Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




presidente-da-venezuela-nicolas-maduro-14945326113

 

Amanhã, em Estrasburgo, o Parlamento Europeu reunido em sessão solene entregará o Prémio Sakharov 2017 a representantes da oposição democrática e plural da Venezuela.

Será um momento muito importante. Pelo seu simbolismo e pelo alento que dará à vasta frente política e social que combate a oligarquia de Caracas e o seu rosto mais visível, o ainda Presidente Nicolás Maduro, autoproclamado "filho de Chávez", que lega à posteridade um regime corrupto e um país arruinado, onde vigora a maior taxa de inflação do mundo e os artigos de primeira necessidade - começando pelo papel higiénico - são hoje bens de difícil acesso.

 

A  Venezuela é hoje um país sem pão nem liberdade.

Um país onde mais de cem jovens foram abatidos este ano na rua só porque protestavam contra a o Governo.

Um país com centenas de presos políticos.

Um país onde a justiça está submetida ao poder político e a procuradora-geral, perseguida por esbirros de Maduro, teve de se asilar num país vizinho quando investigava os tentáculos do narcotráfico em Caracas.

Um país onde vigoram as maiores taxas de homicídios e de crimes violentos do planeta.

Um país onde os principais meios de informação foram encerrados ou mudaram compulsivamente de proprietários para passarem a entoar hossanas ao regime.

Um país onde os opositores mais destacados são forçados a rumar ao exílio ou vegetam nos calabouços de Ramo Verde, sinistro símbolo da repressão "bolivariana".

 

Prestigiado galardão que visa distinguir os combatentes pelos direitos humanos, o Prémio Sakharov reforçará a resistência ao déspota que transformou a precária democracia venezuela numa ditadura.

Maduro anulou a Assembleia Nacional onde a oposição dispõe de larga maioria, mandando prender deputados que gozam de imunidade jurídica face à própria lei venezuelana. Fez eleger um parlamento fantoche, destinado a "redigir uma nova Constituição" que porá fim à de 1999, proclamada pelo seu antecessor. Promoveu a maior fraude eleitoral do século na América Latina. Muda datas eleitorais à mercê dos caprichos e conveniências políticas. E já anuncia que não permitirá candidatos da oposição nas presidenciais de 2018, enquanto garante que o seu  Partido Socialista Unido da Venezuela governará pelas "décadas e séculos que estão por vir". Linguagem típica de ditador.

 

Segue-se uma resenha de algumas das principais notícias ocorridas na Venezuela desde 30 de Julho, quando foi oficialmente eleito o parlamento fantoche, alcunhado de Assembleia Constituinte, composto apenas por fervorosos apoiantes de Maduro:

 

Assembleia Nacional, eleita há 20 meses com larga maioria da oposição, foi esvaziada de funções.

Procuradora-geral da República exila-se na vizinha Colômbia.

Presidente da Câmara de Caracas, em prisão domiciliária desde 2015, refugia-se em Espanha.

Juízes venezuelanos forçados a abandonar o país.

Cinco magistrados fogem de Caracas para se reunirem ao Supremo no exílio.

Famílias inteiras deixam a Venezuela só com a roupa que trazem vestida.

342 presos políticos permanecem nos cárceres de Maduro e vários deles são torturados.

Caritas venezuelana alerta: há 300 mil crianças subnutridas em risco de morte no país.

Músico Adrían Guacarán, de 44 anos, morreu após 24 horas à espera de um medicamento que não havia.

Caos na saúde: mulheres dão à luz em salas de espera de hospitais.

Malária, difteria e sarampo: epidemias regressam ao país de Maduro.

Animais morrem de fome no maior jardim zoológico venezuelano.

Governo de Maduro manda encerrar duas populares rádios de Caracas.

Jornal independente Ultima Hora fecha por falta de papel de impressão.

Maduro manda emitir notas de 100 mil euros para fazer face à maior inflação do mundo.

Preços subiram 56,7% só em Novembro.

