Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Gostam de teorias da conspiração?

por Rui Rocha, em 22.11.14

Então, dou-vos mais uma. Nos últimos dias, a investigação sobre José Sócrates acelera. Perante os factos recolhidos, a decisão torna-se evidente. Deve ser detido logo que regressar a Lisboa para que não possa prejudicar a investigação ocultando ou eliminando provas, tal como está previsto no Código de Processo Penal. A equipa de investigação procura manter o máximo sigilo. Todavia, elementos ligados a Sócrates dentro da PGR acabam por aceder à informação e transmitem-na imediatamente para Paris. Sócrates hesita e adia a viagem para Lisboa para ganhar tempo. Chega à conclusão de que não regressar implica assumir que cometeu os actos que lhe são imputados. Todavia, sabe que é fundamental desacreditar a investigação. Decide voar para Lisboa. Antes de embarcar, faz chegar a um órgão de comunicação social a informação de que será detido quando chegar à Portela. A detenção é filmada e transmitida. No dia seguinte, círculos próximos de Sócrates atacam a isenção de uma investigação que foi incapaz de respeitar o segredo de justiça e que provocou um circo mediático. João Soares, como lhe é habitual, não sabendo de nada, ajuda à festa assumindo o papel de idiota útil.

Rebuscado? Claro que sim. Tanto como afirmar que a investigação tem como objectivo fragilizar o PS quando ainda falta mais de um ano para eleições. Inverosímil? Provavelmente. Tanto como afirmar que a detenção de Sócrates tem como objectivo abafar os efeitos da investigação sobre os Vistos Gold.


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Dono de Nada Disto a 23.11.2014 às 00:06

Não é de todo impossível que a realidade possa até exceder as teorias da conspiração...
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 23.11.2014 às 12:23

Sem dúvida.
Sem imagem de perfil

De Marquês Barão a 23.11.2014 às 01:17

Ou a prática da conspurcação? Hoje praticamente de todos os quadrantes choveram lágrimas por Sócrates muitas delas hipocritamente entornadas. Outras despudoradamente enxugadas como se a confirmarem-se os crimes de que é suspeito apenas o próprio seria atingido por alegadamente se tratar de questões pessoais. Se tais actos a serem reais foram praticados na qualidade de secretário do PS e de 1º ministro para favorecimento de terceiros e colheita de benefícios próprios outro galo terá que cantar. Poderá em tal caso merecer cabimento uma teoria conspirativa calculando que alguns dos seus próximos não poderiam lavar daí as mãos no primeiro charco em qualquer valeta da estrada? Anda por aí uma tal indignação pelo método utilizado para caçar o homem, que é caso para perguntar por onde tal gente tem andado ou se tem estado a dormir. Muitos casos de pessoas que já levaram na pele com toda a espécie de emporcalhamento devem ter passado despercebidos.
Sem imagem de perfil

De Leonardo Coimbra a 23.11.2014 às 02:07

Não, não é teoria,,,ele há prática da conspiração do conspirador com apelido de filósofo.Depois ele há uma certa pretensa elite estrelar e de pluma que nos quer pôr areia nos olhos,remetendo-nos para cenários diversos.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 23.11.2014 às 03:01

Já que estamos nessa tenho melhor teoria conspirativa.

O ataque contra Sócrates é uma manobra de António Costa para neutralizar Sócrates e poder controlar os socratistas.

Enquanto o Seguro perdeu o apoio do grupo de Sócrates ao criticar o Espectro, Costa não o precisa de fazer.
Sócrates é neutralizado por outros.
Note-se que Costa já colocou Sócrates "under the bus" , a primeira coisa que disse foi para não meterem o partido no assunto.
Orfãos os apoiantes de Sócrates juntam-se a Costa, um a um, sem mais.

Teorias da conspiração há muitas. Esta é só mais uma.

Já agora, o que é que teria ocorrido na corrida para Secretário Geral do PS se este caso tivesse ocorrido antes?
Aí sim, seria um espectáculo monumental ver o caos no PS.

Outra é: e se o PS estivesse no poder?

