Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Palavras para quê? ...

por jpt, em 12.08.18

laurel_hardy.jpg

 

O "estado da arte" actual ... Dois "artistas portugueses" à serra de Monchique.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.08.2018 às 14:49

Não sei quem são os cómicos. Conheço gente que para calcular 2x11 puxa do telemóvel, e vota. Conheço gente que não sabe conduzir e tem carta, e vota. Conheço gente que não sabe ser pai, e vota. Conheço gente que não sabe atacoar os sapatos, e vota. Conheço gente que não sabe entender o que lê quando assina contratos, e vota. Conheço gente que estaciona sempre nos lugares para deficientes sem o serem, e vota.
Todos os dias lido com idiotas adultos que não sabem mudar uma lâmpada, trocar um pneu, respeitar uma fila, estrelar um ovo. E votam. Conheço um subdirector dum organismo público que chamou a assistência porque o AC estava avariado. Era o remoto que não tinha pilhas. E vota.
Ontem saí da bomba de gasolina atrás dum casal aí dos seus 40s. Compraram tabaco e tiraram dois cafés de máquina e montaram-se no Mercedes. Fui atrás deles por coincidência. Daí a pouco voaram dois copos de plástico pela janela. Passado um pouco voaram os celofanes do tabaco. Fui atrás já por curiosidade, e daí a pouco voaram duas beatas acesas. Parei a apagá-las e a pensar que essa gente vota.
Essa gente engole tudo. O Robles não fez nada ilegal, Monchique foi um sucesso, em Pedrógão foi um raio, a austeridade acabou, nunca estivémos tão bem, e somos tão espertos que “vendemos” dívida aos tansos dos estrangeiros. Já ouvi essa.
Isto é Portugal. Fátima, Futebol, e Fado, como muito bem percebeu a Madonna. Enquanto o Visa funcionar tásse bem, e depois, alguém há-de pagar.
Sem imagem de perfil

De João de Deus a 12.08.2018 às 19:01

Quem devia então votar? Uma Prova Nacional de Aferição, seria a solução?

Imagem de perfil

De jpt a 12.08.2018 às 21:31

Devem (poder) votar todos. Mas esses todos poderiam ser um bocado mais capazes. E a melhor maneira de os fazer mais capazes é dizer-lhes a pouca coisa que vão sendo.
Sem imagem de perfil

De João de Deus a 12.08.2018 às 21:38

Jpt, a bem da especialização, ficamos todos pouca coisa
Sem imagem de perfil

De António a 12.08.2018 às 22:29

Não saberia fazer uma prova de aferição dessas. Há gente quase analfabeta que sabe muito bem o que faz, o que quer, o que está certo e errado, que preza a verdade e a honestidade, e que não se deixa enganar facilmente. Todos devem votar. Mas também convém saberem estrelar um ovo, atacoar os sapatos, fazer contas, e ler a letra miudinha. Aprender a pensar, no fundo. Aprender a questionar, inclusive os próprios pensamentos, as próprias convicções. Não engolir as explicações oficiais e costumeiras - a culpa é dos fascistas, dos comunistas, do Passos Coelho, do eucalipto, dos capitalistas, das privatizações, das nacionalizações, do governo e da oposição. No fundo, de ninguém? Alguém é culpado, alguém é responsável, e deve-se exigir justiça.
Eu não vejo isso. Vejo as pessoas interessadas, sobretudo, em alhear-se, incluindo na forma mais perigosa, que é deixar outros pensar por eles. É isso que abre as portas aos Trumps, Putins, Erdogans, Maduros, e Antónios Costas.
Sem imagem de perfil

De António a 14.08.2018 às 13:42

Apanhei agora um dos imbecis. Tenho que começar a tirar fotos para se perceber bem, mas é fácil explicar;
Um imbecil, ou uma, estacionou em segunda fila, com uns 6 lugares vagos à frente do carro e pelo menos 3 atrás. Quase escolheu a dedo o pior sítio. Os outros têm que contornar o imbecil, os de frente lá esperam, pisa-se um traço contínuo, cria-se uma fila. Porque alguém não esteve para colocar o carro 4 metros mais à frente ou 3 mais atrás. E vota.

PS
Os lugares vagos já lá estavam, eu tinha passado por ali minutos antes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.08.2018 às 21:39

A dupla nacional mata - talvez por omissão, mas o resultado é o mesmo.
E não mata de riso...

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D