Eleições autárquicas realizaram-se quase sem candidatos da oposição.

Maduro quer proibir principais forças da oposição a concorrer às próximas presidenciais.

Autoria e outros dados (tags, etc)


36 comentários

Perfil Facebook

De Rão Arques a 12.12.2017 às 10:56

Nós por cá.............
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.12.2017 às 11:31

Eles, por lá, todos mal. De mal a pior.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2017 às 11:00

Todos sabemos que a situação da Venezuela é, sobretudo, resultado do boicote sistemático dos poderes capitalistas.
Seja qual for o desenvolvimento futuro dos acontecimentos, o regime venezuelano terá sempre a seu favor um crédito indesmentível:
- A coragem de se rebelar contra o capitalismo desbragado que, a cada dia que passa, mais se revela maléfico, quer para as Gentes, quer para o Ambiente.
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.12.2017 às 11:30

Já leu o Ensaio Sobre a Cegueira?
Se não, recomendo-lhe.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2017 às 12:03

Muito obrigado!
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.12.2017 às 18:34

Não tem de quê, João de Brito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2017 às 23:53

Sabe que o Ensaio Sobre a Cegueira foi escrito por um comuna?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.12.2017 às 00:13

Já o leu? Talvez lhe fizesse abrir os olhos.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 12:48

Porra João!
Nem eu, que sou de Esquerda, acredito nisso.

Essa do estrangeiro ser o Grande Culpado é só desculpa para os corruptos - sejam vermelhos ou brancos- se manterem no poder....

Aliás Maduro nem marxista é, nem comunista, nem socialista....é um tipo que gosta do que o poder lhe deu e dá....prazeres vedados a ex-camionistas....provavelmente álcool, mulheres, e festas....como o Kim....onde está no Das Kapital a justificação cientifica/teórica do que ele faz na Coreia?

Tenho no meu quarto um poster do Shreck, mas isso não me faz um crente na existência de dito bicho....Assim Maduro levanta o punho esquerdo e fala em marxistas, mas isso não o obriga a acreditar naquilo que diz....um pouco como eu....no outro dia, numa qualquer conversa, disse "queira deus", mas eu sou ateu...saiu-me....

Rosa Luxemburgo, João....

Já sei que não vai responder...sempre de cima e para baixo, não é caro Brito?!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2017 às 16:07

Não, caro De Vlad!
Não é de cima para baixo.
Não é um questão de sentido.
São duas razões concorrentes:
1. só tenho net por uma ou duas horas diárias (por autoimposição);
2. considero que um blogue não é exatamente um chat.
Apesar da crítica, gostei dom com que a fez.
João de Brito
Sem imagem de perfil

De JgMenos a 12.12.2017 às 12:52

Sempre o socialismo agrega a idiotice e a corrupção.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 19:01

Jg, Wallstreet que o diga!! Maddof esse ganda comuna
Sem imagem de perfil

De MIguel Santos a 12.12.2017 às 13:47

A Venezuela, que tem a maior reserva de petróleo do mundo, está na miséria por causa do boicote dos países capitalistas??
A Venezuela é a prova de que o comunismo não cria riqueza nem distribui a que tem, pelo contrário, destrói-a por completo.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 19:02

Miguel, o Iraque está melhor.E a Nigéria também, ambos regimes comunistas
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 12.12.2017 às 15:23

Ena os socialistas quando as coisas correm mal dizem que precisam dos poderes capitalistas.... Claro que como manipuladores da verdade que são transformam a falsa desculpa numa acusação.

Já foi assim com Cuba, as coisas correm mal a culpa é do bloqueio - já de si uma mentira - ou seja de os capitalistas exploradores e "grandes grupos económicos" não quererem fazer negócios com os socialistas.

Quem diria o socialismo dependente para o bem estar dos cidadãos de ter negócios com "grandes grupos económicos"...
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 19:00

O Rupert Murdoch é comunista?
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 19:06

"Quem diria o socialismo dependente para o bem estar dos cidadãos de ter negócios com "grandes grupos económicos"...

