Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Havana? Caracas? Não: Lisboa

por Pedro Correia, em 13.03.20

2 (1).jpg

2 (2).jpg

3 (1).jpg

4.jpg

 

Parecia que passara por ali uma manada de bisontes. Ou que me via teletransportado para um "armazém do povo" em Cuba ou na Venezuela. Mas não: são imagens de um hipermercado num bairro residencial em Lisboa, captadas ontem, por volta das 11.30. A desenfreada corrida às grandes superfícies, como se estivéssemos na iminência de um bombardeamento aéreo, deixou neste estado as caixas e prateleiras do Continente em Alvalade. 

A população que adere com generosidade a iniciativas altruístas, como o Banco Alimentar Contra a Fome, é a mesma que vem revelando o mais desprezível comportamento, mal surgiram os primeiros temores e rumores relacionados com o coronavírus. Açambarcando o mais possível, comprando aquilo de que não necessita, acumulando víveres e produtos de higiene que ficarão esquecidos em armários e prateleiras lá de casa, usando a pandemia como pretexto para o consumismo mais obsceno e execrável.

Passei por lá e vi: os maiores estragos foram feitos nas zonas dos enlatados, cereais, bebidas, detergentes, iogurtes, rações para animais. Mas também nos frescos, sobretudo ao nível das frutas e legumes - bens perecíveis, não fazendo o menor sentido que sejam açambarcados.

Esta gente está mesmo a pedir a imposição de limites máximos de aquisição de bens por via administrativa. Ou, no limite, implora por senhas de racionamento - como aconteceu em Portugal, quando a Europa quase inteira estava mergulhada no pesadelo da II Guerra Mundial e os circuitos de abastecimento haviam sido torpedeados.

Mereciam viver em Havana. Ou em Caracas.


90 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 09:15

Deixaram as batatas doces,tão saborosas guisadas ou assadas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 12:57

Bem boas. Além de bestas, são ignorantes.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 13.03.2020 às 09:26

Pedro, obrigado pelas fotografias. É serviço público. Não tinha qualquer consciência de que isto estivesse assim tão mau.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 12:58

Ver para crer.
Sem imagem de perfil

De António a 13.03.2020 às 09:39

Caro Pedro, uma família de 4, em 2 semanas de isolamento, precisa duma reserva. Eu só não andei a “açambarcar” porque detesto hipermercados e ajuntamentos e faço compras para o mês (se pudesse fazia para o ano todo).
Talvez as pessoas tenham decidido fazer um bom stock também para evitar muitas idas ao supermercado, o que até não é má idéia.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 13.03.2020 às 11:12

não é má idéia

Pelo contrário, é má ideia. Os manuais de poupança em economia doméstica dizem que se deve comprar comida muito frequentemente e para poucos dias de cada vez, caso contrário as pessoas ficam com as prateleiras atafulhadas, perdem a consciência do que nelas têm, e acabam por deixar comida estragar-se.
Sem imagem de perfil

De António a 13.03.2020 às 13:25

Yep.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 21:58

Os proprietários destas grandes superfícies comerciais agradecem esses carrinhos atafulhados de víveres (que em parte não serão consumidos). Só eles e as farmácias facturam por estes dias.
Sem imagem de perfil

De António a 13.03.2020 às 22:09

O papel higiénico dura muito.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 22:16

Sobretudo se for usado dos dois lados.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.03.2020 às 16:03

ahhahahahaha
Perfil Facebook

De John Smith a 13.03.2020 às 15:40

Impossível fazer uma alimentação saudável com produtos frescos sem ir no mínimo 2 vezes por semana abastecer de alimentos frescos que não duram mais do que 2 ou 3 dias. Esse pessoal a comer só enlantados vai ficar mais vulnerável ao vírus pois comendo só conservas não ingerem vitaminas suficientes para manter uma boa saúde e imunidade. Faz lembrar os marinheiros que iam embarcar em viagens longas sem levarem frescos com vitamina C e acabavam morrendo de escorbuto...
Sem imagem de perfil

De António a 13.03.2020 às 18:41

Centrum.
Imagem de perfil

De João Sousa a 13.03.2020 às 09:42

Ontem o El Corte Inglés, local que eu, na minha ingenuidade, pensei estar mais protegido destes fenómenos pela especificidade do seu público-alvo, tinha prateleiras de enlatados, massas e cereais dizimadas (excepto alguns produtos mais caros, aos quais fiz um pirete mental). Uma funcionária, vendo no meu olhar uma mistura de espanto e diversão, confidenciou-me que as pessoas esvaziavam as prateleiras mais depressa do que os empregados as conseguiam preencher.

