Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fora da caixa (19)

por Pedro Correia, em 01.10.19

8172397_rES28[1].jpg

 

«Temos de libertar a comunicação social da tutela dos partidos políticos, sobretudo do cartel de partidos políticos dominantes na Assembleia da República.»

António Marinho Pinto, do Partido Democrático Republicano (ontem, na RTP) 

 

A RTP cumpriu ontem a sua vocação de serviço público. Dando voz aos chamados "pequenos partidos" que concorrem à eleição do próximo dia 6.

Eram 15, no total: recorde absoluto em debates deste género. Nada fácil de conduzir, numa emissão que durou mais de duas horas e esteve a cargo da jornalista Maria Flor Pedroso.

Uma emissão verdadeiramente democrática. Que juntou candidatos da extrema-direita (como José Pinto Coelho, do PNR) e da extrema-esquerda (como Cidália Guerreiro, do MRPP). Que pôs o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes (em representação da Aliança) ao lado do antigo calceteiro Tino de Rans (do novo partido RIR).

É vergonhoso que os canais privados de televisão - infestados de doutos comentadores que lançam anátemas ao sistema político e costumam criticar a perpetuação dos mesmos protagonistas na cena partidária portuguesa - tenham abdicado de organizar debates com partidos que não estão representados na Assembleia da República.

Apostar só no consagrado é assumir uma opção editorial de vistas curtas. E com manifesta falta de sensibilidade democrática. Lamento que Ricardo Costa (da SIC), Sérgio Figueiredo (da TVI) e Octávio Ribeiro (da CMTV) tenham sido incapazes de dar voz aos que falam e pensam de modo diferente. Ao menos por uma vez em quatro anos.

Fossem estes candidatos jogadores de futebol ou treinadores da bola e teriam todo o tempo e todo o espaço nos canais que aqueles jornalistas dirigem. Dá que pensar. Depois não venham pregar-nos sermões sobre défice democrático. Poupem-nos, ao menos, a tamanha hipocrisia.


26 comentários

Imagem de perfil

De João Campos a 01.10.2019 às 14:23

Tens razão, mas não deixa de ser bizarro ver este debate acontecer...depois da data em que muitos eleitores terão já votado pela via do voto antecipado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 14:26

É verdade, João. Já veio tarde.
Infelizmente, nos canais privados, veio... nunca.

Se falassem de bola, teriam todo o tempo do mundo.
Imagem de perfil

De João Campos a 01.10.2019 às 17:24

Para a bola há sempre tempo. Lá está, prioridades.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 17:43

É verdade, João. Há sempre lugar para a bola. Seja redonda, seja quadrada.
Imagem de perfil

De João Campos a 01.10.2019 às 18:17

Talvez os partidos devessem organizar partidas de futebol em vez de debates. Ganhavam cobertura privilegiada e sempre nos divertiam mais (já estou a imaginar o António Costa a "mergulhar"...).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 22:57

Ou um campeonato de matrecos. Suspeito que o Tino de Rans sairia vencedor.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 02.10.2019 às 11:49

No final do torneio o PS juntava os seus pontos ao do Bloco e CDU e ganhava.
Duvido que o pan participasse, pobre relva a ser pisada. Só se fosse disputado em saibro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.10.2019 às 09:12

O PAN é contra a relva.
A relva atrai as vacas.
As vacas produzem flatulência.
A flatulência causa efeito estufa.
O efeito estufa gera aquecimento global.
O aquecimento global ameaça destruir todo os seres vivos no planeta.

De maneira que, para evitar destruir todos os seres vivos no planeta, tratamos desde já de abater as vacas.
E também os bois - impõe-se a paridade de sexo absoluta.
De sexo, não: de género - pois as vacas e os bois também têm género, como qualquer ser senciente.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.10.2019 às 14:52

Usando esse argumento, então a campanha eleitoral teria já acabado no domingo passado.

Em vez de se dizer que a data das eleições é 6 mas que se pode antecipar o voto para uma semana antes, dir-se-ia que a data das eleições é 29 mas que se pode adiar o voto para uma semana depois.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 16:11

Também se pode começar um almoço pelo café, seguindo-se a sobremesa, o prato principal e deixar a entrada para o fim.
São opções.
Sem imagem de perfil

De JPT a 01.10.2019 às 14:31

Sendo certo que irei votar num dos partidos representados nesse "debate", só assisti até ao primeiro intervalo. Com duas ou três excepções (nas quais, felizmente, incluo o representante do partido em que irei votar), os participantes exibiam a mesma capacidade analítica e discursiva de um taxista bem bebido (incluindo os dois advogados bem-falantes). Para rematar a coisa, houve um partido (movimento? grupo de assinantes do Público?) que resolveu apresentar uma pessoa com um discurso clinicamente ininteligível para um debate oral, numa lógica, presumo, de "avacalhar" de vez "o sistema" (ou presumiria, caso se tratassem de pessoas sujeitas às regras da lógica, o que, claramente, não são).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 16:13

Pois eu, meu caro, ouvi praticamente tudo de cabo a rabo. Por dever blogosférico, seja lá isso o que for.
Mas não acompanhei em directo. Vi em gravação, esta manhã. E fiz bem, o que me permitiu saltar alguns depoimentos ininteligíveis.
Sem imagem de perfil

De JPT a 01.10.2019 às 17:12

E ambos vimos o que vimos depois de ter visto o nosso SCP nas Aves, pelo que vínhamos bem preparados para a dureza do embate. SL!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 17:44

Estamos preparados para tudo, meu caro. Habituados a sofrer.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.10.2019 às 17:18

um taxista bem bebido

?!

Raramente ando de táxi, mas penso que os taxistas não são autorizados a beber (álcool) nenhum antes e durante o serviço. Tal como todos os condutores profissionais. Creio.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 22:57

Ir de uber, muitas vezes, fica mais barato.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.10.2019 às 14:52

Parabéns pela brilhante vitória do Sporting, Pedro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2019 às 19:02

"Brilhante"? Já percebi, a escassez de vitórias é tanta que qualquer uma é brilhante.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 22:47

Brilhante vitória é expressão pleonástica, tratando-se do Sporting.
Sem imagem de perfil

De V. a 04.10.2019 às 00:01

Alto lá, nós marcamos sempre os golos todos — aliás, a maioria das vezes é o Coates a marcar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.10.2019 às 23:40

Ainda há dias marcou. Na baliza certa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.10.2019 às 19:28

Uma espécie de liga dos últimos...Saúdo a presença do histórico MRPP, se bem que desde o desaparecimento do grande educador da classe operária e da saída de Garcia Pereira, que aquilo já não é a mesma coisa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.10.2019 às 22:59

Agora tem lá uma senhora que advoga a revolução comunista.
Coisa que o camarada Jerónimo não diz há pelo menos 35 anos.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 02.10.2019 às 11:51

Lamento a ausência da Carmelinda.
Sinto o mesmo quando vejo a Liga sem o Farense ou a Académica.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.10.2019 às 09:13

Sinto o mesmo. Uma nostalgia imensa dos tempos em que a camarada Carmelinda nos prometia a revolução socialista para depois de amanhã.
What happened to Carmelinda Pereira?
Dava uma peça do La Féria no Politeama.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D