Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O populismo e os partidos

por Pedro Correia, em 03.01.19

«O populismo vencerá os grandes partidos por dentro, dispensando o País da maçada de criar novos partidos. Como diria Zeca Afonso, "já se ouvem os tambores". O instinto de sobrevivência será tudo o que ficará de longos anos de corrosão do carácter, em organizações partidárias confinadas ao rito e à obediência. O espectáculo não será bonito de ver. Cada um à sua maneira, todos declararão guerra "às elites" num país praticamente desprovido delas e farão causa comum com os instintos, preconceitos e ilusões da turba das redes sociais, dos tablóides e de um número crescente de pessoas respeitáveis.»

Sérgio Sousa Pinto, deputado do PS, em artigo de opinião no Expresso

(29 de Dezembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Perfil Facebook

De Rão Arques a 03.01.2019 às 17:47

Se os tabloides e quejandos não são a turba onde é que ela está?
As redes sociais até podem ir atrás da banda mestra, mas não são essas que fazem mossa no pandeiro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.01.2019 às 17:56

Em vez de pugnar pela necessária alteração do sistema eleitoral -o sistema de selecção dos representantes na AR- o Presidente aconselha "o votar"!.

Votar com um sistema eleitoral que já não consegue enganar metade do eleitorado. Na verdade conseguiu alienar metade dos eleitores portuguêses.
Votar -como aliás o próprio PR reconhece- com um sistema em que os partidos podem apresentar -matematicamente impôr e em exclusividade- candidatos menos dignos, não dando aos eleitores qualquer possibilidade de uma posterior sanção eleitoral a qualquer de esses "eleitos" .....

Decididamente o "sistema" já apanhou este Presidente. É pena.
Imagem de perfil

De Vorph Ivanova a 03.01.2019 às 18:58

Curioso vir da parte, de Sérgio Sousa Pinto, esta reflexão babosa.

A causa principal da falta de representatividade politica dos portugueses, e outros, nos partidos "do sistema", aqueles supostamente com responsabilidades governativas, deve-se, entre outros factores, à discrepância, entre a mensagem ideológica, contida nos programas partidários, e as agendas sociais e económicas pós eleitorais postas em prática, em total oposição à ideologia base dos Manifestos fundadores desses mesmos partidos. Sim, é a maldita secundarização da ideologia, que o Pedro Correia tanto defende , que tem alimentado os partidos/movimentos inorgânicos/pós ideológicos. O Populismo resulta da Pós Ideologia Politica, que é o mesmo que dizer da sua "falta de ideias".
Imagem de perfil

De Vorph Ivanova a 03.01.2019 às 19:15

Onde Sérgio Sousa Pinto se inclui….E depois citar Zeca Afonso, esse viscondeco do PS...deveria ir, ele, lavar a boca com sabão macaco.
Imagem de perfil

De Vorph Ivanova a 03.01.2019 às 19:13

PS: Pedro, es tut mir leid...
Imagem de perfil

De Vorph Ivanova a 03.01.2019 às 19:34

https://www.google.com/amp/s/www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/amp/sergio-sousa-pinto-critica-cruzada-contra-a-direita-no-ps

Mas afinal o que significa o S do PS?

Não posso com este gajo. Com esses gajos....Há dias em que julgo estar rodeado de idiotas, mas depois tomo consciência que não são só em alguns dias
Perfil Facebook

De João Avelar a 03.01.2019 às 20:25

E de quem á a culpa?
Dos senhores políticos e da sua sobranceria.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 03.01.2019 às 21:18

Zeca Afonso mais um populista do seu tempo...
Imagem de perfil

De jpt a 04.01.2019 às 00:19

Eu, que sou da turba das redes sociais, só me pergunto: este gajo não é aquele das "causas fracturantes"?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.01.2019 às 19:15

Populismos há muitos, como diria o Vasco Santana !

Temos uma geringonça populista do tipo nacional socialista admirada por "democratas", a resvalar para uma ditadura tipo "animal farm".....

A. Vieira


Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D