Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hossanas de cor azul

por Pedro Correia, em 23.07.20

O despacho de pronúncia do processo BES, que promete ficar na história judicial portuguesa, confirma a existência de diversos sacos azuis geridos pelo Grupo Espírito Santo, tornado associação de malfeitores. 

Aguardo pelas revelações que serão produzidas no julgamento - e antes dele, como é costume, nas páginas dos jornais. Mas aquilo que mais curiosidade me suscita talvez não chegue a vir nas manchetes da imprensa: refiro-me ao alegado saco azul que distribuía prebendas a jornalistas munidos de título profissional e obrigados a cumprir com zelo o código deontológico deste ofício. Talvez não por acaso, durante anos, lemos e ouvimos loas a Ricardo Salgado impressas em letra de forma quase até ao dia em que caiu o seu império com pés de lama.

Basta ir à hemeroteca e confirmar: duas tardes chegam para o efeito. Alguns desses andam por aí, desancando agora naquele a quem entoavam hossanas.


36 comentários

Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 23.07.2020 às 10:51

António Costa, o outro, (o jornalista), Paulo Ferreira, o esfingico, Camilo Lourenço??

Três em linha ou tudo três de fora?
Perfil Facebook

De Antonio Maria Lamas a 23.07.2020 às 12:35

E o "Nicolaço" que até de férias para a neve foi?
E o "Costinha", irmão do Costa PM, que prometeu divulgar a lista dos Panama Papers, de repente transformados em Comporta Papers e como tal enterrados nos arrozais?
Deve haver mais jornalistas avençados, que jogadores do Benfica contratados.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.07.2020 às 11:06

Aguardo pelas revelações que serão produzidas no julgamento

Faz bem em aguardar (sentado) e em não se apressar a, como faz neste post, tomar como verdadeiro aquilo que está na acusação feita pelo Ministério Público. É que, a experiência mostra que, em processos desta natureza, aquilo que é afirmado pelo Ministério Público frequentemente cai por terra, por falta de provas, no julgamento, se ele chega a existir.
As acusações do Ministério Público assentam em pés de lama ainda mais mole do que a dos do império Espírito Santo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 11:13

Se está tão convicto da sua razão por que motivo se mantém oculto no anonimato?
Desvende-se, deixe lá de ter medo da própria sombra.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.07.2020 às 11:17

Não tenho medo da minha própria sombra. Mas, tal como José Miguel Júdice disse, tenho medo, tal como toda a gente em Portugal tem, do Ministério Público.
Perfil Facebook

De Antonio Maria Lamas a 23.07.2020 às 12:32

"Anónimo Proença de Carvalho".Tá-se mesmo a ver.
O Pedro Correia não percebe nada disto.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 23.07.2020 às 13:55

O Proença de Carvalho? Aquele que disse que se a RTP é do Estado e que cabe ao governo em exercício fazer de patrão - ele ia dizer amo, mas achou que patrão ficava melhor...
Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 23.07.2020 às 12:32

"Desvende-se!!"

Pedro, parece o início de uma cerimónia de exorcismo
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 15:20

Vai haver exorcismos, não duvide. Reserve um bom lugar sentado.
Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 23.07.2020 às 17:15

Se é para esperar sentado, vai demorar, então, a esconjuração.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 23.07.2020 às 12:39

Pedro Correia nunca recuperou de não ter sido convidado para a neve.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 14:33

Inconsolável. Ainda não recuperei.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.07.2020 às 12:39

Pelo andar aqui da carruagem, esta malta à partida, pensa que não chega a ser acusada...
Lá está, bem diz o dr. Júdice que o sr. Salgado não é nenhum gangster...
Oh diacho...!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.07.2020 às 12:50

Haverá sempre uma alma com paciência suficiente para escavar os tais doze milhões e meio de ficheiros informáticos e pôr em pelotas os cavaleiros do reino da mendicidade.

Smoreira
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 15:19

Só não sei porque chamam azul ao saco. É uma cor bonita.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 23.07.2020 às 15:00

Este postal é fruto do delírio, da cabala e da inveja. Além do que ‘falsifica a história do BES’.

É sabido que todos os portugueses denunciaram desde pequeninos as alegadas falcatruas do BES e os únicos que participaram e beneficiaram das suas negociatas foram extraterrestres avistados dentro de um OVNI pela Polícia Judiciária e pelo Ministério Público, mas continuamos sem confirmação oficial da sua origem. Aliás, vendo de perto a nave alienígena, talvez nem existam.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 15:18

Pista de investigação: pesquisar todos os editorais da imprensa portuguesa no primeiro semestre de 2014.
Como referi, bastam duas tardes numa hemeroteca.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 23.07.2020 às 17:08

Passo.
Trabalho para profissionais, ou para quem esteja de férias.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 20:38

Trabalho para profissionais do jornalismo, claro.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 23.07.2020 às 18:47

