Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Listas

por Sérgio de Almeida Correia, em 25.07.15

Sobre o resultado a que se chegou com a elaboração das listas do PS já aqui me pronunciei. E não faço questão de dizer mais nada até 4 de Outubro. Oportunamente, espero também poder dizer o que penso sobre as listas dos outros partidos, coisa que ainda não fiz e que irá incomodar alguns leitores desgostosos com o que por aqui se vai escrevendo. Se possível fá-lo-ei até com o mesmo número de caracteres, já que se o Delito de Opinão não é o Acção Socialista, também não me parece que seja uma extensão do Povo Livre ou da Folha CDS. Em qualquer um desses casos, se o fosse, também não escreveria aqui, como aliás não escrevo em nenhum daqueles. Mas, entretanto, aconselho a leitura deste texto de Carlos Reis, reproduzido na Estátua de Sal, bem como da sua segunda parte. E fico à espera que igual exercício seja feito, por ele ou por outros autores, em relação aos restantes partidos à medida que forem sendo conhecidas as listas, tanto mais que já há alguns apparatchiks, chicos-espertos, arguidos, candidatos a arguidos e potenciais candidatos a arguidos que se posicionam para passarem a ir a S. Bento buscar o recibo do salário - e a imunidade para os próximos quatro anos - logo que acabe a avença em curso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 25.07.2015 às 12:32

Vê-se que o Sérgio, que já estava com a pulga na orelha, não gostou nada do que leu na Estátua de Sal, mas tem que engolir. E não lhe fica bem escrever que o Carlos Reis tem que escrever o mesmo ou parecido, em relação às listas dos outros Partidos - ele não é obrigado a conhecer tão bem e por dentro o que se passa em casa alheia.
Relativamente aos casais que aparecem nas listas do PS, pelo menos estarão lá três. É o que dizem. Interessante é um membro concorrer por Setúbal e o outro pelo Porto. De registar.
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 25.07.2015 às 16:40

Está outra vez a atirar ao lado.
Não gostei? Só não gostei porque o que é denunciado nunca devia acontecer. Nem com o PS nem com nenhum partido. Tão simples quanto isso.
Se não quisesse que as pessoas lessem não colocava os links nem lhes dava destaque, como é evidente. Sapos nunca engoli. Nem a brincar.

Todas as situações que contribuam para uma democracia pouco saudável devem ser denunciadas e corrigidas, para que os erros não se continuem a repetir eternamente. Esta é, sempre foi, a minha perspectiva. O que afecta o PS de uma forma ou de outra afecta todos os partidos. Mas há quem não perceba isso. Além de que também não sou obrigado a vir para aqui escrever sobre quem alguns gostariam que eu escrevesse. Ou a escrever apenas sobre os temas que lhes são simpáticos.

Na minha caneta e nas minhas teclas mando eu. Escolho os temas, o estilo, o tom. Nas canetas e teclas dos meus colegas mandam eles e elas. E ninguém encomenda, nem sequer sugere, nada a ninguém. Estes são princípios aceites e respeitados por todos os que escrevem no DdO . Por isso temos uma relação saudável entre todos. E no dia em que assim não for somos todos suficientemente livres e adultos para cada um escolher o caminho que mais lhe convém. Aqui não há avençados.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 25.07.2015 às 19:20

Não se zangue - eu escrevi "tem que engolir" como poderia ter escrito "temos que engolir". Reconheço que o Sérgio tem razão quando diz que "o que afecta o PS de uma forma ou de outra afecta todos os partidos". Infelizmente.
E também reconheço que merece um aplauso por trazer para aqui esta questão.
Não militando eu em nenhum partido, penso que alguns são mais afectados que outros, recaindo os maiores prejuízos nos que se armam em campeões da moralidade, a falarem permanentemente em justiça social e a fazerem da solidariedade a sua maior bandeira, para depois, quando se trata de encontrar as pessoas certas para o País tomar o melhor rumo, escolherem daquela maneira.
O que se passou no PS é uma vergonha. Esperemos que os outros se portem melhor, mas se assim não acontecer, bata-lhes com força.
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 26.07.2015 às 07:13

Cá estarei para o que der e vier, mas seria bom que o escrutínio fosse feito por todos. Melhorar a democracia, as instituições e a forma como se serve o interesse público nos partidos ou no Estado não tem nada de ideológico e exige o empenho de todos. Sem preconceitos apriorísticos, sem pedras no sapato.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D