Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fora da caixa (13)

por Pedro Correia, em 21.09.19

8172397_rES28[1].jpg

 

«Tenho um gosto especial por resolver problemas.»

António Costa, em entrevista à RTP 3 (exibida a 18 de Setembro) 

 

A RTP 3 inaugurou uma série com perguntas "fora da caixa" aos dirigentes dos seis partidos com representação parlamentar. Um formato interessante, que nos permite olhar para estes políticos fora do enquadramento pré-formatado em que quase sempre surgem nas televisões.

Dois políticos nascidos em Lisboa (António Costa e André Silva), outros dois naturais do Porto (Rui Rio e Catarina Martins), um vindo ao mundo em Pirescoxe-Santa Iria da Azóia (Jerónimo de Sousa) e uma fora do continente europeu (Assunção Cristas, que teve berço em Luanda). O mais velho, com 72 anos, é o secretário-geral do PCP. O mais jovem, com 43 anos, é André Silva, porta-voz do PAN.

Todas estas entrevistas conduzidas pela jornalista Cândida Pinto e registadas ainda em Agosto ou no início de Setembro, decorrem em cenários naturais, escolhidos pelo entrevistados. Louvor à opção de Jerónimo de Sousa, junto ao castelo da sua aldeia natal, que ficou muito bem na fotografia, e sobretudo à escolha de António Costa, que se fez filmar na praia fluvial da Peneda, concelho de Góis, onde apetece dar uns mergulhos só de a ver na televisão.

A sessão inaugural, exibida inicialmente na quarta-feira e repetida ontem, recolheu respostas às perguntas que passo a enumerar.

Por que razão procurou uma carreira política e o que o fez querer liderar um partido? É fácil ou difícil fazê-lo mudar de ideias? Qual foi a pessoa que teve mais impacto na sua vida? Qual foi a melhor refeição da sua vida? Dá ou não dá esmola? Quais são as suas maiores preocupações em relação ao futuro dos seus filhos e dos seus netos? O que tem mais medo de perder, para além da família?

 

Confesso: as respostas que mais me interessaram foram as da refeição inesquecível. Respostas que nos dizem muito sobre eles.

António Costa: «Recordo sempre muito uma que tive na Jordânia, a seguir ao funeral do rei Hassan II. O nosso cônsul honorário convidou-me para um jantar de experiência de comida árabe, que foi para mim a primeira vez.»

Rui Rio: «Quando eu fazia anos, a minha mãe cozinhava sempre aquilo de que eu mais gostava, uns escalopes au riz, e fazia uma tarte de limão para sobremesa.»

Catarina Martins: «Uma vez atravessei os Estados Unidos de carro. Lembro-me de tomar o pequeno-almoço a ver nascer o sol, no meio do deserto, e o pequeno-almoço era o da máquina do hotel: um capuccino e um donut

Assunção Cristas: «Em São Tomé, na roça de São João dos Angulares. Já não sei o que comi, mas estava tudo tão bom...»

Jerónimo de Sousa: «Não sou capaz de me fixar numa. Vai-se ao Norte e prova-se uma carne única no mundo, vai-se a Setúbal e prova-se um peixe magnífico, vai-se ao Alentejo e vê-se a criatividade a partir de quase nada. Em todos os sítios é possível comer bem - incluindo em Lisboa.»

André Silva: «Gosto muito de comer frugal. Uma das coisas que mais prazer me dão é comer feijão maduro cozido com um fio de azeite.»

 

O prémio para a resposta de cartilha pronta-a-servir cabe a António Costa, ao responder sobre a maior preocupação sobre o futuro dos descendentes: «Tem a ver com a espécie humana. Tem a ver com as alterações climáticas.»

O prémio para a fidelidade partidária só pode ser para Jerónimo de Sousa, na resposta à pergunta sobre a pessoa que mais lhe marcou a vida: «Incontornavelmente, a figura de Álvaro Cunhal.»

O prémio para a sinceridade socialmente incorrecta é ganho por Rui Rio: «Eu sou contra dar a esmola na rua porque isso amarra a pessoa à rua. Se eu notar que o dinheiro é para vinho ou para droga, não dou.»

O prémio para a coerência com as ideias que defende cabe por inteiro a André Silva. A dado momento, uma mosca pousa-lhe na cara: o líder do PAN não tentou matá-la nem sequer enxotá-la. Ela, persistente e confiante, lá ficou.


33 comentários

Sem imagem de perfil

De V. a 21.09.2019 às 10:18

O Sr. André Silva devia era voltar para a escola para deixar de falar em futebolês: "comer frugal"??? Percebe tanto de Gramática como de Biologia e Ciências da Terra.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:42

Ele foi apanhado num bom momento.
E após um salutar trabalho de edição da RTP, como é patente nas imagens difundidas na versão final.
Sem imagem de perfil

De Luis Lavoura a 21.09.2019 às 10:24

Ate os burros enxotam as moscas. Andre Silva e pior que eles.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:42

Os seus acentos entraram em greve, tal como as consoantes supostamente mudas?
Sem imagem de perfil

De Luis Lavoura a 21.09.2019 às 14:02

Os acentos regressam para a semana. Oxala.
Neste momento estou num pais baltico, onde se usa muitos acentos, mas diferentes dos nossos.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 21.09.2019 às 14:20

Não podem passar a vida em pé, pois claro.
(dava para perceber, teclados em alguns países são danados)
Sem imagem de perfil

De Luis Lavoura a 21.09.2019 às 10:33

Independentemente de qualquer fidelidade partidaria, e verosimil que Alvaro Cunhal tenha sido a personalidade que mais influenciou Jeronimo de Sousa. Alvaro Cunhal era pessoa para impressionar qualquer um, inclusive quem nao fosse do partido dele.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:43

"E verosimil".

