Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Já não há paciência

por Pedro Correia, em 15.05.14

 

Para a palava maldição e para esta tendência tão portuguesa de justificar desaires próprios com a suposta intervenção de forças ocultas. Basta percorrer os olhos pelas capas dos jornais de hoje e lá salta o famigerado lugar-comum que nada explica e dá uma imagem muito pálida do nosso talento jornalístico:

«Maldição» (Record)

«Derrota na maldição dos penáltis» (Correio da Manhã)

«Beto foi maldição que chegue» (O Jogo)

«A maldição de Beto Guttman» (Jornal de Notícias)


38 comentários

Sem imagem de perfil

De rmg a 15.05.2014 às 14:47


Meu caro

O "quase" na última frase é bem capaz de ser bondade sua .

Aqui vai uma história do quotidiano .
Ainda há dias uma senhora se queixava na tabacaria lá do bairro que não lhe saía nada no Euromilhões e a funcionária lá ía dizendo que um dia havia de ter sorte.
Responde a senhora que por acaso da 1ª vez que tinha jogado , há muitos anos , lhe tinha saído um prémio e até tinha comprado um carro novo , mas depois disso nunca mais ...
Comentei algo do tipo "então não sei do que se queixa" e ía levando uma chapada (bem merecida !) para não me armar em engraçadinho ...

As coisas correm-nos bem e até merecemos a sorte que tivemos e não há que reconhecê-lo .
A inversa não só não é verdade como nem a mera hipótese se deve pôr .


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.05.2014 às 16:17

Essa história é tão ilustrativa de um certo jeito de ser português, meu caro...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D