Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Parabéns.

por Luís Menezes Leitão, em 13.05.18

eurovisao.png

Parabéns ao Bloco de Esquerda pelo enorme sucesso da sua campanha contra a canção israelita na televotação.

Autoria e outros dados (tags, etc)


19 comentários

Sem imagem de perfil

De Bea a 13.05.2018 às 07:43

Não vi, mas gosto de saber. É um sinal.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.05.2018 às 09:38

Eheheh. Bestial.
Sem imagem de perfil

De António a 13.05.2018 às 09:39

Foi uma grande vitória do Bloco. Israel ficou apenas em primeiro. Imagine-se até onde poderia ter chegado sem o boicote.
Gosto do cartaz. Tem o vermelho e o verde nacionais, mas esborratados e com alguma falta de tinta, e uma figura andrógina a berrar para um megafone. Pode ser um bloquista barrigudo, uma bloquista com as mamas descaídas, ou a Catarina Martins preparada para limpar o pó.
Imagem de perfil

De jpt a 13.05.2018 às 10:18

sempre patetas
Sem imagem de perfil

De António a 13.05.2018 às 10:51

E para o ano o festival será em Israel. Veremos então o Bloco boicotar a participação portuguesa?
Sem imagem de perfil

De Darth Von Kälhau a 13.05.2018 às 11:45

Que estupidez!
Sem imagem de perfil

De Darth Von Kälhau a 13.05.2018 às 11:45

Obrigado mais uma vez pelo post genial.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.05.2018 às 11:49

Quando é o que Bloco boicota o Bloco?

AMendes
Sem imagem de perfil

De Vento a 13.05.2018 às 13:24

Muito bem, muito bem. Também os meus parabéns ao BE. Este tema merece uma abordagem científica. Para isto estou cá eu, um ser divino.

Devo confessar-vos, tenho somente conhecimento de uma israelita ter ganho um festival que parece ter sido realizado em Portugal. Não sei mais do que isto, na medida em que estive a desenvolver uma actividade psicossocial - que o BE designaria por piropo - com uma garina muito avançada civilizacionalmente; e, segundo os entendidos confusos do momento, foi vista, ou apareceu, ou fruto de alucinações, em Fátima a 13 de Maio de 1917.

Na leitura que faço da produção literária destes entendidos confusos, o problema reside na semântica, isto é, na visão, na aparição ou na alucinação. Aqui chegado, poder-se-á concluir que a mensagem que a garina, que é conhecida por Nossa Senhora, veio trazer não está em questão. O problema é outro, prende-se com os sentidos e os órgãos dos sentidos.

Mais ainda, e segundo os entendidos confusos, é de uma atroz falta de respeito pela humanidade que a garina ainda não tenha sido vista no youtube. Bem, a este respeito, quero sinalizar aqui algumas visões, ou alucinações ou aparições captadas por uma câmara, ficando a aguardar pelos comentários científicos:
https://www.youtube.com/watch?v=WdhOGlHYEGU

Este é para ser visto com legendas:
https://www.youtube.com/watch?v=t9Dy_sc4p7w

Mais uma:
https://www.youtube.com/watch?v=fyyII4TfOoI

Finalmente, o milagre por intercessão dos pastorinhos de Fátima e o comentário do médico assistente:
https://www.youtube.com/watch?v=JFdSiEVbEdo

Continuando na ciência: uma nova lei da matança vai ser debatida a 29 de Maio. Lei esta proposta pela esquerda coitadinha modernista, onde se inclui o PS, que passou a ser um Post Scriptum na politica subversiva dos também coitadinhos modernistas; e, segundo presumo, aqui não existem visionários, alucinados ou aparecimentos, mas iluminados que advogam uma morte brilhante onde, para eles, há escuridão. Em resumo, um novo sol se levanta e brilha miraculosamente no seio destes devotos religiosos.

Finalizando a ciência: a garina que ganhou o festival é israelita, não é o governo de Israel. É uma garina da cultura. Será que preciso fazer-vos um desenho?
Convido-vos a um momento de reflexão junto de uma alucinação mundial:
https://www.youtube.com/watch?v=EklRhB0JhyY
Sem imagem de perfil

De Darth Von Kälhau a 13.05.2018 às 18:25

Hoje dia 13 é dia de Aparições ou de Alucinações?
Sem imagem de perfil

De Vento a 13.05.2018 às 22:05

Meu caro, hoje é dia de celebração: uns celebram aparições e outros alucinações. Isto é verdadeiramente democrático.
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2018 às 15:13

Mais não fizeram que assumir publicamente que o Festival sempre foi mais sobre política do que sobre música, sem desprimor para os nossos Embaixadores de carreira. Carreira musical, obviamente.

Desconhecia o cartaz, mas foi uma atitude bonita. Espero que os nossos vizinhos australianos tenham percebido o gesto e lhes fechem as fronteiras.


Agora a sério, e que tal assumirmos que o Festival é uma treta desde a escolha dos participantes à escolha do júri; que não representa a música de nenhum país, mas antes defende um género musical uniforme conhecido como "festivaleiro"; que sempre foi usado pela maioria dos países para manifestar simpatias; que é uma oportunidade tão boa como qualquer outra para transmitir mensagens políticas?

O voto dos telespectadores veio despolitizar um bocado o processo. Mas não todo.
Sem imagem de perfil

De Darth Von Kälhau a 13.05.2018 às 17:06

"Agora a sério, e que tal assumirmos que o Festival é uma treta desde a escolha dos participantes à escolha do júri; que não representa a música de nenhum país, mas antes defende um género musical uniforme conhecido como "festivaleiro"

A vitória de Salvador Sobral, dos Lordi, ou dos Secret Garden são disso prova

Lordi - Hard Rock Hallelujah (Finland) 2006 Eurovision Song Contest Winner.

https://youtu.be/gAh9NRGNhUU

Nocturne - Secret Garden - Norway 1995 - Eurovision songs with live orchestra

https://m.youtube.com/watch?v=6qqOI04uo_c#
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2018 às 19:29

Faça o apanhado de 63 edições. Houve excepções à música festivaleira. Pouquíssimas, mas houve. Como disse, faça o apanhado. E depois conte como foi, se sobreviver...

Quanto aos sistemas de apuramento que surgiram na década de 90, incluindo a criação do então clube dos "big four" e agora "big five", ou à alteração que sofreram este ano, tendentes a evitar as votações por bloco geográfico e evitar o não-apuramento dos maiores financiadores, são eles mesmos o argumento que sustenta a afirmação que fiz sobre o cariz político do Festival. Porque existiam antes, mas muito mais disfarçados :)
Imagem de perfil

De Sarin a 13.05.2018 às 19:40

(E, convenhamos, a dos Lordi é festivaleira, apesar de um ou outro acorde a fingir-se hard e os adereços à la Progressiva dos anos 70 só que não)

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D