Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Grécia antiga (33)

por Pedro Correia, em 29.06.15

«Há dois aspectos essenciais que os novos governantes gregos - de que, tenho a certeza, vou discordar muito no futuro - trouxeram e que eram e são essenciais: o declarar alto e em bom som que o caminho seguido vai destruir a sua comunidade - e o resto das europeias e a própria ideia da União Europeia, digo eu - e o de porem a discussão no único plano possível, o da política.»

Pedro Marques Lopes, no Diário de Notícias (8 de Fevereiro de 2015)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De rmg a 29.06.2015 às 16:43


Só para lembrar como no "mundo novo" isto anda tudo cada vez mais ligado, dado que muita gente ainda raciocina em "capelinhas":

http://news.xinhuanet.com/english/2015-06/29/c_134366395.htm

A “Xinhua News Agency” é a agência oficial de imprensa da República Popular da China, está subordinada ao governo central chinês e o seu presidente é sempre um membro do Comité Central do PCC.
É assim de supor que só veicule as posições oficiais…

Nota- A notícia tem pouco mais de uma hora, quem não acreditar olhando lá para as horas da mesma vá estudar fusos horários.
Sem imagem de perfil

De rmg a 29.06.2015 às 16:46


Se o link da "Xinhua News Agency" saíu como Anónimo, como suspeito, as minhas desculpas, fui eu.

Se saíu assinado e só estou a encher linhas, as minhas desculpas também.
Sem imagem de perfil

De António Maria a 29.06.2015 às 16:50

Não percebi nada.
Aliás as crónicas dele devem ser para Grego ler.
Sem imagem de perfil

De Não percebi bem a 29.06.2015 às 17:10

Qual dos caminhos - o seguido antes de 25 de Janeiro ou o seguido depois dessa data - é que destruiu mais, e para começar, falando apenas da própria Grécia?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.06.2015 às 17:21

Tem toda a razão. Foram os únicos que souberam dizer não, os outros apenas aceitaram as imposições de gente que de política nada sabe. Têm de repensar a UE e a globalização porque ambas têm de ser revistas impreterivelmente. São os alemães que mandam na UE? É essa a ideia que fazem transparecer ao mundo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.06.2015 às 17:40

O plano da politica, fantástico. E o plano dos números? Desde quando é que a Grécia, que nem se sabe governar, tem credibilidade para contestar a governação da zona euro? Não tem, não sabe, nem contribui com poder económico ou político. Só contribui com a sua história (antiga), localização geográfica e turismo. O euro é uma moeda forte e influente por causa da Alemanha. Quem não quiser que a Alemanha lidere aquilo que ela paga, pois que crie um "eurinho" e se meta nele.

Se as regras do euro forem afrouxadas de tal maneira que possam acomodar o desleixo grego, a Alemanha e os seus aliados acabam com o euro porque a moeda única deixa de lhes interessar. E aí a crise será muitíssimo pior do que a causada pelo "Grexit". Ou volta tudo a ter moedas nacionais, ou a Alemanha e a Holanda, mais a Finlândia, a Áustria e a Bélgica constituem a sua própria zona económica e monetária e os outros que se amanhem. Há muita gente que defende isso nesses países. E "graças" ao Syriza já faltou mais. Ao menos tenho o consolo que não foi Portugal que lixou isto tudo.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2015 às 02:30

A Holanda? A Holanda tem uma dívida descomunal, dito pelo presidente do Eurogrupo, ele mesmo holandês. O problema começa porque não sabemos de muita coisa pois tentam tapar-nos os olhos e assim sendo, pagam os do Sul e os outros vivem confortavelmente com as suas dívidas. Portugal tinha uma dívida de 90% em 2011 a qual já vai em 130% do PIB e isto é estar bem? Com tanta austeridade a Troika conseguiu essa proeza. Não é para todos, bem sei, mas técnicos destes e imposições destas, levam-nos onde? Onde nos têm levado, a pedir dinheiro para pagar dívida e essa mesma dívida sempre a aumentar. Na Grécia o dinheiro entrou para pagar aos bancos unicamente. Que lidera a Alemanha? O massacre? Pois, à 70 anos liderou um e agora continua. A Alemanha foi quem mais beneficiou com o euro e é pena que nós que estamos no mesmo barco não estarmos aliados aos gregos e outro galo cantaria. A união faz a força e a desunião faz o descalabro.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2015 às 14:28

