Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os "inimigos"

por Pedro Correia, em 09.06.18

transferir[1].jpg

 

O Sporting é dos sócios. Não é de Bruno de Carvalho.

 

Se é vontade dos sócios convocar uma assembleia geral electiva, como sucedeu em Janeiro de 2013, abrindo caminho ao processo que culminou na eleição de Bruno de Carvalho, a Mesa da Assembleia Geral só tem de cumprir essa vontade no prazo estatutário.
Devolver a palavra aos sócios é sempre uma boa notícia. Só os sócios são soberanos no Sporting. Carvalho - que se imagina um Presidente-Sol - é apenas um assalariado da SAD. Muito bem remunerado, por sinal: recebe o dobro do salário do primeiro-ministro.

 

Claro que existe sempre a hipótese de os sócios do Sporting serem "inimigos" do clube. Não seria de espantar, dado o perfil psicológico do presidente leonino.

 

Primeiro os "inimigos" eram os clubes rivais.
Depois, foi a comunicação social - incluindo a que levou Carvalho em ombros durante anos, arrancando-o do anonimato.
A seguir, também os ex-dirigentes - incluindo quase todos os ex-presidentes vivos - passaram a "inimigos".
Sem esquecer os  ex-membros dos órgãos sociais da era Carvalho que renunciaram por discordâncias várias: todos se tornaram igualmente "inimigos".
E o Conselho Leonino, como é sabido, sempre esteve infestado de "inimigos".

 

Entretanto o "inimigo" chamou-se Marco Silva. Octávio Machado, outro "inimigo" - tanto que até foi desconvidado para o casamento que coincidiu com o aniversário do clube e forçou a alteração da data marcada para a "puta da gala".
Manuel Fernandes começou por ser "inimigo", depois deixou de o ser. Mas aposto que em breve será reposta a normalidade: voltará a sê-lo não tarda nada.

 

"Inimigos" são igualmente todos os actuais membros demissionários dos órgãos sociais: Mesa da Assembleia Geral em peso, Conselho Fiscal e Disciplinar quase inteiro (excepto um) e quatro membros do Conselho Directivo.
Todos "Inimigos".

Álvaro Sobrinho, o maior accionista privado da SAD, é um notório "inimigo".

Jaime Marta Soares, escolhido duas vezes por Carvalho para liderar a sua lista à presidência da MAG, passou-se para o "inimigo".

Jorge Jesus - o tal treinador que vinha devolver o título de campeão ao Sporting - tornou-se o mais dispendioso "inimigo". Tal como o seu preparador físico, em fuga do clube após ter sido atacado pelos jagunços em Alcochete - ele também "inimigo".

Assim como todo o plantel - com destaque para o capitão Rui Patrício, que apenas tem 18 anos de percurso futebolístico no Sporting e ostenta ninharias no currículo, como ser campeão europeu em título a nível de selecções e ter sido considerado o melhor guarda-redes do Euro-2016 em França.

 

Apoiantes indefectíveis da primeira hora - e de todas as horas -, como Eduardo Barroso e José Eduardo, são reconhecidos "inimigos".
À semelhança de Daniel Sampaio, ex-mandatário nacional da candidatura de Carvalho - outro que se passou para a barricada do "inimigo".

 

Ninguém ignora que o presidente da Assembleia da República, sócio leonino há 68 anos, é um dos mais insidiosos e perversos "inimigos" do clube.

E até o Presidente da República já demonstrou ser "inimigo".

 

"Inimigo", e dos piores, é o até agora director clínico do Sporting, Frederico Varandas, que acompanhou Carvalho em todo o mandato.

 

Só falta, de facto, decretar que os sócios são "inimigos".

E não serão mesmo?

 

Urge entrar em alerta máximo: o Sporting está infestado de "inimigos".

É preciso ter cuidado com os sócios, estabelecer um cordão sanitário em torno deles para não infectarem a solidez das instituições leoninas - isto é, do presidente do Conselho Directivo e os seis que restam acantonados em torno dele.

 

Cautela, muita cautela: cada sócio pode ser um novo "inimigo".
Teme-se o pior se conseguirem impor a sua vontade.
O mal do Sporting é ter sócios. Quase todos potenciais "inimigos". Ou todos mesmo. Devia haver um artigo qualquer no regulamento para pôr-lhes fim. Só deste modo será possível exterminar tantos "inimigos".

