Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O comentário da semana

por Pedro Correia, em 17.11.19

21614489_VMzVp[1].jpg

 

«Começou com parte substancial das mulheres e dos homens (perdão, toda a gente) a ser engolido pela voragem do aparente, numa emancipação artificial. Como modelo de felicidade apareceram os casais delgados muito alinhados, iguais aos dos anúncios a margarinas magras com sabor a manteiga, ele de ar blasé, de camisa azul clara aberta, calças de sarja bege e sapatilhas adidas, ela de blusinha de viscose, saiinha a condizer e sapatinho de bailarina, ambos a sorrir muito para irradiar aquela felicidade pessoal e profissional que se reconhece ter sido alcançada com a prática da outrora auto-ajuda, hoje couching.

A seita dita proibições na alimentação e impõe o exercício físico. A seita com muitos e muitas beatas prontos a catequizarem todos os hereges que não resistem aos pecados capitais da gula e da preguiça. Começaram por ser adeptos do chamado estilo de vida saudável e vão alargando o seu campo de acção. Cada vez que os contestamos (a medo, nunca se sabe) temos de ouvir sermão e missa cantada. Porque é blasfémia, porque deturpamos tudo e só estamos a demonstrar a nossa ignorância e apego aos mitos antigos.

O facto é que quando se começa por confundir apetite, desejo e humanidade com perversão acaba-se a ver pecado numa simples travessa e a pugnar pela ausência de corpo, esse pedaço de culpa, que a modernidade há de querer esconder.»

 

Da nossa leitora Isabel Paulos. A propósito deste meu texto.


13 comentários

Imagem de perfil

De Flávio Gonçalves a 17.11.2019 às 11:47

Agora quase me sinto menos mal por ontem ter ido devorar um empadão de perdiz, pernil e sei lá mais quantas iguarias no Dona Isilda (o mais indigesto foram as fotos de Ricardo Salgado, Paulo Portas e Joe Berardo na parede).
Sem imagem de perfil

De Vá lá, vá lá!... a 18.11.2019 às 02:17

Pelos vistos escapou-se a fotos indigestas de gentes como Antónios Costas e Josés Sócrates e outros que tais!....

É que a juntar aos mencionados, deixava de ser indigesto e entrava no domínio da indução ao vómito!!!
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 17.11.2019 às 11:55

Erro gramatical.
Os casais felizes praticam o coaching. Ou couching estou eu a fazer agora.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 17.11.2019 às 17:16

Tem razão, obrigada. :)
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 17.11.2019 às 12:20

Falta autocrítica.
Reparem no caso do Bernardo.
A indignação que se levanta... tudo por causa de uma onda de indignação. Aqueles que atacam a decisão têm exactamente o mesmo comportamento do que o dos que atacaram a publicação.
Ah, mas esta causa é justa. Pois, na mente dos outros, a causa do conguito também o era.
E fazendo uma conjectura, caso tivesse sido um mulato brazuca a comparar o Bernardo a um padeiro, e por isso fosse castigado, que diriam os luso-indignados?
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 17.11.2019 às 13:33

Riríamos com a piada e, se soubéssemos, zombaríamos dos brasileiros. O que está bastante longe de processar alguém por fazer uma piada.

Como portugueses – no limbo entre os povos mais ricos e influentes e os mais desfavorecidos -, temos a obrigação de não ser infantis e perceber que a vitimização não conduz ao respeito.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 17.11.2019 às 13:32

Obrigada pelo destaque, Pedro. :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.11.2019 às 17:04

Merecido, Isabel. Sem dúvida.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 17.11.2019 às 16:56

Comentário da Semana bem escolhido. Aqui está um texto que merece ser lido duas vezes. Ou mais.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 17.11.2019 às 17:05

Como escrevo mais acima, foi uma escolha inteiramente merecida.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 17.11.2019 às 17:09

Que nenhum verdadeiro português se atreva a dizer mal do "coaching"! Estavam quase todos os nossos compatriotas a praticá-lo intensamente há mais de hora e meia quando um ilustre herói nacional (perdoem-me os pleonasmos), ele também beneficiário confesso de "coaching", deu o pontapé definitivo na malapata. Viva o "coaching", pois foi graças a ele que se "fez" história !
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2019 às 19:23

Um tiro ao lado.

A forja da culpa nos outros como instrumento para os excluir e afastá-los como concorrentes na urbe.

lucklucky

Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 18.11.2019 às 01:04

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D