Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O comentário da semana

por Pedro Correia, em 21.11.16

«"Porco machista" já levei, mas ao telefone.
Telefonema de número privado (nunca mais os atendi) a pedirem para falar com a dona da casa, eu não servia.
Perguntei qual o assunto: que não tinha nada com isso porque "é o marido mas não é dono dela" (sic).
Com alguma boa vontade tentei explicar que se fosse ao contrário a pergunta também seria feita, aqui ninguém é "dono" de ninguém.
Desligaram mas nem cheguei a sair de ao pé do telefone, a mesma pessoa volta a ligar e diz-me "é só para lhe dizer que você é um porco machista".

Ao vivo só malcriadão, de três "senhoras" com ar respeitável espetadas num passeio exíguo a conversar e toda a gente a ter que ir para a estrada, não fui nem disse nada, fiquei ali especado e mudo junto delas até "perceberem".
Lá me deixaram passar mas não imaginaram que tivesse "ouvido de tísico" com esta idade, portanto voltei atrás a pedir-lhes para o repetirem na minha cara, minha mulher divertidíssima.

No último sábado entro num dos elevadores dos "Armazéns do Chiado" que partem da Rua do Crucifixo para ir à FNAC como vou quase todos os dias.
Entra só uma "senhora" comigo, carrego para o piso 4 e pergunto delicadamente para que piso ela quer ir (só os pisos 4, 5 e 6 estão abertos ao público).

Responde-me: "Meta-se na sua vida que não tem nada a ver com isso" e, na minha frente, carrega no piso 5 (afinal tinha...).
Quando saí ainda lhe ia eu a confirmar alto e bom som que de facto "o melhor que eu devia ter feito era estar-me cagando para si" (sic).
De tal modo que um dos vigilantes (que me conhecem e me falam) veio ver o que se passava.

Eu é que sou burro pois aqui as mulheres cá da família dizem-me sempre que não vale a pena eu armar-me em cavalheiro.

Curiosamente vejo muita rapariga ali entre os 25 e os 35 anos ficar agradada, pelo que não vou desistir mas vou ser selectivo nas idades!

Uma última nota.
Há dias um sujeito pôs-se a fazer várias operações numa caixa multibanco (desta vez foi "um" e não "uma").
Ia dizendo "está quase" e nada de parar com aquilo.

Isto até que o que estava atrás de mim se identificou como "autoridade" com um cartão que não vi e lhe disse que, havendo uma fila, só podia fazer não sei quantas operações (não ouvi o número) e tinha que dar a vez ao seguinte.
Não sei se assim é nem como se poderá impor "a lei" sem levarmos um polícia connosco se assim for, mas que o outro se foi logo embora lá isso foi.

Se alguém conhecer o assunto agradeço me esclareça pois há dias que não há nada como uma boa discussão na caixa do MB para nos pôr logo bem dispostos!»

 

Do nosso leitor RMG. A propósito deste meu texto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Imagem de perfil

De cristof a 21.11.2016 às 19:52

RMG sobre as caixas multibanco os utenets fazem a bicha na vertical. cortando o espaço de passagem numa manifestação de irracionalidade que esperava já ter sido notada; mas não só nos rednecks comuns; fui a uma universidade e as nossa futuras elites faziam a fila a tapar as duas entradas grandes numa alegre algazarra e desprezo pela racionalidade.
Enquanto não lhes fizerem umas baias como o Ikea teremos o ... a solta
Sem imagem de perfil

De rmg a 21.11.2016 às 23:10


cristof

Um local paradigmático dessa irracionalidade "vertical" era a fila para o Elevador de Santa Justa, onde se verificava bem como isso dá para todas as raças e credos.
Passar normalmente no passeio só ao empurrão, toda a gente optava pela rua com todo o trânsito que vindo do Rossio pela Rua do Ouro a passar razantes a transeuntes que muitas vezes desciam do passeio sem olhar.
Vá lá que há uns 2 meses para cá puseram a fila "a subir" as escadinhas de Sta. Justa.

Também de há uns meses a esta parte as FNAC adoptaram a "fila única" via baias, com a chico-espertice que nos caracteriza havia "fitas" diárias com a malta que se "posicionava" entre as 2 filas balançando o corpo...

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.11.2016 às 09:34

sobre as caixas multibanco os utenets fazem a bicha na vertical

Fazem a bicha na vertical porque, se a fizessem na horizontal, o utente do Multibanco queixar-se-ia de que o tipo logo atrás dele estava a espreitar por cima do ombro para ver o código PIN.

Eu acho bem: em tudo que tem a ver com dinheiro, é da mais elementar civilidade não se estar perto de quem o manuseia ou fala dele.

Há umas décadas, era assim que se fazia nos bancos portugueses: uma pessoa estava ao balcão a ser atendida e as outras estavam ao lado dela, a empurrá-la para serem atendidas mais depressa e a olharem para a assinatura e para o dinheiro da outra, e a ouvirem a conversa dela com o "caixa".

Foi quando uma vez fui à Suíça e vi a forma como as pessoas lá são atendidas nos bancos - sempre com fila vertical e com a primeira pessoa da fila bem distanciada da que está a ser atendida - que vi logo a diferença.
Sem imagem de perfil

De BELIAL a 21.11.2016 às 20:14

Ora, é o pão nosso de cada dia.
O melhor é sorrir.
Ou rir.
Muito.
Com estrondo.
As bandeiras despregadas.
Sem imagem de perfil

De rmg a 21.11.2016 às 23:22


BELIAL

Pois é verdade.

Mas acontece que quase a fazer 70 anos continuo a andar 4 horas por dia "por aí", faça sol ou faça chuva, talvez por isso continue sem saber o que é ter que tomar um comprimido que seja .
E em 4 horas de "convívio" com todo o tipo de personagens muito me sorrio e me rio, às vezes com estrondo e até a bandeiras despregadas.

Mas convirá que aqui e ali, para quem não está parado nem enfiado num buraco qualquer, surjam situações menos divertidas por essas ruas da capital...

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.11.2016 às 09:27

três "senhoras" com ar respeitável espetadas num passeio exíguo a conversar e toda a gente a ter que ir para a estrada

Isso é o pão-nosso-de-cada-dia em Portugal. Já me ocorreu montes de vezes. Ocorre sobremaneira em portas: as pessoas juntam-se ao pé de uma porta à conversa, sem verem que estão precisamente no sítio mais apropriado para impedirem o caminho aos outros.

É um dos sintomas da profunda estupidez e falta de civismo dos portugueses. Estupidez e falta de civismo que, aliás, desaparecem num ápice quando eles são forçados a sair da sua "zona de conforto" e a irem para um país civilizado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.11.2016 às 10:35

Expliquem-me como é fila vertical e fila horizontal. Horizontal sei, mas vertical!! Tentei uma só vez fazer na vertical. Para isso pus-me em cima da gaja que estava à minha frente mas levei logo um estalo. E não era velha. Os meus conhecimentos de geometria estão a definhar, não sei o que é vertical nem horizontal e muito menos oblíquo.
Sem imagem de perfil

De Americo Silva a 22.11.2016 às 19:39

Pois é isso, caro anónimo. Fila vertical: chega o primeiro, depois o segundo põe-se em cima dele ou dela, o terceiro ainda mais acima, etc. É como aquelas torres humanas que vemos nos circos. Se inclinar (como acontece à malta que faz isto nas praias) chama-se fila oblíqua durante os segundo em que não cai mesmo.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D