Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já repararam?

por Pedro Correia, em 15.12.17

Após dois anos de "paz social", os problemas laborais só recomeçaram a inundar o espaço mediático após o PCP ter perdido, nas autárquicas de 1 de Outubro, dez das 34 câmaras municipais que controlava.

Não há coincidências.

Autoria e outros dados (tags, etc)


38 comentários

Perfil Facebook

De Rão Arques a 15.12.2017 às 11:37

Nunca se perde quando tudo se remenda.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 13:35

Quem perde, ganha. Há quem pense assim lá no 'bunker' do partido.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 15.12.2017 às 12:29

Bem esgalhado!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 13:34

Quanto pior melhor.
Imagem de perfil

De jpt a 15.12.2017 às 13:09

Eu já reparara. Mas é bom lembrar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 13:34

Nem disfarçam. É à descarada. Manipulando o movimento sindical ao sabor da agenda partidária. Em função das conveniências políticas do momento.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 15.12.2017 às 13:40

E assim dão cabo do movimento sindical, fundamental para a defesa dos trabalhadores. ....ou então pela destruição criativa fazem surgir outros mais independentes dos interesses partidários ....como no Japão, ou na Alemanha
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 13:43

Ao contribuírem para a destruição de empregos qualificados na indústria portuguesa, acabam por favorecer o capitalismo mais retrógrado e explorador noutros países para onde estas fábricas são "deslocalizadas".
Haja em vista o que aconteceu há uns anos com a Opel, da Azambuja, que era um dos maiores empregadores privados nacionais e o maior da região.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 15.12.2017 às 16:42

Manipulando o movimento sindical

Está bem, mas no caso da Auto-Europa não há nenhum movimento sindical que possa ser manipulado. O que há são alguns milhares de trabalhadores que votaram contra um acordo. É difícil manipular uns milhares de pessoas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 17:53

A CGTP é o prolongamento sindical do PCP. De Outubro para cá houve mais conflitualidade social do que nos dois anos anteriores.
Por motivos óbvios. O PCP quer pôr fim à geringonça para não voltar a ser prejudicado eleitoralmente. Mas não faz a pega de caras: prefere de cernelha. Desgastando o PS o mais possível sem se envolver directamente.
Os trabalhadores são carne para canhão nesta luta.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 15.12.2017 às 20:09

Pedro podemos ver por outro prisma. O PCP quer mostrar à Geringonça que apesar dos resultados eleitorais continua com Poder, de modo a não serem expelidos e secundarizados pelo BE.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 15.12.2017 às 20:27

... e é lamentável que o não percebam.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 15.12.2017 às 22:01

(esta observação era na continuidade ali do que respondeu o Pedro Correia)
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 15.12.2017 às 20:06

Manipulação de milhares = Publicidade / propaganda

Todos os dias somos manipulados
Perfil Facebook

De Rão Arques a 15.12.2017 às 15:33

Alguém que puxe pela tola. Na Auto Europa quem recusa um referendo por voto secreto extensivo a todos os trabalhadores? Uma minoria de braço no ar a decidir por todos tem que passar de moda resguardada a punho fechado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 17:50

Eles sabem que nós sabemos que eles sabem que nós sabemos.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 15.12.2017 às 16:40

O Pedro Correia está a falar do que não sabe (eu também não sei, mas pelo menos não falo do que não sei).
A Comissão de Trabalhadores da Auto-Europa, que tem representantes de diversas tendências sindicais, incluindo PCP, subscreveu um acordo com a administração. Esse acordo foi chumbado em votação (secreta, presumo eu) dos trabalhadores. O Pedro Correia insinua que os trabalhadores, todos e cada um deles, se deixaram manipular?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 17:48

Você fala do que diz que não fala por não saber.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 15.12.2017 às 20:15

Decreto não implica liberdade de consciência - vejam-se as eleições internas dos partidos. Confira os filiados do PSD que andam a regularizar as quotas ao que dizem em nome do PSL.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 22:08

No PCP não há eleições internas. Nem liberdade de consciência na bancada parlamentar.
Sopram todos para o mesmo lado, seja em que matéria for. Quem discorda, é expurgado.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 16.12.2017 às 01:01

Não há liberdade nos partidos. Ou se alinha com a linha oficial ou fica-se desalinhado.....choca-me menos no PCP pois todos lhe sabemos a história. Já os outros.....Parece que Carlos Alberto Amorim além de salta pocinhas era um ganda facho.....

Carlos Abreu Amorim, maçon da loja regular e candidato do PSD à Câmara de Gaia, encheu a barriga de atenção mediática nos últimos dias, mas pelos piores motivos

Encostado à extrema-Direita, tentou fundar um partido seu, mas a coisa não correu bem. Depois, esteve no PND de Manuel Monteiro, mas isso não parecia satisfazer-lhe o apetite.
Abreu Amorim rebolou, então, até ao CDS-PP, mas esse tacho ainda não era suficientemente grande para encher-lhe a barriga.
O banquete que Abreu Amorim procurava foi encontrado no PSD, onde se tornou vice-presidente da bancada parlamentar do partido laranja.

Destes salta pocinhas não tem o PCP
Sem imagem de perfil

De bst a 16.12.2017 às 21:54

60 a 70% dos políticos portugueses (do CDS ao PS pertencem à maçonaria, com os problemas que isso traz num país com uma sociedade civil já de si fraca.
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 15.12.2017 às 17:06

Haja quem me explique da razão pela qual dentro da Europa, só em Portugal há partido comunista.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 17:47

Na Grécia também há. Mais pequenino mas ainda mexe.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 16.12.2017 às 00:55

Isso apenas significa pluralidade democrática. Um exemplo
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2017 às 15:13

Pena os comunistas nunca permitirem "pluralidade democrática" nos países onde exerceram ou exercem o poder.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 15.12.2017 às 17:47

A paz social continua. Que greves tem havido? Dos enfermeiros, dos médicos, dos professores, da função pública, mas todas elas com impacto mais ou menos reduzido e todas elas, aparentemente, em vias de resolução. Nos transportes, que é aquilo que mais caos provoca, nunca mais houve greves.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.12.2017 às 18:02

O Geronte avisara: Hão-de arrepender-se de não votarem em nós.Eles nunca se arrependem,a infalibilidade papal é também característica das igrejas leninistas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.12.2017 às 22:06

E aqueles que pisam o risco são excomungados.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 16.12.2017 às 01:05

Como o Jeroen Dijsselbloem, ou o Mr. Shauble?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2017 às 15:12

Os padrinhos do professor Centeno na UE?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.12.2017 às 18:27

Mas que cancro nacional o 25 de Abril criou!
Ainda se diz que o que é nacional é bom!
Porra1
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 15.12.2017 às 22:02

e vai haver "Porra2", anónimo?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.12.2017 às 23:59

Anónimo fascista.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 16.12.2017 às 01:07

A bem dizer antes de 74 é que se estava bem....barras de ouro e o camandro....os comunas na pildra....ao lado das lésbicas. ...
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 15.12.2017 às 22:37

Pois não, neste caso não há coincidências. Mas o desvalor do governo não é apenas o PCP a causá-lo. É ele mesmo e mais os seus não prestas que são cada vez em maior número.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D