Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lido

por Sérgio de Almeida Correia, em 02.03.15

"É inadmissível que o primeiro-ministro declare desconhecimento de uma obrigação que resulta de uma legislação que foi aprovada num momento em que era deputado. Hoje, Passos Coelho dirige um Governo totalmente implacável com os trabalhadores a recibos verdes, maioritariamente precários com baixos rendimentos, a quem impõe a cobrança coerciva como regra de actuação perante o grave problema das dívidas à Segurança Social de milhares de pessoas — dívidas que, na maioria dos casos, têm origem na injustiça dos falsos recibos verdes e não responsabilizam as entidades patronais. Vemos agora que esta opção política de Passos Coelho e do seu ministro Pedro Mota Soares contrasta brutalmente com a sua conduta pessoal: o suposto rigor é apenas um argumento instrumental para aplicar uma política de selecção social." - Tiago Gillot, Público, 01/03/2015


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel R a 02.03.2015 às 19:18

Nessa perspectiva folgo informá-lo que não vai poder votar em António Costa, pois também ele já fugiu aos seus encargos fiscais nos anos de 1990. Numa democracia a sério ele não teria sido o que tem sido. Ou ele é especial?
«O crime prescrito não deixa de ser crime. Deixa é de poder ser penalmente punido. Mas pode e deve continuar a ser ética, moral e socialmente sancionado.»
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 03.03.2015 às 02:42

Não, não é nem pode ser especial. Era só o que faltava. Por isso não retiro uma linha ao quer escrevi.

Quem lhe disse que vou votar nele? É candidato presidencial? Sabe mais do que eu.
Sem imagem de perfil

De Miguel R a 03.03.2015 às 18:19

Também é garantido que eu não vou votar directamente em Passos Coelho. Agora indirectamente... isto se votar no psd ou na coligação, o branco é sempre uma hipótese. Eu percebo o queres dizer daí eu ter uma dificuldade em votar nas eleições presidenciais. Passos Coelho devia-se afastar tout court. Mas António Costa... pois, pois. Ética e a política ui, ui.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D