecido)
É chato, para além de ser a demonstração cabal de que a permanência metafísica é um puro mito!!
Tsss
A não ser, esperem, que o centro tenha sido empurrado para o extremo e os extremos tenham ocupado o centro!! Tenho de ir a Vila de Rei...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 15:47

Está lá o marco geodésico. Inconfundível.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.09.2018 às 16:32

Se ainda o não levaram para Badajoz..Elvas, digo!! O centro anda muito extremista!!
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.09.2018 às 17:02

Ouvi o Trump, na Ass NU.
A exaltação do patriotismo! O apelo à união de todos os patriotas de todas as nações para que façam das suas nações as melhores nações deste mundo! O desdém aos globalistas da transumância mercantilista e a reafirmação da soberania dos povos!! E mais meia dúzia de enunciados de senso comum.
Os comentários da media de referencia y sus muchachos apontam, de forma consensual e inequívoca, que se trata de um perigoso extremista!!
Eu já não sei o que é um extremista!!

P.S. (segundo alguns banqueiros, em conferencia em Lisboa, Lisboa e Porto serão já território da transumância global, mercado global. O povo, contingente e circunstante, será mera contingência. Esta é a linguagem atrevida dos extremistas)
Sem imagem de perfil

De Pedro a 25.09.2018 às 20:28

Meu caro o apelo ao grupo conduz à desconfiança dos grupos exógenos. O apelo ao grupo conduz à beligerância a grupos de fora. A afirmação , a identidade de um grupo faz-se à custa de outros. Em economia conduz ao mercantilismo. Em política ao nacionalismo. Em sociologia à xenofobia. As políticas de grupos conduzem à agressão. Mais que estudado em biologia, em psicologia, em política
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 26.09.2018 às 11:10

O meu caro é demasiado lesto a elaborar juízos definitivos sobre coisas que mal parece compreender!! Um extremista, portanto!
Apesar do muito que haveria por esclarecer, permito-me apenas dois ou três pequenos comentários.
O mercantilismo, como teoria política desenvolvida desde o sec XIX, de Hamilton, List aos contemporâneos da direita à esquerda, é um subsídio político recorrente, uma persuasão renitente na correcção às distorções do livre comércio entre nações. Uma espécie de emenda a assimetrias no desenvolvimento económico e tecnológico. Da Alemanha, EUA e Japão do sec XIX à China e India do sec XXI. É do mercantilismo e do neo mercantilismo que emergiram os grandes campeões da industria. A coisa é de tal modo curial que admitida pela OMC, como o mínimo de racionalidade, como instrumento de desenvolvimento, onde as assimetrias sejam evidentes, em termos de desenvolvimento económico e tecnológico, para que se possa considerar a competição minimamente justa e consequentemente do interesse esclarecido de todas as nações.
O Nacionalismo, do sec XIX, legou-nos a união de tribos num sistema nacional, agregou ao invés de separar. Promoveu a autonomia que a tradição imperial e colonial atrofiava. A Nação permitiu a instituição dos mecanismos de justiça distributiva que se fundamentam no comum.
Os laços que unem os indivíduos de determinado povo histórico devem ser sólidos, e quanto mais sólidos forem mais coesa será tal sociedade. Só em sociedades coesas, com identidade comum, é possível experiênciar os mais avançados mecanismos de distribuição de riqueza.
Quanto à xenofobia e à filoxenia já Aristóteles ensinava, há quase dois milénios e meio, que o excesso, tanto de uma como da outra, seria um vício.
O meu caro, parece-me, peca por excesso.
Um bem haja,
Sem imagem de perfil

De Pedro a 26.09.2018 às 12:21

Tendo em consideração a interdependência das economias a protecção aduaneira apenas trará, numa economia globalizada, maior assimetria entre os países (prejudicará sobretudo as economias mais frágeis, como a Potuguesa - vejamos o Brexit e as exportações de Vinho do Porto). O protecionismo protege indústrias obsoletas, prejudicando o consumidor final, o que leva a uma estagnação tecnológica, pela desvirtuaçao da concorrência livre- para quê investir em ID? (veja-se o caso de Portugal no Estado Novo, onde empresas com sistemas de produção obsoletos eram protegidos da concorrência externa,tendo adquirido os produtos nacionais industriais fama pelas piores razões ).

