Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O comentário da semana

por Pedro Correia, em 30.11.19

«Desde o princípio que havia alguma coisa dissonante nesta eleição de Joacine e que lhe alterava a harmonia. Lembro-me das apresentações da imprensa que me pareciam até irónicas; da alegria da deputada quando foi eleita e falou apenas por si mesma, facto que achei estranhíssimo; do primeiro dia na Assembleia da República que também não foi nada consensual. E não é pelo choque que constituíram que o digo, gosto um bocadinho desse aspecto de agitar as águas. É mais pelo afã em chocar, aquele espírito de quase vingança em conseguir. E não sei mesmo se o avesso do preconceito não é ele também preconceito.
Por outro lado, a senhora parece não saber que representa um partido e não que se representa a si mesma. Se sabe, tem de entender-se com o partido. As lutas internas não nos interessam, mas não venham dar espectáculo para a praça pública nem apresentar desculpas esfarrapadas. Resumindo: de Rui Tavares, esperava melhor.»

 

Da nossa leitora Bea. A propósito deste texto do Diogo Noivo.


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2019 às 17:18

"...a senhora parece não saber que representa um partido e não que se representa a si mesma....". A Lei Eleitoral cria e não resolve a situação.

Os deputados na AR representam partidos. O sistema eleitoral exerce-se exclusivamente via partidário. Não é uninominal.
Por demagogia ou ignorância, muitos afirmam que "os deputados são eleitos pelos eleitores". Não. Os eleitores adicionam votos aos partidos que, a seu gosto interno -já não escrutinável pelo eleitor- vão movendo os escolhidos no partido.

Curiosamente o nome de Joacine Elysees era, no círculo eleitoral de Lisboa em que se apresentou, a única candidata, a nomeada pelo Livre.
Dir-se-ia que, no excepcional caso em apreço, tratou-se de uma votação (ipso facto) nominal !.
Os 22 mil votos em Lisboa são tanto exclusivamente dela ( só por ser a única candidata), como do Livre em cujo icon se votou.
Sem imagem de perfil

De Bea a 30.11.2019 às 23:37

e por essa mesma razão, sendo a eleição de Joacine meio por meio unipessoal e do Livre não devia transparecer como tal?
Sem imagem de perfil

De Bea a 30.11.2019 às 17:33

Oh meus deuses. E eu a achar que já tinha lido isto em qualquer lado:).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2019 às 20:19

Olá Bea, afinal teve dois bónus :)
Parabéns!
🌿⚘
Sem imagem de perfil

De Bea a 30.11.2019 às 23:39

Obrigada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2019 às 19:22

Portugal continua como sempre, alguém sai da capelinha e todos os apoiantes do sistema das capelinhas ficam em transe.
Toda a aldeia voltou-se contra quem saiu do trilho marcado.

É que isto de ser extremista de esquerda é uma coisa muito controlada.

lucklucky
Sem imagem de perfil

De Bea a 30.11.2019 às 23:57

lucklucky, todos os humanos vivendo em sociedade são controlados de uma forma ou de outra, chama-se civismo, cultura, delicadeza, e outros nomes . As pessoas têm de saber a que se vinculam quando aceitam representar um partido na AR. E isto serve para todos os deputados em todos os partidos com assento na AR.
E não, não se pode ou não se deve sair da capelinha quando assinámos a relação de pertença. Mas errar é próprio da condição humana. Espero que ambos - joacine e o Livre - saibam limar arestas. Para o bem de ambas as partes.
Sem imagem de perfil

De António a 30.11.2019 às 21:43

Acho bem que ela se represente a si mesma. Digam-me o nome dum único que represente quem o elegeu.
Sem imagem de perfil

De Bea a 30.11.2019 às 23:45

Neste caso específico, Joacine ou qualquer deputado na Assembleia representa também o partido a que pertence e pelo qual foi eleito. É assim. E quem não o aceite, ou cria uma nova legislação para a Assembleia da República Portuguesa, ou atina, ou sai de cena. E a legislação que rege a AR não é secreta.
Sem imagem de perfil

De António a 01.12.2019 às 00:52

Ela não pode ficar como independente?
Sem imagem de perfil

De Bea a 01.12.2019 às 23:44

António, não sou mesmo nada entendida em política, mas suponho que uma pessoa eleita pelo Livre não pode ser independente nos anos de governação a que respeita o acto eleitoral. A constituição da AR é determinada pelos votos em partidos políticos que concorreram a eleição.
Sem imagem de perfil

De António a 02.12.2019 às 01:53

É possível que eu tenha feito confusão com as autárquicas. De qualquer forma, não creio nem que ela atine nem que saia de cena. De certo modo ela tem razão, o partido escolheu um retrato-robô politicamente correcto, e esse retrato-robô ganhou um lugar, tornando-se mais importante para o partido do que o partido para ela. Provavelmente esqueceram-se de falar com ela antes sobre a linha oficial do partido. Que nem sei qual é.
Sem imagem de perfil

De V. a 04.12.2019 às 19:08

Resumindo: de Rui Tavares, esperava melhor.

Eu não. Esperava exactamente isto.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D