Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Parabéns, apesar de tudo!

por Fernando Sousa, em 10.12.18

À vista do que se propôs, e do que aí está, parece um texto morto. E no entanto ninguém pode garantir que sem ela, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, essa velhinha sorridente que faz hoje anos, 70, a coisa não estivesse mais preta. Apesar de tudo nascemos hoje mais iguais em dignidade e em direitos do que em 1948. Os direitos humanos já não são só de barões, de homens, homens brancos, branquinhos e baptizados, e europeus, graças a Eleanor, P. C. Chang, Cassin, Malik e outros, um saco de gatos por quem na altura ninguém deu muito. Faltam ainda muitos direitos no texto, pois faltam, os de terceira e os de quarta geração, e até já se fala dos de quinta, mas eles virão todos, é uma questão de tempo mesmo que não calhe no nosso. E que o direito à busca da felicidade seja um deles pois não somos menos do que o bom povo de Virgínia. Não sei se se andou pouco, sei que se andou um bocado e só não se irá mais longe se a marca de água dos dias que correm, o pessimismo, falar mais alto. Há pactos, ainda hoje vai nascer um em Marraquexe, ainda que coxo, e instrumentos de acompanhamento, e até de castigo, mesmo que pelo meio haja muita música. E há muita! É tudo muito larvar, tudo muito no princípio, tudo muito cheio de armadilhas, olhem só o que aconteceu aos jovens peritos da ONU no Zaire, a Zaira e o Sharp, traídos por quem os mandou para lá! Mas se o caminho não for o começado há 70 anos, é qual? Portanto e por muito que isso custe a relativistas, islamistas e outros istas, parabéns, declaração - apesar de tudo!

250px-Eleanor_Roosevelt_and_Human_Rights_Declarati

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Imagem de perfil

De jpt a 10.12.2018 às 07:40

Nem mais, bem lembrado e bem dito (Marraquexe é pior do que coxo, mas isso é outra conversa)
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 10.12.2018 às 14:40

Pois, parece que alguns tipos não apareceram em Marraquexe. Salvo erro os do costume. Já quando foi dos Estatutos de Roma também faltaram. Era previsível. Mas bem ou mal habemos pacto.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.12.2018 às 08:19

Não são ainda universais, mas serão. Espero ardentemente que sim, são a única garantia de escape à roda da gaiola onde, ratos amestrados da história, corremos.


Receio as pressas de quem os quer universais, Universais que são mas ainda tão pouco abraçados. E sim, há muita música pelo meio, mas a autonomia do órgão máximo do seu garante continua uma canção de embalar e a um dos seus principais instrumentos, o TPI, têm saltado as cordas porque devidamente esticadas...

Mas as transformações são lentas. E sem esta bíblia estaríamos muito mas muito mais lentos. E piores.

Obrigada pela lembrança.
Parabéns, DUDH!
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 10.12.2018 às 14:42

Bem, eles geneticamente universais, são. Precisam é de mais uns likes. Mas estou de acordo consigo.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.12.2018 às 14:48

Infelizmente o fenótipo ainda é estranho a muitos. Mas lá chegaremos.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 10.12.2018 às 15:43

Lá chegaremos, lá chegaremos. Acredito nisso.
Imagem de perfil

De Vorph Ivanova a 10.12.2018 às 09:02

Sem imagem de perfil

De Bea a 11.12.2018 às 01:42

E viva a declaração dos Direitos Humanos e mais todos os que por ela lutaram empenhando muito de si e até a vida. Por todos eles e pelos que ainda hoje lutam; para sermos dignos deles e não os ofendermos nos seus ideais; por nós mesmos; seremos atentos cuidadores da tocha que acenderam.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 11.12.2018 às 11:03

É isso mesmo, Bea. Muitos milhões morreram para que esta declaração existisse.. É justo e não há outro caminho.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D