Eis algo que não consigo, de todo, descodificar. Nem faço ideia que idioma seja este.
Já me informaram que não é basco nem finlandês. Nem sequer húngaro.

Talvez algum leitor me ajude.
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 21.09.2019 às 20:18

Ou seja
Josef Estaline
Sem imagem de perfil

De Luis Lavoura a 21.09.2019 às 10:37

as respostas que mais me interessaram foram as da refeição inesquecível. Respostas que nos dizem muito sobre eles

De facto. Para metade deles, as melhores refeicoes foram no estrangeiro. Jeronimo de Sousa, por outro lado, escolhe refeicoes bem nacionais. Jeronimo fica bem na fotografia, e os tres que escolheram reeicoes estrangeiras, mal.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:44

"Refeicoes" soa sempre a algo inacabado.
Ou a coito interrompido.
Seja onde for.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 14:03

Escolheram "reeicoes"?
Fizeram mal.
Eu jamais seguiria o exemplo deles. Desde logo por não fazer a menor ideia do que isso é.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 21.09.2019 às 10:40

Recomendaria a André Silva um risotto de cartão demolhado, com um fio de água choca, daquela, já, com girinos . De chorar...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:02

Cartão reciclado.
Sem imagem de perfil

De V. a 21.09.2019 às 20:11

fio de água choca...
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 21.09.2019 às 12:00

Como é que Rui Rio sabe para onde vai o dinheiro da esmola? Pergunta?
Imagino referido cenário :

Rui Rio: Queres o dinheiro para a droga, ou para comida?

Tó Frestas : Nem para uma coisa, nem para outra. A fome de tudo é tanta e de há tanto tempo que satisfaço - me, só, com umas cenas que me tiram da lembrança a vontade de comer.

Daria Rio?
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 21.09.2019 às 13:14

Não confirmo nem desminto, mas já me aconteceu pedintes negarem oferta de comida ao invés de uma moeda para comerem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2019 às 12:22

Faltou a questão do momento e que seria: se alguma vez fez figurinhas ou se fantasiou de forma que possa ser considerada comprometedora?

Teríamos então respostas surpreendentes:

Costa: "Aqueles calções amarelos..."
Rio: " Esta mania de fingir que sou o Keith Moon"
Catarina: "Robles…"
Jerónimo: "Aquele bailarico na passagem de ano de de 95/96"
Assunção: "Apanhar couves na Golegã"
André: " A biodanza no 5 para a meia noite"

Em suma, o que não falta na politica são figurinhas e figurões.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2019 às 12:32

Nada que o português mais goste do que "arranjar alguém em quem malhar" e como é costume dizer "quando malha um português, malham 2 ou 3"...
Só assim posso entender que haja tanta gente a "dar pancada" em André Silva, tanto ele como o seu projeto devem ser julgados no local próprio em democracia, as urnas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:03

Também vai almoçar feijãozinho cozido com um fio de azeite?
Bom proveito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2019 às 14:24

Por acaso foram chocos, sem tinta, mas sim, com um fiozinho de azeite.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 14:26

Não está mau: também aprecio. E um fiozinho de azeite, passe o pleonasmo, cai sempre bem.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 21.09.2019 às 13:17

Projecto?
:)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 14:24

"Projecto" porque "só" apresenta 1196 medidas eleitorais aos portugueses.

https://pan.com.pt/files/uploads/2019/09/ProgramaPAN_Impressao_Legislastivas2019.pdf

Quando passar do impulso ao acto, teme-se uma verdadeira enxurrada. Digna das piores alterações climáticas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2019 às 13:21

Correia,
Vexa quando quer é muito bom. Quando não quer, empurra pró lado, para qq tolo.
Obrigado
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.09.2019 às 13:40

Não tem de quê, Anónimo.
Sempre a considerá-lo.

Seja você quem for.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2019 às 13:52

Resumo muito bem sacado, Pedro, parabéns.

Nessas respostas, todo um retrato dos nossos "amados" políticos:
o "adoro uma mordomia instchional"...;
o "adoro uma casa portuguesa, com certeza",
a "adoro um desapego, mas em grande estilo";
a "adoro o charme discreto do Out of Africa";
o "adoro tudo o que o meu povo adora";
o "adoro a minha superioridade de herbívoro/recolector … se possível cheio de moscas".
Na "mouche"!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2019 às 22:37

Por lapso, não me identifiquei. O Anónimo das 13.52 é FatimaMP.
Perfil Facebook

De Artur Campos a 21.09.2019 às 23:29

Eu então adorei a ' mordomia instchional ".

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D