Para lá da teoria da conspiração, é um facto que António Costa ganha com isto. Sócrates e o seu grupo ficam fragilizados. Pensavam usar Costa como testa de ferro e acabam sem força, embora ainda tenham importantes apoios em alguns jornais do regime.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2014 às 09:43

Em matéria de especulação gratuita tenho melhor. Quem meteu o Sócrates na cadeia fui eu (por isso não posso assinar e fico anónimo). Há muitos anos eu e o Sócrates disputámos uma namorada. Resolvi vingar-me. Tenho um grande amigo no Ministério Público (de quem já fui amante pois sou bissexual) e com as minhas influêrncias (cujos pormenores não posso publicar) arranjei esta ao Sócrates. Provavelmente vai ser absolvido mas da vergonha não se livra.
Podem não acreditar nesta mas é verdade.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 23.11.2014 às 15:42

Hehehe, essa é mais conspiração passional, estava apenas na política.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 23.11.2014 às 09:16

Não lhe parece que o João Soares escreveu o que escreveu, fê-lo mais a pensar no pai, do que a defender o Sócrates?
Sem imagem de perfil

De Pedro Barbosa Pinto a 23.11.2014 às 09:22

Cá para mim isto foi obra do Seguro para se vingar do Costa.
Nada disso! Foi obra do Passos, que se está a marimbar para as eleições e quer ver-se livre do Portas. Achou que o Sócrates à solta podia pôr em risco a vitória do Costa.
Pois eu acho que foi a invejosa do Portas! Não aguentou que os submarinos pudessem render menos que os biscates do Sócrates!
Ora, ora! Mas então não se está mesmo a ver que foi o Salgado que já começou a dar com a língua nos dentes?

Noutro local:

Ó Madia, vais ved que antes de acabad este mandato, o povo há-de estad todo a implodad que eu me todne Dei Absoluto de Podtugal... e tu vais sed Dainha!!!
Sem imagem de perfil

De Palha d'Aço a 23.11.2014 às 09:24

"Deve ser detido logo que regressar a Lisboa para que não possa prejudicar a investigação ocultando ou eliminando provas". É óbvio que essa razão é inteiramente plausível e que argumentar que foi um inqualificável e desnecessário abuso sobre quem regressava a Portugal (e não partia) é, ou ingenuidade, ou achar que os outros são todos imbecis.
Sem imagem de perfil

De Marquês Barão a 23.11.2014 às 10:19

Será que se trata do tigre que andava á solta em Paris em fuga ?
Sem imagem de perfil

De Palha d'Aço a 23.11.2014 às 13:40

Os tigres que andam à solta em Paris não costumam fugir de appartements de 250 metros quadrados com vista para a Torre Eiffel. Mas claro que não há regra sem excepção.
Sem imagem de perfil

De jose a 23.11.2014 às 13:51

O Socrates vende mais que os vistos gold!!
Imagem de perfil

De Manuel a 23.11.2014 às 14:57

Alguém que compra 10.000 exemplares do seu livro para dar uma de best-seller...não sei, mas é possível que seja um vigarista.
Alguém que foi 1'ministro e que, ao que tudo indica, à data tinha um testa de ferro para lhe guardar o dinheiro...não sei, mas é possível que seja um corrupto.
Alguém que se encontra com um ex-procurador geral da República nas vésperas de ser detido...não sei, mas é possível que nesse encontro ficasse a saber do que se estava a passar.
Se eu fosse juiz...não sei, mas era bem capaz de o mandar prender o mais rapidamente possível.
Esta história tem contornos que fazem lembrar aquela novela do Francisco Moita Flores, a do Alves dos Reis.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Sardo a 23.11.2014 às 17:05

Discordo. É possível, claro, mas esta teoria não faz a meu ver sentido. Porque ninguém gosta de ser humilhado (ou a humilhar-se) numa situações destas.
Neste sentido, concordo inteiramente com Alípio Ribeiro:

"Há uns tempos a esta parte, a comunicação social tem obtido imagens dos arguidos que se encontram detidos nas instalações do Tribunal Central de Instrução Criminal a fim se serem interrogados. São imagens inevitavelmente humilhantes e cujo relevo informativo é obviamente nulo. Estando no exterior quem as capta, o que intriga é o conluio que permite a abertura discreta, afastando os cortinados, no local adequado à sua recolha. Só nos resta que venha por aí alguém a explicar que são os arguidos que, sedentos de protagonismo ou para descredibilizarem a investigação, esticam as mãos sediciosas e, de mansinho, abrem a frincha."

(http://outrosdireitos.blogspot.pt/2014/11/a-frincha.html)

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D