Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O ridículo mata

por Sérgio de Almeida Correia, em 30.05.16

20160524_141311.jpg

Não tenho nada contra manifestações, desde que sejam pacíficas e tudo se processe dentro da legalidade. Com mais ou menos exaltação, mais ou menos indignação, todos têm o direito de se manifestar e agitar as suas bandeiras, tendo o Estado de direito o dever de proteger essa conquista da democracia. Se existe ou não razão para a manifestação, isso é outra história. Por isso mesmo, seria curioso se amanhã os defensores da escola pública se lembrassem de promover manifestações por todo o país em defesa da sua dama. Para exigirem, por exemplo, o fim dos contratos de associação e mais dinheiro para a escola pública. Quem sabe se então o título da notícia não seria qualquer coisa como "Milhares em defesa da escola pública e contra os contratos de associação"?  Não é que eu esteja a sugerir alguma coisa que não devesse já ter sido feita, mas seria o bom e o bonito.

De qualquer modo, tenha uma manifestação o peso que tiver, convenhamos que a defesa dos contratos de associação não é propriamente a mesma coisa que defender a Rádio Renascença do perigo comunista. Para ser coerente e manter a razão, a Igreja portuguesa devia agir com inteligência. E arranjar uma causa, como hei-de dizer, menos fracturante. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De amendes a 30.05.2016 às 12:46

No seu próximo post sobre a a manif pró-escolha pública*, não se esqueça de ilustrá-lo com uma carroça puxada com bois vermelhos!
* Próximo mês.
O carro diz tudo sobre a "malandragem" de certos posts!
Sem imagem de perfil

De Nuno a 30.05.2016 às 13:46

Já tem saudades de manifestações como esta:
http://www.esquerda.net/artigo/estudantes-do-b%C3%A1sico-e-secund%C3%A1rio-manifestam-se-em-defesa-da-escola-p%C3%BAblica/31724
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 30.05.2016 às 14:12

Dê então uma sugestão como seria esse 'agir com inteligência' quando os cretinos geringonçosos dão um pré-aviso de dois meses para alterar estruturas montadas há dezenas de anos e contratualizadas para os três próximos anos?

Ainda se fosse austeridade de esquerda...mas a página até já foi virada!
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 30.05.2016 às 14:14

E já agora: qual seria a resposta inteligente à estúpida fotografia de um automóvel de luxo amarelo?
Sem imagem de perfil

De Maria a 30.05.2016 às 16:42

E já agora: a fotografia do popó é estúpida porquê? pelo luxo, ou pela cor?
Sem imagem de perfil

De sampy a 30.05.2016 às 18:35

Porque é uma fotografia tirada em Macau.
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 31.05.2016 às 10:04

Ingénua Maria, pois não vê que o pópó contém ´duas mensagens ambas estúpidas:
- A primeira é a de que alguém que presta serviços ao estado não pode ganhar dinheiro, e muito menos na missão da educação agora promovida a nova acção missionária,
- A segunda, é a de que o Estado ou é corrupto ou incompetente e paga em demasia serviços que adquire; daí que cometer a um tal administrador do dinheiro do autor (contribuinte) a tarefa maior de gerir directamente a exploração do serviço, não faria qualquer sentido.
Sem imagem de perfil

De Jorg a 30.05.2016 às 16:41

Jacobinos a dar conselho á Renascença é delicioso - para agir com a inteligência, na "contra-manifestação" deviam dar como ilustração á noticia uma vaca com asas cavalgada pelo Matusalém da Fenprof e, á vaca atrelado, as marionetes do ministro 'bolseiro' e aquela secretaria de Estado Esganiçada de dedo levantado....
Sem imagem de perfil

De zazie a 30.05.2016 às 17:29

Escola estatal rasca para tudo o que não é beto rico.
E viva a luta de classes que dá alimento a milhares de apparatchiks
Sem imagem de perfil

De Miguel Ribeiro a 30.05.2016 às 18:11

Começo a ficar preocupado com a qualidade da matemática ensinada nestas escolas, mais de 40 000 em 4 000 m2, mais de 10 pessoas por m2. É obra ou um milagre.
Jornalista a publicarem o que os manifestantes querem é que já é outra coisa. Vá-se lá saber porquê...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 31.05.2016 às 16:26

"Pró escola Publica", esqueceu-se de adicionar:
Pró Totalitarismo no Ensino onde nenhum programa pode ser diferente,
Pró-Violência de Estado.
E ataque claro às crianças que são diferentes.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D