Não é tanto uma questão de comunismo. Mas da existência de governos corruptos ao serviço de grandes grupos. ...e se rima é verdade
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 19:14

O governo americano criou ume estrutura para começar a explorar o petróleo iraquiano.

http://www.bbc.com/portuguese/economia/030505_petroleo1cg.shtml

A bem do povo....como faz a Shell, na Nigéria
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 22:10

Angola gasta mais de cinco milhões de euros por dia na importação de combustíveis, devido à reduzida capacidade de refinação do país, que é o segundo maior produtor de crude da África subsaariana.

Angola é comunista
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2017 às 11:33

Camarada João Brito

Tem razão, dou-lhe a minha.
Venezuela é exemplo da luta contra capitalismo selvagem: - Como, por exemplo, a Alemanha e os países escandinavos ( para não ir mais longe) .

Maduro , Brito está contigo



am
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.12.2017 às 21:39

Com Maduro, é fácil pôr o pé em Ramo Verde.
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 12.12.2017 às 17:14

Creio que é seguro prever que não haverá um voto de condenação (da situação política, económica e social na Venezuela) na Deputaria de São Bento.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 12.12.2017 às 18:38

Nem sequer tal me passou pela cabeça, Octávio. Desde logo porque os deputados do grupo da "Esquerda Unida" no Parlamento Europeu, onde se inserem os do PCP e do BE, já anunciaram que boicotarão a sessão parlamentar em Estrasburgo. Adoram ditadores. Desde que sejam de esquerda.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 19:08

Pedro, o Paulino das feiras não andou pela Venezuela a apertar a mão ?

O vice-primeiro ministro português, Paulo Portas, reuniu-se sábado com o ministro de Relações Exteriores venezuelano com quem passou em revista assuntos de interesse bilateral e falou da próxima visita a Caracas,

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/maissobre/paulo-portas;-venezuela
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 12.12.2017 às 20:23

Eles deveriam emigrar para a Venezuela. Para experimentarem «in loco» as «maravilhas» do «socialismo real».
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 12.12.2017 às 21:28

Para misérias sai mais barato o interior do Portugal real
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.01.2018 às 18:03

O Octávio devia emigrar para os EUA e experimentar o sistema de saúde americano ou os altos índices de criminalidade de lá (tiroteios todos os dias). Já que defende Trump, vá para lá experimentar as "maravilhas" da "excepcionalidade americana".
Quanto a mim, eu prefiro mesmo a Escandinávia. Faz frio por lá mas não há desequilíbrios como na Venezuela ou nos EUA.
Sem imagem de perfil

De s o s a 13.12.2017 às 19:29

o sapo nao mostra o nome do autor, mas eu senti que seria o PC. Mas poderia nao ser. corri o risco, abri o Delito. E agora que ca estou , vou ler o post, temente de que vou dar o tempo como perdido.
Sem imagem de perfil

De s o s a 13.12.2017 às 19:44

respeito com respeito se paga, e portanto vou adotar a linguagem do PC.

Nao foram abatidos, e foram nada ante as centenas de saqueadores e construtores de barricadas, e atiradores contra a policia. Uma coisa sao protestos, outra coisa sao desde logo a construçao de barricadas que, fosse eu a governar, e nunca mais haveria barricadas. Poderiam ocupar uma rua ou dois campos de futebol e por la ficarem, em paz, em liberdade.

Já o disse na cara do PC, que o que lhe doi é justamente terem sido poucos os bandidos abatidos, pois mais fossem e o PC desejava e ansiava uma invasao externa .
( a lata do PC, com todos os dias as televisoes e as fotografias mostrarem até os policias serem atacados e incendiados )

Tambem lhe disse que nao é sério. A propria oposiçao, e ja lá vamos, arroga-se a 50 % de representaçao. qualquer coisa como a suposta oposiçao a salazar. ser opositor é facil, tanto que apos o 25 abril antes opositores a salazar viraram-se para a direita, porque nao suportaram a liberdade.

