Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ou este

por Rui Rocha, em 27.02.16

espit.jpg

 


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.02.2016 às 19:28

Não há dúvida de que a ideia do Bloco foi de um êxito espectacular. É só passar uma vista de olhos pelos blogues, facebook, imprensa, TV, etc. Não há quem não comente, até o Padre Portocarrero. Só falta o Pedro Arroja com o seu conhecido sentido de humor e a sua Teoria dos pénis que só Deus sabe fabricar.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 27.02.2016 às 19:36

Exacto. Os célebres cartaze da campanha eleitoral do Costa também o ajudaram muito a chegar a 32%.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.02.2016 às 19:57

Certo, certo é que Costa chegou ao poder. Se o tal cartaz ajudou ou prejudicou ... não sei.
Pessoalmente (e tentando adivinhar) penso que prejudicou embora muito pouco.
Sem imagem de perfil

De ariam a 28.02.2016 às 13:29

Há muito que estava previsto, países como a França, Bélgica e Alemanha se tornarem países com uma maioria muçulmana. Falava-se em 2050 para a França, agora 2025 e, com a continuação das migrações, (informação de dentro da própria UE, nos próximos anos poderão chegar 500 milhões) tudo caminha para abreviar um processo que reduzirá, muitos ou quase todos, os direitos que muitos pensam ter garantidos (como muitos gostam de apregoar, é a maioria que manda na escolha das leis).
Não é por acaso que, em certos países europeus, há décadas, já ser expressamente proibido, nas estatísticas dos nascimento, não ser revelada a religião da família, algo que parece muito correto, até ao dia em que os europeus começarem a sentir que andam a recuar no tempo com a perda das suas liberdades individuais (algo muito importante para o tal 1% que, efetivamente, já manda na Europa e vai acabar por mandar no Mundo).

Esta introdução, serve só para dizer que o Bloco, tem muito trabalho pela frente, deve estar para chegar a Campanha a favor da Poligamia porque, na religião islâmica, o homem pode ter, até 4 esposas e, aqui, até poderá haver uns quantos... a ficar... entusiasmados, só que há um mas, elas não podem trabalhar e é preciso que ele as sustente a todas e, respetivos filhos.

Quando vejo feministas a apoiar esta migração que nada tem a ver com refugiados de guerra, será que sabem, realmente, como as mulheres são tratadas? Nem sequer podem sair à rua sem a companhia de um membro da família (masculino). Regras de vestuário, regras na comida, nas leituras... Serão todas loiras ou será, apenas, um problema de QI ?

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D