Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Grécia antiga (29)

por Pedro Correia, em 22.06.15

«Podem-se acusar os homens do Syriza de vedetismo, deslumbramento pelo poder, protagonismo excessivo, mas nunca de falta de coragem, de falta de competência, de incoerência.»

António Correia de Campos, no Público (16 de Fevereiro de 2015)


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Pequeno Problema a 22.06.2015 às 23:20

Enquanto durou o programa de assistência, tivemos sempre a Troika por aqui, a meter o nariz em tudo, a ajustar eventualmente o memorando, mas a conferir se a a coisa estava a correr adequadamente e era para prosseguir.

Suponhamos que, como parece provável, a Grécia assina uma papeleta qualquer a comprometer-se com "isto e mais aquilo". E depois, como é que a coisa vai ser controlada? Os anti-vedetas tipo Varoufakis vão com toda a transparência apresentar sistematicamente o ponto de situação do que andam a fazer?

Não devo estar a inventar nada: uma coisa que me parecia que as "instituições" poderiam OFERECER - digo oferecer - era know-how para os gregos implantarem uma máquina fiscal minimamente eficiente. Isto no caso - de que duvido - de efectivamente pretenderem uma máquina fiscal que funcione e que lhes retire vícios adquiridos e clientelas.
Sem imagem de perfil

De rmg a 22.06.2015 às 23:58


Tem toda a razão.

Mas sabe quem é que se ofereceu para os ajudar a implementar uma máquina fiscal eficiente logo em Fevereiro, pouco depois das eleições?

Pois foi a Grã-Bretanha, que nem sequer está no euro.

Mas é óbvio que não querem uma máquina fiscal eficiente e o Sr. Varoufakis até o confirmou quando disse que os grandes armadores (protegidos pela Constituição) e a Igreja Ortodoxa (que é o maior proprietário do país) não íam ser afectados, os 1ºs para não saír mais dinheiro do país (como se o dinheiro deles lá estivesse) e a 2ª porque não gerava lucros (apesar de ter tudo alugado a agricultores).

Quando não se quer tocar nos grandes interesses é assim:

-Se fôr em Portugal o governo é uma vergonha (seja este ou outro);

-Se fôr na Grécia de hoje é mais que compreensível...

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D