 

Publicado anteriormente aqui.


62 comentários

Imagem de perfil

De Sarin a 09.06.2018 às 12:59

Caro Pedro, com todo o respeito pela Instituição e pelos sócios, pergunto-lhe aqui o que nunca lhe perguntaria noutro local: tendo os destratos e as manias persecutórias começado cedo, não viram o problema ou entenderam que os resultados obtidos compensavam os abusos?
A pergunta está no plural, mas cada um responde por si, claro.


Suponho que ninguém esperava que chegasse ao ponto a que chegou; mas, aparentemente, apenas os sócios não se aperceberam do rumo imprimido.
Para mim o descalabro deu-se quando BdC chamou "carneirada" aos sócios. Foi nesse dia que tive certeza das reais intenções e postura - por ser Benfiquista, acusaram-me de "estar com medo da verdade desportiva", que "BdC me incomodava por falar verdade" e, portanto, "não teria entendido a piada"...
Nem nos piores cenários supus tal desrespeito pelos Estatutos, Pedro, e se eu estou assim imagino como estará quem o apoiou.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.06.2018 às 15:41

Vieira chamou coisas tão más ou piores aos sócios do SLB.
Isto, por exemplo:
https://www.youtube.com/watch?v=C9GrfhpL31w
Imagem de perfil

De Sarin a 09.06.2018 às 16:01

Tem tudo a ver, Pedro, sem dúvida: uma expressão dita fora dos microfones e sem destinatário identificado - por muito que alguns desejem que fosse "a todos os Benfiquistas" - e uma expressão introduzida deliberadamente num discurso...

https://www.google.pt/amp/s/www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sporting/detalhe/AMP/bruno-de-carvalho-eu-jesus-e-a-carneirada-ainda-vamos-ser-muit-felizes.html

https://desporto.sapo.pt/futebol/primeira-liga/artigos/bruno-de-carvalho-dispara-contra-as-ovelhas-tresmalhadas


Mas esta resposta parece indicar que continua a medir os feitos do Sporting pelos feitos do Benfica... desculpe, Pedro, mas eu não entro em concursos desses :)
Imagem de perfil

De Sarin a 09.06.2018 às 17:10

Nunca falei de requinte ou educação, porque isso a cada um o seu modo; falei sempre do modo de encarar as Instituições e as Pessoas, de respeito pelas relações e não de respeito pelo bom-tom.


Bruno de Carvalho sempre indiciou desrespeito pelo contraditório e apetência pela sublimação da sua figura, conseguida pelo nivelamento dos seus inferiores: a carneirada, o pensamento único, a materialização do inimigo.

Muitos viram os indícios, mas no Sporting poucos os terão tomado como tal. E a minha pergunta é se os antes apoiantes não se aperceberam de todo ou se irrelevaram por causa dos resultados aparentes e entenderam ser "mal menor", mera questão de educação.

Esqueci-me que talvez haja quem tenha apreciado francamente a postura, mas não me parece ser o caso. De todo.

O ataque para evitar resposta é uma táctica muito ao jeito de BdC... mas jogo da batalha naval, como lhe disse, não, obrigada.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.06.2018 às 20:55

Recordo-lhe que quem começou a atacar foi você.
Imagem de perfil

De Sarin a 09.06.2018 às 21:11

Pedro, não foi ataque e lamento que o tenha assim interpretado!


Tento perceber se foi carisma, esperança, um pouco de tudo ou apenas tentar uma nova fórmula.
Tenho feito este exercício presencialmente com amigos e familiares, e nenhum me consegue responder.

E, para que perceba que não foi ataque, sempre lhe digo que há vários anos me envolvi com um manipulador: vi todos os sinais e deliberadamente ignorei-os por achar que era este meu mau-feitio que me levava a identificar e a interpretar padrões comportamentais onde talvez houvesse apenas enganos e coincidências.
Portanto, sim, Pedro, tento mesmo perceber porque foi e acho que é importante falar nisso, quanto mais não seja como medida correctiva, como alerta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.06.2018 às 21:26

