Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O que se pode aprender com uma "porn star"

por Alexandre Guerra, em 27.03.18

1d6255032832429dc29699f15c087ae9.jpg

Não foi tanto pelos contornos políticos (e muito menos por outro tipo de contornos), foi sobretudo por interesse profissional na vertente comunicacional que vi com atenção a entrevista que Stormy Daniels deu a Anderson Cooper. Sempre gostei da forma como os americanos fazem estas coisas, porque parece que têm um talento inato para fazer informação em televisão, tanto os entrevistadores como os entrevistados. Não é por acaso que o 60 Minutes da CBS News está a celebrar meio século de existência (imagine-se) e ainda consegue proporcionar momentos de grande qualidade informativa e televisiva.

 

Analisando a entrevista, percebe-se como Stormy Daniels estava muitíssimo bem preparada para enfrentar aquele momento. Se eu tivesse que apostar, diria que há ali muito trabalho por trás, tudo é muito profissional. Não há hesitações, as respostas são curtas, assume o que fez, reconhece as suas fraquezas, tem ideias objectivas e claras. E mesmo perante perguntas mais escorregadias por parte de Anderson Cooper, não há silêncios comprometedores, mas sim declarações assertivas. É uma autêntica lição de media training dada por uma porn star. Quem diria... Por outro lado, na sociedade americana este tipo de fenómeno não é assim tão raro, em que a ascensão social é um “elevador” onde todos querem entrar, seja quem for, em que “andar for”. E quando a oportunidade surge, neste caso, quando uma porn star tem um slot para ascender ao estrelato mainstream, não o desperdiça.

 

Stormy Daniels chegou lá, tornou-se numa estrela pop e ela sabe-o bem. Não é a primeira actriz de “filmes para adultos” a fazer esta transfiguração. O caso mais conhecido é o de Jenna Jameson, que a partir de determinada altura da sua ascensão ao mundo pop, disse que “não voltaria a abrir as pernas” para ganhar a vida. A mesma Jenna Jameson que foi citada no final da entrevista, com Anderson Cooper a recuperar esta frase que ela disse recentemente em relação à situação de Daniels: “The left looks at her as a whore and just uses her to try to discredit the president. The right looks at her like a treacherous rat. It’s a lose-lose. Should’ve kept her trap shut.” É uma frase ácida, que poderia abalar a capacidade de resposta da visada, mas Stormy Daniels não hesitou e disse: “I think that she has a lotta wisdom in those words.”

 

Um dos livros mais interessantes que li nos últimos anos, que foi New York Times Best Seller, foi precisamente a biografia de Jenna Jameson, que teve como co-autor, Neil Strauss, jornalista, escritor, ghost writer, e colunista da Rolling Stone e do New York Times. Neste livro, Strauss ajuda a contar a história de vida de Jameson que, de estela porn star passou a ícone da cultura pop norte-americana. O livro está longe de ser uma grandeza literária, mas tem o seu valor, por ser cru e pragmático, espelhando aquilo que a sociedade americana é. Se, por um lado, os preconceitos e o puritanismo fazem parte do quotidiano de uma certa América, por outro lado, aquela sociedade é de tal forma livre ao ponto de uma pessoa poder chegar ao topo, sendo aceite pelo sistema mainstream e não ser julgada pela sua “profissão” ou passado. De facto, o “céu é o limite” e o american dream é sempre possível, independentemente de onde se venha ou do que se tenha feito.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.03.2018 às 19:12

Cada um dá-lhe a importância que está ao nível da sua própria inteligência. Lixo é lixo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.03.2018 às 19:13

As pornostars em Portugal estão mais no comentário bacoco da "saloice política"...
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.03.2018 às 19:40

Confesso que vi a entrevista sobretudo pelos contornos mamários, ficando também com a impressão que há ali muito trabalho por trás , quer de Stormy Daniels, quer de Anderson Cooper...

O Predidente Trump ,em termos de sexualidade extra -conjugal , é muito semelhante a Bill Clinton(já para não falar nos Kennedy). A diferença ,substancial , entre ambos é que o primeiro declarou guerra à imprensa americana durante a campanha eleitoral. Mas francamente nesta matéria de costumes de alcova não existem grandes diferenças.

Agora esta:

"Um dos livros mais interessantes que li nos últimos anos, que foi New York Times Best Seller, foi precisamente a biografia de Jenna Jameson"

Ó Alexandre não habia. ...zzzzz....nexexidade...hmmmm.....





Sem imagem de perfil

De passante a 27.03.2018 às 22:05

> o american dream é sempre possível

Ahah, mais um crente. E a lotaria também funciona para enriquecer o povo.

É bestial, a quantidade de patos ingénuos que se apanham com esquemas simples.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2018 às 09:16

Onanistas
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2018 às 09:51

Bem,... o articulista conhece os USA de tres modos: " Os filmes, os livros e revistas jornalisticas, e os sonhos transmitidos pelas estações de televisão." Fora disso fez umas viagens turisticas a New City. Vive ainda no American Dream . Deixa-o viver...
Perfil Facebook

De Meliana Estelin a 28.03.2018 às 10:47

A Jenna Jameson não passou propriamente a «mainstream», isso é uma ideia de conto de fadas. Passou foi a ser conhecida no mainstream, tal como a própria pornografia passou a estar facilmente acessível a todos via Internet. Mas as suas aparências mainstream são todas assentes na sua vida de ex-porn star. Nada de mal nisso, e excelente para ela por capitalizar ao máximo a sua vida, mas não venda a ideia de que só na América é possível passar-se de porn star a estrela de Hollywood. Felizmente o American Dream acontece em muitos outros sítios (vide quase todos os futebolistas e do mundo, p.ex.) e infelizmente na própria América há muita gente que fica pelo caminho, triturada, enquanto tenta alcançar esse mesmo sonho.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2018 às 12:43

zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.03.2018 às 16:31


Assim, respeitosamente vem requerer a V. Exª. que publique o comentário .

Pede deferimento
O requerente,
-----------------------------------------

Imagem de perfil

De Alexandre Guerra a 28.03.2018 às 19:55

Caro anónimo,

este é um espaço de opinião livre e todos os comentários são publicados, excepto aqueles que contêm linguagem imprópria.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.03.2018 às 17:45

Reduzir o American Dream à gente mediática parece-me extremamente errado.
As pessoas mediáticas - que participam em filmes ou outras formas de espetáculo - são um submundo muitíssimo particular.
O American Dream era suposto funcionar para a generalidade das pessoas, não somente para as pouquíssimas que conseguem singrar no mundo mediático.
Desde há muito que se sabe que o mundo do espetáculo funciona segundo o princípio the winner takes it all: um punhado de pessoas vence e fica extremamente rica, a generalidade dos outros passa dificuldades. Isso deve ser tão verdade das estrelas pornográficas como das atrizes em geral.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D