Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

lisboa, uma grande surpresa

Fernando Sousa, 13.12.16

Ora estando eu muito bem, a coisa foi de repente, telefonaram-me do arquivo da câmara de Lisboa a perguntar-me o que é que eu era a José Cândido d´Assumpção e Sousa, assim mesmo, que parentesco era o nosso, e eu que era bisneto, e a seguir a anunciar-me que iam homenageá-lo com a exposição das fotografias que tirara à cidade, com um sócio, Arthur Júlio Machado, entre 1898 e 1908. Sentei-me para ouvir o resto, uma história incrível, agora à vista de todos na Rua da Palma, 246, com o título lisboa, uma grande surpresa. Aconteceu então que andando há anos a tentar identificar os autores de milhares de fotografias do primeiro levantamento fotográfico sistemático da cidade, investigadores da CML deram com o meu bisavô e um amigo dele, o avô do Carlos Avilez, esse mesmo, o do teatro de Cascais, que palmilharam a capital durante dez anos para a fotografarem antes que uma parte viesse abaixo – como aliás aconteceu. Eu não sabia de nada e o neto do Arthur ficou tão pasmado quanto eu. Mas o que interessa mesmo é que a memória da cidade está a salvo.

1.jpg

 

9 comentários

Comentar post