Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

Os comentários da semana

Pedro Correia, 17.01.21

«Sou professor de História de 12.º ano e tenho bastantes alunos que vão votar pela primeira vez. Tendo os conteúdos da minha disciplina (uma das últimas aulas foi precisamente a escalpelizar a Constituição de 1933), é impossível não falarmos do momento político actual. E os alunos interessam-se por isso e fazem perguntas... é verdade que também têm Ciência Política como disciplina de opção, que por mim deveria ser obrigatória e transversal a todas as áreas do ensino secundário.

 

Do nosso leitor Armando Pereira. A propósito deste meu texto.

 

..................................................................................

 

«"Nenhuma instituição sobrevive sem rituais - e nenhum deles é tão relevante como o voto". Verdade, mas o meu sétimo sentido diz que parte do problema é que o nosso regime político não criou uma relação "afectiva" (não gosto da palavra preferida do nosso PR, mas a intuição dele é certeira), de confiança com os cidadãos, não criou rituais. Talvez não fosse sequer possível fazê-lo, não sei...

Não ajuda também que, nos últimos 15 anos, a renovação dos políticos portugueses tenha sido quase nula, com excepção do aparecimento da Iniciativa Liberal, que trouxe algumas caras novas, e do André Ventura.

 

Da nossa leitora Marta. A propósito deste meu texto.

 

..................................................................................

 

«Como é que se pode pretender que o voto seja relevante se o próprio boletim de voto é uma anedota ao manter um candidato chico-esperto? Se alguém cometeu um erro, só tem de assumir e corrigir. Manter o boletim de voto é uma falta de respeito para todos os portugueses.

Como é que se pode pretender que os jovens participem mais activamente na vida política se os políticos tratam os portugueses de forma paternalista, e quase a roçar a debilidade mental?

Quatro décadas de democracia para chegarmos à conclusão que o povo para ser soberano tem de ser confinado.»

 

Do nosso leitor Carlos Sousa. A propósito deste meu texto.

9 comentários

Comentar post