Aí está, uma acusação com cabeça, tronco e membros seria a deduzida contra os tripulantes da cabaça marciana avistada no Alentejo e contra Pedro Passos Coelho e Carlos Costa, esses mauzões com a mania de desconfiar e travar as boas intenções de gente impoluta. Agora a torpe e vil insinuação associação criminosa. Isso não. E pior: memória, registos, provas, hemerotecas, eh…isso lá interessa para alguma coisa.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 23.07.2020 às 22:22

Cabaça ou cabala? o cê com cedilha, no meu teclado, está ao lado do l...
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 23.07.2020 às 23:58

Era mesmo cabaça, o formato do ovni avistado. Mas se fosse cabala também não estaria mal. Continuávamos no campo do esoterismo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.07.2020 às 17:52

Certas pessoas, que têm os seus próprios telhados de vidro, deviam ponderar melhor antes de atirarem pedras a outros... Mas enfim, se calhar julgam que o passado está muito bem escondido e que ninguém se lembra....
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 18:18

Certas pessoas passam o tempo de fuça escondida, ninguém lhes passa cartucho, roídas pela solidão.
Coisa mais triste.
Sem imagem de perfil

De António a 23.07.2020 às 20:34

Parece-me utópico que apareça na imprensa o nome dos jornalistas avençados pelo DDT. Não acredito que a classe esteja disponível para essa auto-imolação.
Sem imagem de perfil

De António a 23.07.2020 às 22:22

Se você fosse um deles, publicava-a?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 22:32

Você está preocupado com isso?
Sem imagem de perfil

De António a 23.07.2020 às 22:34

Gostava de saber. Gostava de saber porque não se sabe, num país onde as fugas de informação são habituais. Será que vai até às chefias nos media?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.07.2020 às 22:36

Provavelmente. Mas havemos de saber isso. Tudo acabará por ser conhecido com o devido detalhe.
Perfil Facebook

De Antonio Vaz a 23.07.2020 às 22:39

«Parece-me utópico que apareça na imprensa o nome dos jornalistas avençados pelo DDT.»
É evidente que sim, que é «utópico que apareça na imprensa o nome dos jornalistas avençados pelo DDT» até porque eles sabem «o nome dos jornalistas (NÃO-)avençados pelo DDT» mas por outros DDTs em linha de sucessão...
Depois há os outros que se julgam inocentes porque nunca roubaram os pacotes de batatas fritas... apenas ficaram à porta!
Perfil Facebook

De Antonio Vaz a 23.07.2020 às 21:39

Uau! Isto hoje está melhor do que a esquerda.net! Das duas 3: ou estão (quase) todos "infectados" (e por isso, sofrendo de alucinações provocadas por febres altíssimas) ou quiçá, até de repente, por um verdadeiro milagre, todos viraram empedernidos bloquistas?
Sejamos sinceros: a ladainha normalizada neste blogue - e julgo que até nem estou a revelar um qualquer segredo surpreendente - até passa pela bocejante lengalenga (neo/post/simplesmente) "liberal" presente em habituais chavões, tipo «o estado sufoca a iniciativa privada», «os funcionários públicos são uns privilegiados», «o status quo socialista tuga é", etc, etc... depois até há os outros (os mais sabidos!) que gostam variar a toada, batendo antes, por exemplo, no politicamente correcto (e até invistam, como quixotes tresloucados, contra a expressão "novo normal" que, para eles, é - só pode ser - mais "yankee" do que a do PC) porque lá está, participam na festa mas julgam que sempre podem reclamar que nunca o fizeram.
Todos nós sabemos que Ricardo Salgado era o Rei do "liberalismo" (entendido como entendem 99% dos que aqui são designados como "Autores" - a lista deles até está à vossa direita! - para já não falar da idêntica percentagem dos leitores que comentam neste blogue): ora bem, "O Rei morreu. Viva o Rei!" E só morreu porque o Estado até ainda não chegou ao ponto de perfeição exigido pelos que aqui pregam que ele é a personificação do Mal que à que expurgar...
Claro, agora, estão todos a sacudir as gotas de chuva que caíram, do capote mas até há muitos mais outros "ricardos salgados" neste nosso Portugal... e quem sabe, um destes dias até "sonaé" que se descubra mais um deles onde, evidentemente, até há uns anos, o "dono disto tudo" era o pai e o filho e só não era o Espírito Santo porque até já o era de apelido!

Sim, o Ricardo Salgado só existiu por causa do «status quo socialista tuga» que é apenas uma versão do "liberalismo" que contenta uns mas não outros: estes exigem ser "ricardos salgados" à sua dimensão... "não pagarem impostos", "a segurança social dos seus empregados deve ser da sua responsabilidade", etc, etc, porque lá está, eles até se julgam como missionários, sacrificando-se para dar emprego a todos os seu "colaboradores"...

Quando ele declarava que
«Há pessoas que querem trabalhar e pessoas que fazem greve e prejudicam a economia do país.» - 2012
ou
«Tem sido, de facto, uma austeridade enorme, uma severidade enorme. O nível de desemprego é já demasiadamente elevado e temos que entrar agora numa fase de recuperação.» - 2013
até estava longe de um outro artista da mesma laia que declarou
«Ai aguenta, aguenta» - 2012

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D