Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Grécia antiga (15)

por Pedro Correia, em 02.06.15

«A grande novidade das eleições legislativas gregas é que a Grécia vai ter finalmente um Governo grego, composto por gregos que se preocupam com a vida dos cidadãos gregos e não um Governo de capatazes, preocupados acima de tudo em não indispor os poderes financeiros do mundo e em obedecer às directivas das forças ocupantes.»

José Vítor Malheiros no Público (27 de Janeiro de 2015)

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Novidades porreiras a 02.06.2015 às 17:47

Depois de o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, ter dito que o seu governo enviara uma proposta de reformas aos parceiros nas negociações, dizendo que agora a bola está do lado do Grupo de Bruxelas, esta terça-feira o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, e o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, disseram que há ainda um longo percurso a fazer até se chegar a um acordo de reformas abrangente.

Dijsselbloem disse mesmo que que "não é correcto pensar que podemos encontrar-nos a meio caminho", indicando que Atenas terá de ceder face à inflexibilidade demonstrada para adoptar reformas no mercado laboral, no sistema de pensões e no IVA. Há também divergências quanto às metas orçamentais, nomeadamente no que concerne ao excedente orçamental primário que as autoridades gregas terão de cumprir.

(Jornal Negócios, 2/06/2015)
Sem imagem de perfil

De Malhada no malheiros a 02.06.2015 às 18:06

A ignorância e o despropósito deviam pagar imposto.

Qual é o país que pediu a adesão à (então) CEE e ao Euro, e que está na bancarrota, que depende unicamente do governo que elegeu, governo esse que poderá fazer tudo o que lhe der na real gana, inclusive faltar aos compromissos assumidos perante outros países que não recebem lições de democracia?

Globalização, para esta ignorância militante, quererá dizer alguma coisa? Ignora esta ignorância burra, que mais défice implica mais dívida? Que, seja qual for a moeda, défices sucessivos não só são uma inconsciência como se acabará quem empreste? Que não há na Grécia nem sequer máquinas de fabricar moeda falsa?

Não era preciso ter sequer um olho na testa para adivinhar que a aventura Syriza ia dar aquela palavra que aqui falta. Só cegos militantes se recusavam a ver tal.
Sem imagem de perfil

De Marquês Barão a 02.06.2015 às 19:21

Dão todos á Costa.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 02.06.2015 às 19:45

Por estas e por outras é que, há muito, deixei de ler o Calheiros. Mais um que se perdeu no seu esquerdismo e não consegue ver por causa das "palas".
Imagem de perfil

De Luis Moreira a 03.06.2015 às 00:53

Até cheguei , em desespero, a escrever uma carta ao Malheiros com a esperança de lhe abrir, não os olhos, mas a mente às novas realidades. Recebi uma resposta dele a jurar que não é o que parece. Ficamos assim.
Sem imagem de perfil

De Vento a 03.06.2015 às 13:16

É verdade o que diz Malheiros. Só quem não tem consciência do que está em jogo pode continuar a dizer que tem os cofres cheios e que nenhum mal vem ao mundo com a saída da Grécia.

Os aprendizes do clube Bilderberg andam agitados:

http://www.telegraph.co.uk/finance/economics/11647361/Europe-must-make-up-its-mind-does-it-want-Greece-in-or-out.html

Imagem de perfil

De cristof a 03.06.2015 às 18:30

Em questão de credos cada um escolhe o seu.
A realidade é que vamos a ver e já não se pode escolher a medida de cada credo.
Sem imagem de perfil

De Vento a 03.06.2015 às 22:31

Ainda não compreendeu, assim como outros, que nesta matéria eu não professo credos, mas certezas.

Poder-me-á dizer que há por aí quem professe credos na saída da Grécia e numa atitude limpa para a Europa. Bem, satanás, na mitologia e fora dela, acredita também na mentira, em si mesmo.
Sem imagem de perfil

De Verdade Verdadinha a 03.06.2015 às 20:48

Syriza tem combatido a Europa “de forma tonta” (Messias António Costa)

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D