Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O comentário da semana

por Pedro Correia, em 05.07.20

ConstantEveryCats-small.gif

 

«De facto Rui Rio parece “lutar pela sua servidão como se fosse pela sua liberdade”, luta pela próxima bancarrota de Portugal como se fosse uma classificação de rating AAA. Mas até Mr. Stevens ao fim de vinte anos apercebe-se que a sua inquestionável fé e dedicação à sua causa (trabalho), foram mal aplicadas e tiveram um forte impacto na sua vida, apercebe-se que o prazer de desfrutar o fugaz momento do remanescente da luz do dia, apesar de belo, levou-o à sufocação dos seus afectos, ao desconhecimento das causas das suas acções, e tenta recuperar o tempo perdido tentando resgatar o amor de Miss Kenton.

É neste ponto que discordo da sua analogia. Rui Rio faz-me lembrar outro mordomo famoso, o de Glória Swanson em O Crepúsculo dos Deuses. Imagino Antonio Costa caído em desgraça a preparar-se para descer a escadaria da Assembleia da República a virar-se para Rui Rio e afirmar: “Sou a maior estrela política que Portugal alguma vez teve e não tenho culpa de nada”. Rio olha para Costa com amor incondicional e vira-se para as televisões presentes: “Objectivas, luz, acção...”.»

 

Do nosso leitor Manuel do Ó Pereira. A propósito deste meu texto.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.07.2020 às 16:38

Rui Rio é um Samurai, por isso serve....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.07.2020 às 18:17

Chamou por muito menos- MSTavares - Palhaço- Mudam-se os tempos mudam-se as vontades.
O país caminha para a ruína total e ainda se faz propaganda que não há austeridade.
Pois, não lhes toca ficar sem meios de subsistência 4 meses!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.07.2020 às 18:47

Rui Rio não tem cerebelo para ser Primeiro Ministro |||||

A.Vieira
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.07.2020 às 18:55

Excelente comentário. Rui Rio presentemente é um Golem do governo.
Imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 05.07.2020 às 20:02

Assinado: eu. De vez em quando tenho bónus e sai anónimo.
Perfil Facebook

De Antonio Vaz a 05.07.2020 às 22:04

Eu até compreendo toda esta azia dos ressabiados – como é que os poderei chamar, sem ferir as suas híper-habituais-susceptibilidades? Talvez como – mais “chegados” a se “preocuparem insistentemente” com o rumo do PSD (sim, chamem-lhe de “oposição” que sempre até pode soar mais institucional!) liderado pelo Rui Rio (RR) mas sejamos sinceros: infelizmente, a coisa anda muito complicada para a direita do PS… e não, não é só pelo facto de que, segundo as últimas sondagens, o povo parece não querer perceber a verdade (depois da experiência do “troikismo-mais-que-a-troika”) de que o PSD+PP+vocês são portadores mas, essencialmente, porque lá mais para o fundo da curvatura, em que começou a guinar a v(n)ossa Direita parlamentar, até surgiu aquele “frankenstein” venturoso (relembro apenas para os mais senis que ele foi criado, secretamente, e apaparicado, descaradamente, nos vossos laboratórios PPC) que, em conjunto, com a casmurrice “social-democrata” do RR, parece ter saneado o partido – que um dia até se resolveu chamar de – social-democrata, de todo um entulho que tinha criado durante décadas. Nisso, RR foi um verdadeiro “radical”… fez, na minha opinião, algo que nem o Sá Carneiro (se alguma vez até lhe passou pela cabeça) teve coragem de fazer: é que durante décadas, o PSD foi um ninho de verdadeiros cripto-fascistas! Não é por mero acaso que o PPD (e já agora, o CDS) tivesse sentido a necessidade de, após-PREC, adoptar uma nova designação político-semântica.

Mas até há mais uma coisa que tenho como certa: o RR não tem qualquer chance de competir na retórica que vocês lhe exigem, com o “PPCenstein” – o “CDS” optou” por essa via: esperemos pelos próximos resultados eleitorais.

Se o “CDS” crescer e o PSD diminuir até dou a minha palma a qualquer vossa palmatória!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.07.2020 às 00:02

R.R. pretende participar com Costa, em futuro arco governativo. Têm um tutor de peso!
Perfil Facebook

De Manuel Sousa a 06.07.2020 às 19:20

Um dos meus filmes favoritos. Por tudo e todos. Actores e realizador. Este, também, os que mais me divertiu, pelo sentido de humor.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D