Avante camarada, avante!
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.06.2015 às 20:17

"discussão no único plano possível, o da política."

Ou seja viva o populismo, viva negação do renascimento.
Sem imagem de perfil

De marquês barão a 30.06.2015 às 00:41

Ou me engano muito, ou PML desde que começou a perceber que vitória do PS nas próximas legislativas é altamente duvidosa está muito mudado.
Sem imagem de perfil

De rmg a 30.06.2015 às 01:07


A cidade de Atenas tem 660 mil habitantes e a área urbana que a cerca tem 3.100 mil habitantes, sendo o conjunto a 5ª área mais populosa da UE (os números são de 2011 mas hoje não deve ser muito diferente e para o caso não é importante).

No momento mais crucial da história mais recente do país, o que os nossos jornais têm para nos dizer é isto como exemplo de mobilização de vontades:

http://expresso.sapo.pt/internacional/2015-06-29-Nao-nao-e-nao-Milhares-com-Tsipras-nas-ruas-de-Atenas-e-Salonica

Isto é: 2.57% dos habitantes de Atenas ou 0.45% dos habitantes da sua zona metropolitana saíram à rua para apoiar o seu governo numa simpática noite de Verão sem nuvens e com 21º C. de temperatura (fui verificar).

Estamos a falar da capital do país, uma grande metrópole onde vive 35% da população da Grécia (10 milhões 815 mil habitantes em 2012), onde a percentagem de gente politizada é decerto importante em relação ao resto do país (podemos comparar com o nosso, as cidades e os campos).

Assim e tendo em conta estes simples factos e não meras elucubrações bem pensantes, o que é que podemos esperar do futuro próximo por lá na hora de pôr a cruzinha no papel, por mais confusa que a pergunta seja para quem tem 5 dias para estudar os processos todos que nem os economistas ainda estudaram?

É uma pergunta, agradeço resposta fundamentada, bocas não obrigado.
Eu não sei, só suponho, frases do tipo "é assim" ou "esta é a realidade" não são comigo, isso é conversa de quem se quer convencer a si próprio.

Sem imagem de perfil

De rmg a 30.06.2015 às 02:36


É o que dá estar a escrever e na risota com os netos, escapa sempre alguma coisa.

Afinal os 17 mil eram a soma dos manifestantes em Atenas e Salonica, cidade com 325 mil habitantes dentro dos seus limites e mais 790 mil na zona urbana periférica, onde estavam 19º C. e céu nublado mas sem ameaçar chuva.

Portanto não faço mais contas e vou convencer esta malta a ír para a cama que já vai para as 3 da manhã, apanham-se de férias comigo é uma balda.

Boa noite
Sem imagem de perfil

De Vento a 30.06.2015 às 01:28

Procurando transformar a Grécia em algo tão irrelevante e até mesmo demoníaco, só posso concluir que todos quantos estão contra ela só podem estar contra esta Europa que perde tempo com algo que não merecia.

Ou é solidão ou é vontade de afirmação por falta desta última.

Nunca vi que algo tão fraco, indefeso e irrelevante pudesse ser alvo de tanta artilharia. Pois, é necessário queimar cartuchos em alguma coisita para se poder mostrar que falta muita coisita.
Sem imagem de perfil

De Cartuchos tontos a 30.06.2015 às 10:28

António Costa: Syriza tem combatido a Europa “de forma tonta”.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D