Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Grécia antiga (29)

por Pedro Correia, em 22.06.15

«Podem-se acusar os homens do Syriza de vedetismo, deslumbramento pelo poder, protagonismo excessivo, mas nunca de falta de coragem, de falta de competência, de incoerência.»

António Correia de Campos, no Público (16 de Fevereiro de 2015)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.06.2015 às 20:33

Se há coisa que eles não têm é vedetismo, deslumbramento pelo poder e protagonismo excessivo. Em contrapartida lutam e tudo fazem para livrar o seu povo do martírio de que têm sido vítimas e mais fariam se a eles se aliassem Portugal e Espanha que tudo fizeram para a ajuda ao massacre.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.06.2015 às 21:32

Só na semana passada voaram quatro mil milhões de euros que estavam depositados nos bancos gregos: a fuga de capitais soma já quase 30 mil milhões de euros em seis meses. O sistema financeiro grego está uma vez mais sob respiração assistida, forçando a nova intervenção de emergência do BCE.
É comovente acreditarmos em mitos. Mas não deixam de ser mitos por maior que seja a nossa crença.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.06.2015 às 22:30

Pois é!... É incrível que a UE nada faça nesse campo. Não são os pobres e a classe média que tem sido sacrificada que retiram o dinheiro, mas os ricos que os levam para os off-shores e a UE, BCE, FMI e EUROGRUPO, nada fazem e assistem impávidos e serenos a essa debandada. Os ricos retiram, a UE consente e a classe média e os pobres sofrem as consequências de tal. Isto de ser forte com os fracos e fraco com os fortes tem muito que se lhe diga.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.06.2015 às 22:50

Só na passada quarta-feira voaram 950 milhões de euros dos bancos, fazendo soar todos os sinais de alarme no sistema financeiro grego que lá voltaram a estender a mão à caridade internacional.
"Os ricos retiram" é conversa para embalar meninos: Os ricos já há muito tempo abandonaram a banca grega. Quem está agora em xeque é o que resta da classe média. Nunca Atenas esteve tão longe do acesso aos mercados financeiros como agora. Ou seja: nunca dependeu tão desesperadamente do BCE, da Comissão Europeia e do FMI.
Da tróica, portanto. Só o nome mudou.
O resto é retórica. Serviu para caçar votos mas não serve para resolver um só dos enormes problemas do país.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.06.2015 às 23:53

A classe média ter milhões só mesmo na Grécia!... Os ricos já tiraram e continuam. A Troika não fez nada ou melhor aumentou a dívida lá e cá e rebentou com a economia e mesmo assim insistem na dose. Têm de explicar, bem explicadinho como é que um país ou países, sem dinheiro pagam dívidas porque nós estamos no mesmo barco, é preciso não esquecer. Ainda não pagámos nada e falamos e agimos como se isto nos passasse ao lado.
Sem imagem de perfil

De rmg a 23.06.2015 às 00:48


Só os 2500 "lesados do GES" tinham lá 527 milhões, o que dá em média um pouco mais de 200 mil euros por pessoa:

http://expresso.sapo.pt/economia/clientes-lesados-do-besnovo-banco-vao-fazer-se-ouvir-no-parlamento=f911524

Como pode ver nas reportagens nenhum deles tem ar de milionário, nem chapéu alto, nem casaca, nem charuto...tudo gente igual à que se senta ao
meu lado no autocarro.

Você não faz de facto a mais pequena ideia do mundo que o cerca quando se põe a escrever essas coisas!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D