Mas o que mais importa ; ser opositor num pais com tamanhas dificuldades é inevitavel, grosso modo nao existe lá ninguem que defenda as carencias. Mas daí a engrossarem os insurgentes e oportunistas e a soldo do estrangeiro, vai uma grande diferença.

O PC perdeu apesar de ser por em bicos de pé quando a europa condecorava savimbi.

E o assan, o gajo da siria, ter mantido o poder, também deve complicar muito a digestao do PC.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.12.2017 às 22:05

Com esse paleio a desculpar a famigerada Sebin "bolivariana", você faz lembrar aqueles gajos da extrema-direita que antes do 25 de Abril diziam que a culpa dos opositores assassinados pela Pide era... dos assassinados, por se porem no caminho das balas.
Todas as pides, em todos os tempos, encontram sempre os seus colaboracionistas. Hoje, na Venezuela, há muitos opositores assassinados pelos esbirros da repressão "socialista". Mas um José Dias Coelho ou um José António Ribeiro Santos venezuelano não contará jamais com a sua solidariedade: você prefere mostrar-se solidário com as balas. E ainda se orgulha disso.
Perfil Facebook

De Vasco Lopes a 13.12.2017 às 23:06

Engraçado como aparecem aqui alguns esquerdotes que perante evidência tamanha ainda conseguem afirmar que aquilo não é de comunismo,socialismo ou marxismo que se trata, então pergunto eu onde estão esses paradisíacos países e esses extraordinários políticos com tais ideologias, serão marcianos? Outros desculpam-se que a culpa não é deste louco ditador mas sim dos maus vizinhos, nada mais engraçado, também por cá a troika não foi culpa do Sócrates, foi daqueles que nos emprestaram o dinheiro para não cairmos no pântano, engraçado, não?.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.12.2017 às 23:54

Adoravam ter a pata da pide venezuelana em cima deles.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.12.2017 às 23:53

Bela ditadura essa em que a oposição ganhou controla o parlamento venezuelano!
Todos sabemos que a direita portuguesa é bastante burra mas o OP não precisava de levar isso a este extremo.
Nem precisava de atravessar o oceano para encontrar uma ditadura que não existe: mesmo aqui ao lado, no Estado Espanhol, há presos políticos.
E, ao contrário dos presos venezuelanos que organizaram e participaram em protestos violentos (que teriam sido repreendidos com uma carga policial em qualquer país da Europa), a maioria dos presos políticos do Estado Espanhol limitaram-se a exercer a sua liberdade de expressão através de piadas no Twitter ou a cumprir o que prometeram ao povo catalão. Na Catalunha pessoas foram agredidas pela polícia espanhola pelo "crime" de quererem votar. Na Venezuela a oposição boicotou uma eleição.
Em 2013, o parlamento português votou por unanimidade um voto de pesar pelo falecimento de Hugo Chávez. Lamentariam TODOS os deputados o falecimento de um "ditador"?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.12.2017 às 00:19

Típico dos fanáticos, acorrentados a uma ideologia que os torna cegos perante a mais elementar realidade mas continuam a tomá-la em doses cada vez maiores, ao jeito de uma droga dura.
Para esta gente, que vê o mundo ao contrário, a Espanha democrática é uma ditadura e a Venezuela ditatorial e corrupta é uma democracia.
Lembra aqueles que antes do 25 de Abril chamavam "democracia orgânica" à ditadura salazarista e abominavam a Europa democrática.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2017 às 20:05

Típico dos fanáticos, acorrentados a uma ideologia que os torna cegos perante a mais elementar realidade mas continuam a tomá-la em doses cada vez maiores, ao jeito de uma droga dura.
Para esta gente, que vê o mundo ao contrário, a Venezuela democrática é uma ditadura e o Estado Espanhol ditatorial e corrupto é uma democracia.
Lembra aqueles que durante a Guerra Fria chamavam "democracia orgânica" à ditadura de Pinochet e abominavam o Chile de Allende.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D