Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Grécia antiga (21)

por Pedro Correia, em 10.06.15

«A escolha dos gregos deve ser objecto de ponderação muito séria por parte de todos os responsáveis europeus e não objecto de desprezo como se se tratasse de decisões próprias de inimputáveis. Na verdade, constituiria um contributo positivo para toda a Europa, se essa ponderação ajudasse a introduzir preocupações de natureza social e também a eliminar fantasias na análise da realidade, tal como, por exemplo, aquela que acredita numa milagrosa recuperação apenas com base no valor do défice, como se uma abóbora sem pevides, por um toque de uma varinha mágica, se transformasse numa carruagem reluzente.»

Manuela Ferreira Leite, no Expresso (31 de Janeiro de 2015)

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Sem imagem de perfil

De João a 10.06.2015 às 17:27

Razão absoluta e todos sabem que o que ela diz é o certo, mas não o querem admitir porque acham que sermos serviçais dos senhores do dinheiro é melhor. Digo nós porque pouca diferença há entre nós e os gregos e todo o mal causado por políticas desumanas, aos gregos que não têm culpa de défices feitos pelos senhores que os governaram, tal como nós, serem os gregos e os portugueses a pagarem. Esquecem-se que as rebeliões, guerras e tudo o mais, têm sempre um começo nestas situações e parece que já há uma certa saudade dessas desgraças. É cíclico e provavelmente se não houver o cuidado devido que ao que parece há poucos interessados, podemos preparar-nos para o que nos espera.
Sem imagem de perfil

De muinto bem a 10.06.2015 às 22:02

mim tambem gostar muito dessa mulher pogrecista que é a dona manela.
Sem imagem de perfil

De rmg a 11.06.2015 às 00:39


Meu caríssimo colega comentador João que por vezes é Anónimo e enche tudo de vírgulas ou não põe nenhumas

O meu caríssimo tem um conjunto de frases feitas e estereótipos variados alinhados e numerados em 3 colunas e depois sorteia a ordem pela qual os
vai pôr aqui, acabando assim nós a ler sempre as mesmas coisas mas por outra ordem.
É isso, não é?

PS- Já agora, o que é que nos espera concretamente?
E aqui entre nós que ninguém nos lê, como é que V. se preparou?
Não me diga que antevê tanta desgraça e não se preparou, não posso acreditar!

Sem imagem de perfil

De João a 11.06.2015 às 17:38

Caríssimo rmg que deixa espaços entre frases ou períodos: jamais lhe darei satisfações do que penso ou do que farei e não me faça passar por outros. Ninguém o manda ler o que escrevo e se lê, não troce e não se julgue o dono do saber. Saiba aceitar a opinião de todos, coisa que não faz. Estamos em democracia e como tal penso como acho que devo pensar e não é o meu caro, com comentários trocistas e agressivos que vai mudar o meu pensamento. Sou livre!...
Sem imagem de perfil

De Concretize a 11.06.2015 às 19:50

Livre de ser burro?
Sem imagem de perfil

De rmg a 11.06.2015 às 22:04


Não menos caríssimo João antes pelo contrário dado que fez o favor de me responder, o que lhe agradeço (uf!)

O ponto final emprega-se para indicar o fim de uma frase de sentido completo.
Quando as frases se encadeiam, dando expressão CONTÍNUA a um pensamento, os pontos sucedem-se uns aos outros na mesma linha.

O ponto parágrafo indica uma mudança de linha e, portanto, de ideia.

E eu deixo espaços porque as regras da escrita na blogosfera não o proíbem e porque isso deixa o conjunto do texto menos pesado e portanto mais fácil de ler por quem o quiser fazer (o João não lê, não tem que se ralar).

Eu sei aceitar a opinião de todos mas não me parece que se possa considerar "ter opinião" escrever todos os dias as mesmas coisas sobre o mesmo assunto.
Isso é mais ter "cassette". E só com uma música. E pimba, ainda por cima!

Mas aceitar a opinião de todos não é "resistir heróicamente" à sua choradeira permanente feita de chavões sem nexo nem casualidade.
Ora a partir do momento que vem aqui escrever está, como qualquer um de nós, sujeito a que outros não apreciem e o manifestem.
Eu ainda há dias fui insultado (com ofensas pessoais , o que não faço com os outros) durante 20 linhas por um cidadão só porque lhe pedi para usar menos "palavras caras".

De resto dono do saber parece julgar-se o caríssimo quando diz sempre as mesmas coisas a propósito do mesmo tema, raramente aparecendo noutros e nunca aprofundando este assunto em particular: para si é assim e nem se discute.

Não é livre, não.
Uma pessoa que invoca estarmos em democracia para PENSAR como acha que deve pensar nem imagino o que lhe iría pela cabeça antes de estarmos em democracia.

Olhe, eu sempre PENSEI como achava que devia pensar e a democracia só chegou já eu tinha 28 anos e 2 filhos.

Passe o caríssimo muito bem, o que não deve ser fácil para quem só antevê "rebeliões, guerras e tudo o mais", é de um gajo passar o dia a caminho do WC
Sem imagem de perfil

De TáTudoExplicado a 10.06.2015 às 18:36

«Uma parte do sucesso do Syriza deve-se à boa imagem de Tsipras, reforçada agora pela de Varoufakis. Ao que parece muitas mulheres na Europa andam perdidas de amores por estes dois gregos. Muitas de direita.» Septuagenárias, então, é uma loucura.
Sem imagem de perfil

De 11-Fev-2015 a 10.06.2015 às 19:00

"São competentes, inteligentes, e pensaram sobre os seus problemas. Temos de os ouvir. Estamos a começar a trabalhar em conjunto. É um processo que está a iniciar-se e que vai durar algum tempo", disse Christine Lagarde, em francês, aos jornalistas em Bruxelas antes da reunião do Eurogrupo, segundo a Reuters. Inquirida sobre quanto tempo, respondeu "não sejam tão impacientes".

Namoros de Inverno, é o que é. Mais curtos que os de Verão.
Sem imagem de perfil

De Vento a 10.06.2015 às 22:55

O clube de Bilderberg já não é o que era. Até este já quer emendar a mão a declarações anteriores, com esta outra:

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=190222

Tão crentes que eles andam agora na não saída da Grécia. Putin mostra que na realidade estes tipos não os têm no sítio. É esta a gente que supostamente nos representa e representava.
Meu Deus, dá-nos força para não partirmos a loiça e com ela os cacos.

Eu não quero armar em esperto, só pretendi demonstrar, com tudo quanto aqui comentei, que estes e os que lá estão agora a desgovernar-nos não têm esperteza alguma. Só farroncas!
Sem imagem de perfil

De Enxerga-te a 11.06.2015 às 04:18

Armar em esperto, tu? Tu não passas de um avençado militante do largo do rato...
Sem imagem de perfil

De Marquês Barão a 11.06.2015 às 09:18

Afinal MFL é ministra sombra do Siriza grego ou do nosso PS?

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D