Para se perceber Bruno de Carvalho, e o momento em que surge, e por que motivo tem popularidade, há que conhecer a década e meia anterior no Sporting. Um período em que a autoestima leonina andou muito por baixo: o património diminuía a pique (até o edifício-sede foi vendido) e a dívida aumentava exponencialmente - antecedendo em alguns anos aquilo a que a governação Sócrates conduziu o país.
O conluio entre o pior da banca e o pior da construção civil proporcionou a destruição iminente do clube, que alcança a pior classificação da sua história na época em que Bruno de Carvalho chega à presidência. Nessa semana, o Sporting seguia em décimo no campeonato e chegara a estar a milímetros da zona de despromoção.
O novo presidente galvanizou os adeptos como há muito tempo não se registava em Alvalade. Introduziu ou reintroduziu modalidades como o hóquei, o voleibol e o futebol feminino. Atingiu um número recorde de associados, ultrapassando os 150 mil. Quase duplicou o número de assistências no estádio. Fundou a Sporting TV. Construiu o pavilhão para as modalidades - sonho antigo, de duas décadas. Contratou excelentes treinadores (Leonardo Jardim, Marco Silva, Jorge Jesus). Reforçou o plantel do Sporting como trave-mestra da selecção nacional que se sagrou campeã europeia em 2016.
Nada disto pode ser esquecido. E tem de ser sempre equacionado no contexto da tomada de poder no Sporting pelo actual presidente. Justificando, obviamente, o amplo apoio de que gozou até há meses.
Imagem de perfil

De Sarin a 09.06.2018 às 22:02

Bruno de Carvalho tem méritos que não lhe podem ser sonegados (à semelhança, e já que o evocou, de Sócrates - e falo isentamente, nunca votei em nenhum).

A obra existe, fica, e sobre isso não restam dúvidas. Mas enquanto foi construindo foi também minando o terreno e as pontes, aproveitando a aura da conquista para afastar quem discordasse - dos seus métodos, os fins seriam comuns ou semelhantes. Fê-lo em permanência, sendo cada vez mais ostensivo - pelo menos para quem via de fora. Para dentro, uns sentiram-no em Maio, outros em Fevereiro, outros logo após ter ganho o segundo mandato, há um ano e pouco. Mas nunca esteve oculto.


Mas talvez a distância não seja ainda suficiente para analisar o fenómeno, e eu deveria ter-me lembrado disso. Voltaremos ao tema quando os actores saírem de cena e a estabilidade tornar.


E quando recuperarmos a vontade de rir com as picardias do futebol verá como sou a atacar :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.06.2018 às 22:47

Muito bem, fica combinado.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.06.2018 às 18:08

O facto de Vieira - que é um gajo de baixo nível, como é próprio da mediana dos benfiquistas - ter usado certas expressões de mau gosto não serve de desculpa para que BdC também o tenha feito.
Imagem de perfil

De Sarin a 09.06.2018 às 21:26

Se fosse outro a falar em mediana, eu pediria explicações sobre critérios, metodologia de selecção, universo da amostra, apuramento e validação do erro, etc...
Mas sendo o Luís Lavoura a afirmá-lo, e porque este tipo de comentários lhe são moda, dou-lhe a devida tolerância atendendo ao percentil.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.06.2018 às 12:17

Opinião marcada pelo efeito do gás. O Sarin sabe de direito? De direito das sociedades, desportivas incluídas? Sabe de processo civil?
É que se não sabe, não está em condições de discutir o tema que actualmente se vive na instituição Sporting.
Li a decisão proferida sobre o procedimento cautelar interposto pelo Marta Soares.
Acertadíssima.
Só não compreendo como é que esses advogados "craques" (verdade sendo que craques só conheço os que vêm do estrangeiro para jogar futebol) não souberam vislumbrar que, na sequência do tal procedimento, não havia nenhuma acção a interpôr…
O Bruno de Carvalho não tem razão quando diz que a assembleia geral não pode ter lugar. É falso.
Mas o que aflige é a incapacidade dos que estão ao lado de Marta Soares em não lograrem encontrar o procedimento processual adequado para resolver o assunto.
Se o Sarin é do benfica, gaseie-se.
Imagem de perfil

De Sarin a 10.06.2018 às 13:33

Podia começar por classificar o seu comentário de idiota, mas seria dar-lhe mais confiança do que a que merece um Anónimo que, fora de contexto, vem dissertar sobre o direito que alguém tem de se pronunciar sobre assuntos que são públicos porque os envolvidos os tornam públicos...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D