Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Frases de 2018 (34)

por Pedro Correia, em 07.09.18

«Acho que este movimento #MeToo, além de gerar puritanismo, gera medo; dificulta as relações entre rapazes e raparigas.»

Maria Filomena Mónica, ontem, em entrevista ao Público


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.09.2018 às 00:29

Pois ainda há rapazes e raparigas?
Dizem-me que tais seriam produtos da longa dominação patriarcal nas ocidentais
sociedades.Que o bom agora é libertar logo as pessoas humanas,ao nascer,de tais sujeições.
Sem imagem de perfil

De Bea a 07.09.2018 às 08:20

Hummm....D. Filomena parece desconhecer a juventude. Devia atender às idades dos acusados quando perpetraram os actos/crimes. Parece-me que, na sua grande maioria - e digo "parece-me" e "maioria" porque conheço apenas os mais falados -, as vítimas é que eram jovens.
Quanto ao medo, talvez existam casos de mulheres vingativas e invejosas que aproveitem esta via para infernizar a vida deste ou daquele homem, o que é lamentável e conspurca o objectivo do movimento. Não são regra.

E depois, a onda de puritanismo de que a senhora fala, nos jovens de hoje, não faz muito sentido; Ganhar alguma consciência acerca das mulheres como iguais não é ser puritano. Apesar do que vou lendo e assistindo sobre comportamentos estranhos e violência que começa no namoro, ainda acredito que os jovens possam inaugurar formas de relação mais honestas e justas do que aconteceu na minha geração também ela muito impulsionada por ideais como a paz perpétua do "make love not war". Poderão não o conseguir - como nós não conseguimos - mas progredir já conta. Ainda que mudar mentalidades seja processo mais lento do que imaginamos, não há dúvida que alguma coisa mudou entre a geração dos nossos pais e a nossa. Neste campo, muito há que mourejar.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 07.09.2018 às 08:40

Vê -se que não percebe nada. Os jovens estão -se nas tintas para o metoo. Isso é movimento de adultos endinheirados frustrados.
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 07.09.2018 às 13:09

V. Exa. não lê noticias.

https://www.apnews.com/ee645a043fd74497ace6c88f65e5eefe

https://www.theguardian.com/education/2018/jul/31/metoo-campus-universities-sexual-assaults-women

http://sydney.edu.au/business/research/seminars/wwlrg/2018/the-metoo-movement-implications-for-scholars,-managers,-and-policymakers

E também não deve sair muito à noite. Veja a diferença face à 15/20 anos atrás na heterogeneidade (ou falta dela) dos grupos de jovens.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 07.09.2018 às 14:35

Meu caro tenho dois. Só leio notícias da mãe Pátria. ...e por cá não existe semelhante receio
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.09.2018 às 01:28

"Os jovens estão-se nas tintas para o meteo...." Querem é (O)mete-lo!


Am
Sem imagem de perfil

De Manuel Petro a 07.09.2018 às 12:20

Isto do sexo começa a preocupar-me. Suponhamos que um homem dá uma queca por iniciativa da mulher. E que sem seguida ela se vai queixar de violação e requer uma análise aos fluidos vaginais onde se encontram espermatozoides do dito cujo. Ele está frito (é uma espécie de phishing que a lei facilita á mulher. Se o homem for rico, vale a pena). É como com os aranhiços. Se um aranhiço dá uma queca, corre sério risco de ser devorado pela gaja. Depois de se vir, tem de se retirar muito rapidamente, caso contrário não sai vivo. Nós homens começamos a estar numa situação próxima da dos aranhiços. Temos de nos unir aos aranhiços e começar os nossos protestos.
Sem imagem de perfil

De António a 07.09.2018 às 12:59

O MeToo merece todo o meu respeito. O #MeToo merece todo o meu desprezo.
Sem imagem de perfil

De Manuel Petro a 07.09.2018 às 14:37

Explique-me a diferença entre as duas coisas. Obrigado.
Sem imagem de perfil

De Manuel Petro a 08.09.2018 às 12:30

Obrigado, era o que eu pensava.
Sem imagem de perfil

De Anti-machistas a 07.09.2018 às 21:25

Não é curioso que só acha homens a comentar aqui? Cá para mim devem ser "incels"...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 08.09.2018 às 19:17

https://www.nytimes.com/2018/09/07/style/modern-love-he-asked-permission-to-touch-but-not-to-ghost.html
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.09.2018 às 16:00

Mais um "movimento" de esquerdistas puritanos coerência que se lhes conhece.

WW

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D