Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mr. Facebook

por Teresa Ribeiro, em 15.11.18

Recebi hoje no meu email uma notificação do Facebook a avisar-me de que a minha prima (que morreu em Junho) faz hoje anos. É em momentos destes que se percebe até que ponto abrimos a porta à tecnologia digital para entrar na nossa vida. Fosse o Facebook um mensageiro humano e já muitos de nós o teríamos saneado por ser tão invasivo, tão insistente, tão presente, tão manipulador e por vezes, como hoje me aconteceu, chocante.

 


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2018 às 13:53

" já muitos de nós o teríamos saneado" Aposto que a senhora tem mais de 50 anos. Se tivesse menos não utilizaria o verbo sanear com este sentido.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 15.11.2018 às 16:10

Tem razão. Agora saneamento é mais do básico.
Imagem de perfil

De Sarin a 15.11.2018 às 16:31

Tenho menos. Usaria tal sentido, não tivesse saneado o FB há mais de 5 anos - com menos de 40, portanto :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2018 às 15:51

Só vejo uma solução, Teresa: usá-lo sem lhe dar confiança.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 15.11.2018 às 16:14

É o que faço desde sempre, mas qual emplastro insinua-se, chama a atenção com notificações e lembretes e com a persistência de que só a inteligência artificial é capaz.
Imagem de perfil

De Sarin a 15.11.2018 às 16:35

Lamento-lhe o choque, a dor, o desgosto - de há 3 meses e de agora.

Talvez lhe sirva de conforto pensar que a única AI com humanidade continua a ser a Amnistia Internacional - pelo menos enquanto não for "anistiada" :s
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2018 às 23:11

Sarin ainda acredita no "Pai Natal", neste caso em algumas instituições!

Acha mesmo que há pessoas correctas?
Imagem de perfil

De Sarin a 16.11.2018 às 00:08

Acredito no Pai Natal, no Coelho da Páscoa e em estrelas cadentes. A minha fé nestas é tal que, na última vez que vi uma luzinha voar no céu, fiz um pedido; afinal era um avião e, ainda assim, concretizou-se!

Só o tesouro no fim do arco-íris é que não me atrai - mas isso é por ser tão pura, logo, nada materialista.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2018 às 17:18

Aposto que fechou a sua conta do Fakebook.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 19.11.2018 às 16:11

Não fecho porque me é útil manter esse canal aberto para fins muito específicos e porque sou preguiçosa e não trato de trocar o FB por outra rede, mais adequada.
Sem imagem de perfil

De Bea a 15.11.2018 às 18:05

é assim tão ultrajante que uma máquina nos lembre a data de aniversário de um ente querido que já partiu?! Será que não a lembraríamos nós mesmos? Se é alguém de quem gosta...talvez seja hora de lhe pôr uma florita. Ou, tão só, lembrá-la.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 19.11.2018 às 16:00

A máquina convida-nos a celebrar a data. Não vejo que isso seja possível quando se trata de alguém que já não tem anos de vida para festejar. Não diria ultrajante, mas no mínimo deprimente, no máximo chocante, este anacronismo. Depende da ligação que tínhamos ao falecido, se a morte foi recente, etc. É assim tão difícil de perceber?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.11.2018 às 18:58

Há quem troque vinte vezes o real pelo virtual, Teresa. Sem perceber que faz como a avestruz, que mergulha a cabeça debaixo do chão, alheia ao mundo circundante.
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 19.11.2018 às 16:02

Cada vez mais é assim. A pontos de sentimentos reais e "virtuais" também se confundirem. O mundo está a ficar um lugar muito estranho...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.11.2018 às 21:49

E há também aqueles que se preocupam com as pequenas coisinhas, mas não com as grandes. Ser tão manipulador está na moda!
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 19.11.2018 às 16:07

Está na moda, sim. Cada vez mais apreciado pelos pares e pelos que são objecto de manipulação.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D