Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Histórias de Lisboa

por Isabel Mouzinho, em 05.08.16

Avenida Guerra Junqueiro-001.jpg

 Avenida Guerra Junqueiro

 

Houve um tempo em que a Avenida de Roma e circundantes, ou os Bairros de Areeiro e Alvalade eram uma zona nobre da cidade, onde se destacava a Avenida Guerra Junqueiro como um lugar chic de compras, com as lojas e os cafés a transbordar, sempre cheia de movimento e de vida.

Hoje, é apenas uma sombra do que foi, um lugar deserto onde parece não se passar quase nada, e a agitação de outrora partiu definitivamente para outras paragens. Muitos cafés fecharam ou transformaram-se em bancos, e até a Mexicana, com a remodelação, perdeu o prestígio e a popularidade de épocas passadas. A maior parte das lojas de roupa deu lugar a lojas de decoração onde não entra ninguém e o silêncio em que mergulha agora a avenida pesa e incomoda. Só os edifícios mantêm a imponência de antes, mas é poucochinho em relação ao que já foi.

No fundo, tudo isto deverá fazer parte da dinâmica da cidade em permanente mutação: há zonas que envelhecem e quase morrem, enquanto outras renascem e crescem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


2 comentários

Sem imagem de perfil

De lucklucky a 06.08.2016 às 18:15

É verdade passei lá há pouco e nota-se a decadência, embora se deve reconhecer que é reforçado por os edifícios já não serem novos nem o parecerem.
E um formalismo vincado acaba por envelhecer mais rápido.
Sem imagem de perfil

De V. a 08.08.2016 às 01:02

"E um formalismo vincado acaba por envelhecer mais rapidamente."

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D