Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fora da caixa (15)

por Pedro Correia, em 24.09.19

8172397_rES28[1].jpg

 

«Eu contava que o candidato a deputado Mário Centeno fosse mais cuidadoso nas palavras.»

Rui Rio, no Porto (20 de Setembro) 

 

Tenho reparado que Rui Rio, silenciando praticamente qualquer crítica a António Costa nesta campanha para as legislativas de 6 de Outubro, vem elegendo Mário Centeno como seu adversário principal.

É um erro estratégico, de dimensão descomunal. Quem o oiça, terá forçosamente de presumir que o segundo candidato da lista eleitoral do PSD no círculo eleitoral do Porto não concorre para primeiro-ministro, mas para putativo ministro das Finanças de um hipotético governo de convergência liderado pelo PS.

Eu sei que Rio não costuma ler o que se vai escrevendo na blogosfera. Mas convinha alguém avisá-lo: o seu rival chama-se Costa, não Centeno. É inútil correr para suplente do actual feitor das contas públicas.

O cargo está preenchido. E até conta com a bênção de Angela Merkel. Mesmo que Centeno, ao contrário de Rio, não saiba uma palavrinha de alemão.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 24.09.2019 às 10:40

Não é bem assim. Rio atacar Centeno é um erro estratégico, não porque Rio não esteja a concorrer para substituir Centeno, mas sim, essencialmente, porque Centeno é, pura e simplesmente, o mais popular ministro de Costa.
Rio deveria atacar os menos populares e mais contestáveis ministros, não atacar o mais popular e incontestável deles.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 10:44

Para "atacar os menos populares" não é preciso Rio. Nem um Ribeiro. Qualquer um o faz.
Rio devia eleger Costa como seu adversário porque é o cargo de primeiro-ministro que ele se propõe ocupar, não o cargo de ministro das Finanças.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 24.09.2019 às 11:19

O CR7 é sempre alvo de marcação individual.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 11:31

Mais um erro de palmatória de Rio. Um entre tantos.
Sem imagem de perfil

De jo a 24.09.2019 às 12:18

É um erro, mas não descumunal.

Um erro descumunal é perder mais tempo a atacar o líder do próprio partido do que com os adversários.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 12:35

Escrever "descumunal" não é um erro descomunal.
Há outros, bem piores.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 24.09.2019 às 12:35

Pedro, Centeno é que tem aguentado o governo. As pessoas votam pensando com a carteira e não usando a cabeça, ou lendo programas eleitorais . A adicionar a isto tudo, duvido que os portugueses tenham empatia, ou em grande consideração, António Costa, desde a tragédia dos incêndios, e dos seus frequentes dislates, em alturas de tragédia, ou em situações embaraçosas, reveladores de alguma falta de carácter e de Sentido de Estado. António Costa não é humanamente e politicamente uma figura confiável ou empática. É, isso sim, matreiro. Em acabando Centeno, e Pedro Nuno Santos, acaba António Costa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 15:11

Costa assiste de poltrona aos disparos verbais de Rio a Centeno, no piso de baixo.
Sem pagar bilhete.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2019 às 12:48

Poderia ser o resumo da dinâmica entre Rui Rio e António Costa, mas não, é apenas um excerto da letra de um tema dos Delfins.

“Eu sempre gostei de ti
Eu sempre te conheci
Nunca pensei que me deixasses só
Eu sempre te procurei
Eu nunca te abandonei
Nunca pensei que te sentisses só
Sou como um rio
Que vive só para ti
Correndo só para te ver
Sou como um rio
Que acaba ao pé de ti
Foi sempre assim
Gostar de ti”
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 15:12

Bem lembrado. É uma enternecedora história de amor. Que talvez não acabe a 6 de Outubro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2019 às 15:40

Vitor Gaspar era muito mais credível. Nós sabíamos o que queria, sem truques, sincero, sem vaidade o que contradiz com Centeno, vaidoso, politiquez, cheio de truques para enganar todo mundo. Eu preferia orçamentos corrigidos para mais do que orçamentos enganosos só no papel. O Zé gosta de de ser enganado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 15:50

"Orçamentos corrigidos" é o que mais tem havido nos últimos anos. Agora chamam-lhe cativações.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.09.2019 às 15:51

Outra forma de interpretar as palavras de Rui Rio sobre Centeno.
A. Costa tem formação jurídica.
Rui Rio e Centeno ambos têm formação em Economia.

A. Costa já demonstrou fragilidades ao argumentar sobre Economia/Finanças com Rui Rio. E obviamente procura mudar de tema. Tudo bem.
Rui Rio critica, com todo o direito -justamente numa argumentação entre pares- o responsável pelo programa económico/financeiro de A. Costa, o Ministro Centeno.
Aliás Rui Rio assim demonstra um procedimento assáz correcto. Sabe com quem argumentar, o quê.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 16:27

É uma explicação.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 24.09.2019 às 18:51

Claramente o Rio sente-se mais à vontade a discutir números com o Centeno do que política com o Costa...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.09.2019 às 21:07

Sem a menor dúvida.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D