Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Com Garcia Pereira ocupado na elaboração da autocrítica, o mítico Arnaldo Matos faz prova de vida, atacando pela esquerda os «revisionistas» do PC e as «meninas oportunistas» do Bloco.

São momentos sublimes e inesquecíveis. Obrigado, António Costa.


5 comentários

Imagem de perfil

De cristof a 16.10.2015 às 21:00

Que saudades do PREC. Ou é impressão minha ou anda no ar um perfume parecido?
Imagem de perfil

De José António Abreu a 16.10.2015 às 21:07

Pessoalmente, é-me difícil responder (acabara de entrar na escola primária). Mas dá-me ideia que sim.
Sem imagem de perfil

De M. S. a 17.10.2015 às 09:12

Senhor JAA:
O seu fanatismo ideológico não o deixa perder uma oportunidade de queimar o Costa: pelo que faz e pelo que não faz.
Se em relação ao BE ainda pode invocar o Costa, pela visibilidade acrescida que acabou por lhe dar (mas não se esqueça que a maior transferência de votos para estes lunáticos veio do seu PSD, por acção brilhante do governo do seu querido Passos) que sentido tem fazê-lo em relação às questiúnculas dos lunáticos (iguais ao senhor no fanatismo ideológico) do MRPP.
Vivemos, de facto, tempos perturbantes: um PREC dos fanáticos da Direita e Extrema-Direita (a fronteira é ténue neste momento) que nada fica a dever ao de 1975.
É o quanto pior melhor.
Quem vier depois que apanhe os cacos.
Afinal, os historiadores estão enganados: o conhecimento das péssimas experiências anteriores não serve para evitar a repetição dos mesmos erros.
Sem imagem de perfil

De Não esmoreças camarada a 17.10.2015 às 00:24

Alguém sabe para quanto tempo dão as reservas do BP? Já se pode vender ouro
ao desbarato? O resto da pesada herança.E a seguir? Chamar o Alves dos Reis?
Talvez os gregos nos ajudem,eles estão bem.
Sem imagem de perfil

De Vento a 17.10.2015 às 11:43

Mas que putedo vai por aqui!? Isto é coisa que se diga ou publique?

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D