Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Manhã de luz

por Sérgio de Almeida Correia, em 09.03.16

cbVJ,kOCYqpJEgQ41M3WIPDc_.jpg

(foto: lifestyle.sapo.pt)

 

Jurou emocionado e sem tremer. Portugal tem um novo Presidente da República.

É uma excelente notícia neste quase início de Primavera. Mais do que isso, é um sinal de esperança confirmado pela sondagem da Aximage/CM divulgada esta manhã: 89% dos portugueses espera um mandato melhor do que o do seu antecessor. Uma esperança de 89% é uma grande esperança.

Que os ventos corram de feição ao novo Presidente da República. E vão correr com toda a certeza. Porque Portugal e os portugueses têm o direito de voltar a viver a democracia em condições de normalidade. E de ver a luz das suas manhãs sabendo que têm de trabalhar e de ser muito melhores sem terem medo da sua sombra e dos mercados.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Fernando S a 09.03.2016 às 11:01

"Portugal e os portugueses têm o direito de voltar a viver a democracia em condições de normalidade. E de ver a luz das suas manhãs sabendo que têm de trabalhar e de ser muito melhores sem terem medo da sua sombra e dos mercados."

Mas o que é que significa exactamente e concretamente este tipo de frases ?...
O que é que não foi "normal" na democracia portuguesa nos últimos anos ?...
O que é a "sombra" dos portugueses e porque é que teriam medo dela ?...
Os portugueses tiveram "medo dos mercados" ?.. Tiveram sobretudo medo de ficarem fora dos mercados !... Mas importa dizer porquê e por culpa de quem !!
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 09.03.2016 às 18:34

O que explica essas frases é o autor ser socialista do PS.

Para o autor condições de normalidade é não ter Cavaco na Presidência.

E não ter medo dos mercados...é o típico revanchismo de quem precisa deles para comprar votos e depois os despreza quando tem de cumprir as condições que acordou.
Para estes destruidores sociais de Esquerda lembro que no próprio interesse a Segurança Social que tem boa parte dos investimentos na nossa dívida - aqui já não há incompatibilidades não é ? - é um dos malvados mercados.
Sem imagem de perfil

De João de Brito a 09.03.2016 às 12:02

Marcelo fez um discurso
- formalmente, muito bem arrumado;
- estilisticamente, muito bom;
- culturalmente, superior;
- politicamente, muito correto.
Tentará minimizar os exageros do sistema.
Substituirá uma presidência macambúzia por uma festiva.
Convidará toda a gente para a festa.
Mas nada mudará de substancial.

Sem imagem de perfil

De Reaça a 09.03.2016 às 13:14

Marcelo, pérolas a porcos, salvando-se apenas o povo que o elegeu.

Sem imagem de perfil

De Septuagenário a 09.03.2016 às 13:20

Não foram achados nem perdidos Lula e Roussef
Sem imagem de perfil

De T a 09.03.2016 às 15:06

Espero que grande parte desses portugueses tenha visto a ausência de aplausos da ala anti-democrática PCP/PEV/BE. Desrespeitar os representantes e os símbolos e tradições de Portugal não é apenas uma afronta aos portugueses de hoje, é também um enorme desrespeito por quem lutou para que Portugal seja o que é hoje.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.03.2016 às 18:30

Não aplaudir é não respeitar?? Boa!
Sem imagem de perfil

De T a 10.03.2016 às 10:21

É isso mesmo, mesmo que para si isso pareça absurdo. Alias, esse mesmo pressuposto seu é bem demonstrativo da falta de sentido e valores. Sabe, há subtilezas e pormenores da vida, pequenos rituais que em sociedade - em especial em momentos solenes - que fazem toda a diferença entre quem tem educação e percebe o respeito pelos momentos, pela presença, o simbolismo da representatividade inerente aos cargos, e os que não têm. É engraçado que esta gente que se indigna facilmente com tudo, raramente tem atitude semelhante para com os outros e em especial para com os portugueses* - insultando sempre que podem os seus representantes.


*Ah, antes que chegue a resposta, a demagogia barata não revela preocupação.
Sem imagem de perfil

De ali kath a 09.03.2016 às 15:23

juiz muito conhecido
'-isto não é um país,
mas um local mal frequentado'

'trabalhar é bom para o preto!'

vem aí nova idade de ouro,
no reino de Pangloss
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.03.2016 às 15:24

um mandato melhor do que o do seu antecessor

O mandato do antecessor foi tão mau, mas tão mau mesmo, que é difícil não esperar melhor.
Sem imagem de perfil

De Fernando S a 09.03.2016 às 16:14

Mais uma frase genérica que não explica minimamente nada !
Esperaria mais e melhor de alguém como o Luis Lavoura, com quem estou em desacordo politico as mais das vezes, mas a quem reconheço algum rigor e profundidade no que costuma dizer.
Porque é que diz que o mandato de Cavaco Silva foi "tão mau" ?...
Concretamente, exactamente ...
Porque não confrontou Sócrates nem o demitiu ?
Porque, com Passos Coelho, consultou por diversas vezes o Tribunal Constitucional ?
Porque promulgou medidas do governo anterior que o Tribunal Constitucional não chumbou ?
Porque procurou convencer a coligação de governo e o PS a criarem consensos ?
Porque não demitiu Passos Coelho de PM tendo este uma maioria no Parlamento e estando a cumprir os compromissos internacionais de Portugal ?
Porque não indigitou mais cedo António Costa para formar governo ?
Porque indigitou António Costa para formar governo ?
.... ?
Eu, que nunca fui nem sou "Cavaquista", até tive e tenho algumas criticas à actuação do Presidente cessante.
Mas eu votei sempre nele e não digo que o seu mandato foi "tão mau".
Parece-me que quem o diz deveria explicar exactamente e concretamente porquê !!

Sem imagem de perfil

De Jorg a 09.03.2016 às 17:15

Marcelo como instrumento para morder em Cavaco.
Vai ser engraçado, mesmo de partir o caco, recordar os "elogios" feitos hoje a Marcelo por tanta desta gente, e (apesar de serem quase todos olvidáveis), recordar a fronha de muita dessa gente, daqui a uns tempos.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D