O nacionalismo agrega , desagregando os que não pertencem ao Grupo. A sua afirmação é negativa. A sua razão de ser é de conflito. Parafraseando Sócrates, não sou ateniense, nem grego. Sou cidadão do mundo . Num mundo cada vez mais interdependente o Nacionalismo /Protecionismo é um anacronismo.....

Já viu, não o apodei de extremista! E esta hei?
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 25.09.2018 às 12:51

O pior é que a cultura dos que se auto-denominam "moderados" é a mesma dos "extremistas".

Os dois querem um Estado com enorme poder. Extremo.

A dívida record não é um exemplo do extremismo do regime?

O record de impostos cobrados não é um exemplo do extremismo do regime?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 15:49

Presumo que, para si, extremista seja elogio.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 25.09.2018 às 18:46

Não acabei de criticar o extremismo dos que se dizem moderados mas que actuam como extremistas?



Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 20:09

O extremismo dos "moderados"? Não entendi à primeira. Talvez consiga à segunda.
Sabe desenhar?
Sem imagem de perfil

De Pedro a 25.09.2018 às 20:31

Para o Luck não existe outro país mais marxista que os EUA, pois não existe outro com tantos grupos cívicos. Onde os outros vêm vitalidade da sociedade, o Luck vêm marxismo. É original
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 20:52

Não admira, tratando-se de um marxista extremista.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 26.09.2018 às 01:10

Grupos "cívicos" que querem censurar os outros, promovem sexismo, promovem racismo, atacam em publico quem tem opiniões diferentes, promovem a culpa colectiva como Marxistas que são. Defendendo até o extermínio.
https://pjmedia.com/blog/liveblogevent/live-blog-84/entry-240746/


Do Marxismo inicial das classes sociais, passámos ao Marxismo das classes raciais, classes sexuais, classes profissionais, classes ambientais, classes do que comemos, classes que derem jeito no contexto do jornalismo Marxista... etc.
Tudo o que servir para o Marxista criar culpa e assim obter Poder.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 26.09.2018 às 08:27

Errado. Grupos cívicos que actuam politicamente na sociedade, pois acreditam na vitalidade do seu sistema político. Ao contrário de países subdesenvolvidos onde a sociedade é conformista e pouco participativa em virtude da corrupção, da indiferença, dos governantes sobre os governados.

O choque de ideias, a dialética dos argumentos, é a saúde da democracia. Só assim surge o progresso.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 26.09.2018 às 00:58

Por exemplo Angela Merkel extremista, incentivando a entrada de mais de 1 milhão de imigrantes na Alemanha e mais no resto da Europa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2018 às 13:17

A propósito de política e de políticos, alguém ouviu o ministro do ensino superior a esclarecer a questão das equivalências das antigas licenciaturas, hoje, na A1?
Uma autêntica pérola!
Difícil conceber melhor exemplo de como essa gente ultraja a inteligência dos cidadãos eleitores.
Das duas três:
- ou são estúpidos ou fazem dos outros estúpidos ou as duas coisas.
E trata-se do ensino superior.
Como é possível?!
Como é possível continuarmos a votar?!
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 15:48

Não ouvi. Há ministro do ensino superior em Portugal?
Nem sabia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.09.2018 às 19:54

Eu ouvi e fiquei incrédula. Um desatino de ideias.
Pior é impossível.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 20:18

Vou ter de acompanhar essa notícia. Apesar de, na televisão, só costumar ver a Cristina Ferreira.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 25.09.2018 às 13:27

Qualquer extremismo é uma preversão de ideais, é a completa canibalização de objctivos, deveres e direitos. É o completo transvestimo do significado de liberdade e democracia, uma falácia dogmática.
Qualquer extremista, como qualquer viciado, nunca poderá assumir que tem um problema, porque afinal o inferno são os outros.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.09.2018 às 15:48

É isso, Dulce. Nem mais.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D