Quem visse este nível de acumulação sem saber a causa poderia ser levado a pensar que a população estava prestes a barricar-se em casa para fugir ao apocalipse zombie.

Em relação à aquisição desenfreada de legumes e frutas, pergunto-me se as pessoas pensarão que o consumo intensivo de tais produtos durante três ou quatro dias irá melhorar exponencialmente o seu sistema imunitário...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 13:32

Calculo que aí tenha havido corrida ao foie gras, às anchovas das Astúrias, ao caviar Beluga e a garrafas de Moet & Chandon. É gente de paladar requintado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 14:39

O El Corte Inglês livre dos fenómenos do açambarcamento!? Realmente há pessoal que não vive neste mundo...ignorante é ignorante, independentemente da conta bancária ou do local de residência...ora aqui está um comentário de uma pessoa também ela ignorante!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 14:51

Nada como um anónimo, de máscara a tapar-lhe toda a cara, a passar atestados de ignorância a outros.
Deste vírus nunca estamos livres.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 15:36

Não sei qual a necessidade de identificação quando comentamos algo...o moderador relativamente a comentários de gente burra é que se devia manifestar, mas pronto...tomamos o partido daqueles com quem nos identificamos mais...não estou com isto a chamar nomes a ninguém...a carapuça pode servir, mas aí...nada comigo. espero é que não seja cobarde e publique o meu comentário anónimo...democracia, conhece?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 16:33

Até agora só havia suspeita, agora há certeza: estás infectado.
És um imbecil.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 09:56

Alguém que explique a obsessão pelo papel higiénico
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 13.03.2020 às 11:14

As pessoas, se levam grandes reservas para uma extremidade do tubo digestivo, têm também que levar grandes reservas para a outra extremidade...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 14:58

É um fenómeno mundial que quererá provavelmente dizer que estamos todos borrados de medo.
Imagem de perfil

De João Sousa a 13.03.2020 às 18:25

Começo a suspeitar que vai muita gente colocar o papel à venda no OLX com boa margem de lucro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 22:00

O preto é o mais caro. Ainda não souberam explicar-me porquê.
Imagem de perfil

De João Sousa a 13.03.2020 às 22:40

Preto? Muito me conta: não sabia de tal variante. Imagino que terá sido lançado para captar o segmento dos góticos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2020 às 12:09

Deve ser isso. E também dos adeptos da Académica.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 11:02

Concordo com o açambarcamento. Se o gajo tem que morrer, que morra gordo e farto. E de preferência que se enfarte com aquelas coisas gordas e picantes. O gajo morre, mas o covid que o f#deu não terá escapadela possível.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 22:01

Derrotar o vírus por enfartamento. Há solução para tudo.
Imagem de perfil

De Vagueando a 13.03.2020 às 11:35

Só há uma palavra para descrever este comportamento: Lamentável.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 11:49

Porque será que está tudo calado em relação aos camionistas?
Essa classe profissional é imune ao virus?
Se forem para quarentena quem repoe os bens nas prateleiras?
Lá dizia o outro: os animais são todos iguais, mas uns mais que os outros.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 22:03

Se forem para quarentena, haverá requisição civil. Como no ano passado. Vão guiar de máscara e medicados com paracetamol.
Fazem a quarentena na cabina do camião.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 12:17

Ja estive em havana e em caracas... Não vi nada disto. Uma pessoa que faz esta afirmação é tão ou mais ignorante, como as pessoas que foram a correr, comprar a comida. Toda
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 12:55

Então vai para lá. Não percas tempo.
Sem imagem de perfil

De Makiavel a 14.03.2020 às 11:17

Grau zero da argumentação.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2020 às 12:09

Eras tu? Para a próxima identifica-te, não te acanhes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.03.2020 às 19:23

Pedro Gomes, correto e afirmativo!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 13.03.2020 às 22:04

Grande lateral direito do Sporting, o Pedro Gomes. Não me esqueço dele.
Sem imagem de perfil

De Makiavel a 14.03.2020 às 11:20

Nem se dê ao trabalho.
Aqui o moderador tem um fetiche por Havana e Caracas. Lá, a culpa é do regime, cá, a culpa é dos estupidos. Quando chegar à terra santa chamada EUA, desconfio que também haverá por lá muitos estúpidos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.03.2020 às 12:10

Escrevo Havana e Caracas e logo este aparece. Nunca falha, em defesa das duas damas.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 13.03.2020 às 12:27

O portuga é um bicho estranho.
Tenho uma colega que a semana passada vazou a farmácia e comprou porcarias suficientes para desinfectar-se durante uma década.
Ontem lançou um espirro que borrifou a sala.
E é isto.

Comentar post


Pág. 1/3



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D