Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Flagrante Delito

por Isabel Mouzinho, em 24.05.15

unnamed[1].jpg

Julgo que este terá sido o oitavo encontro do DO. Para mim foi o primeiro. E por ser a "caloira" coube-me, como é da praxe, a complicada e aliciante tarefa de o pôr em palavras. Mas eu gosto do que é difícil.

Começo pelo fim: o que à partida parecia ter um certo toque de "encontro às cegas", acabou por ser na verdade um encontro de amigos. E é isto que torna a blogosfera fascinante: conhecemo-nos  pelas palavras antes de sabermos que cara têm, ou como soam as vozes e os risos de pessoas que nos habituamos a ler, com quem rimos ou sorrimos, pensamos, nos emocionamos e surpreendemos, concordamos ou discordamos, aprendemos, numa teia de encantos e cumplicidades criada entre gente das mais diversas proveniências, idades, áreas profissionais, interesses, e de quem sabemos muito pouco, ou quase nada. Afeiçoamo-nos devagar a pessoas que nunca vimos, que conhecemos sem conhecer,  e percebemos que é possível, ainda assim, criar laços, sintonias e afectos. É a escrita que nos aproxima. E quando finalmente nos encontramos, parece que já nos conhecemos há muito.

Foi mais menos o que se passou comigo. De uma vez só, conheci "em carne e osso" meio DELITO.  

A Patrícia e a sua encantadora família, que os espanhóis designariam como muito "entrañable", receberam-nos de portas e braços abertos e isso foi grande parte do sucesso da soirée, na qual se comeu e bebeu divinamente, em ambiente descontraído como sempre acontece quando um grupo de amigos se junta à volta de uma mesa e se "perde" em longas conversas cruzadas sobre tudo e mais alguma coisa. 

Falámos muito, rimo-nos muito, e no fim não podia faltar a habitual fotografia, a provar que foi tudo verdade.

Para a história desta animada reunião ficarão naturalmente o prato "à Brás, mas sem bacalhau" da Patrícia e do Elvis, elogiadíssimo por todos, o delicioso pudim de queijo  da Serra da Teresa, a tarte de framboesas da Ana, o bolo da Francisca, que parece ser já uma tradição, e a mousse de chocolate do Luís Naves, apurada com extremo requinte. E havia mais, muito mais, mas não consegui experimentar tudo.

Depois houve também tudo o que eu não sei dizer e que é a melhor parte: as vozes, os risos, as piadas, a alegria de estarmos juntos e podermos olhar-nos, as cumplicidades;  e os abraços à despedida, com a promessa de voltar.

Para a metade que não veio fica um recado: nem sabem o que perderam. E agora a boa notícia: Vai haver mais!  E o  próximo encontro já se anuncia para breve, lá pelo início do Verão.

Por mim, é um prazer e uma honra integrar o DO, e uma felicidade conhecer tantas pessoas encantadoras que a blogosfera tem trazido à minha vida e que, aos poucos, se vão tornando amigos novos. 

Balanço final: suculento repasto e muito boa companhia. Uma noite em cheio. E a vontade de repetir. Muitas vezes!...

Autoria e outros dados (tags, etc)


32 comentários

Sem imagem de perfil

De Língua da Sogra a 24.05.2015 às 10:10

Isto de Secretários de Estado de suspensórios e sentados pelo chão cheira-me um bocado a queijo feta.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.05.2015 às 10:12

Isso. Isso! Escarafunchai insensíveis à dor que provocais, ó gente sem compaixão, na ferida daqueles que não puderam estar.
Imagem de perfil

De Francisca Prieto a 24.05.2015 às 13:39

Cala-te Ó Rui de Braga, senão ainda tenho de te mandar um bolo de chocolate por posta restante.
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 24.05.2015 às 23:00

Isso. Dá-me incentivo e depois digam que não me aturam...
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.05.2015 às 11:33

Rui, não sei se sabes mas continuamos à espera da prova física da tua existência. Desconfiados. :-)

Ana Vidal (estou sem o computador, tenho de entrar como visita, uma humilhação)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.05.2015 às 11:34

Olha, afinal deu.
Imagem de perfil

De Ana Lima a 24.05.2015 às 22:29

Fica sabendo que não estiveste em carne e osso mas não foste esquecido pois o Luís fez questão de ler um post teu de há uns tempos atrás que contribuiu para aumentar a boa disposição. :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.05.2015 às 10:40

Muito bem, Isabel. Foi um dos mais concorridos e alegres e suculentos jantares de convívio da nossa tribo, que continua a alargar-se. Aposto que lá para 2018 haveremos enfim de conhecer-nos todos.
Sem imagem de perfil

De Cuidado com os optimismos... a 24.05.2015 às 11:04

Lá para 2018 já cá teremos de novo a Troika.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.05.2015 às 17:31

Livre-nos disso São Paio da Névoa. Com uma novena tipo Aula Magna: três discursos e cinco grandoladas.
Imagem de perfil

De Joana Nave a 24.05.2015 às 13:05

Uma maravilha, a repetir, sempre! ;-)
Imagem de perfil

De Francisca Prieto a 24.05.2015 às 13:41

Desculpa ter andado a falar pelas tuas costas, literalmente. Mas era a única maneira de chegar à Ana Vidal.
Prometo que nunca mais faço uma coisa destas, logo a ti que chamaste à minha livraria "uma experiência" (que orgulho, caramba).



Imagem de perfil

De Joana Nave a 25.05.2015 às 16:53

Ora essa, eu sou como os anjos, não tenho costas! E assim tive oportunidade de ir metendo a minha colherada na conversa. ;-)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.05.2015 às 11:41

Não sabia que era assim tão inacessível, mas gostei muito da ponte Joana-Rita-Etc.
E adorei estar com todos, que saudades! Já estou a fazer as malas de filha pródiga para o regresso a casa. Sim, porque o Delito é a minha casa blogosférica. Esférica, aliás, sem esquinas como tudo o que é confortável.
Beijos a todos e até muito breve!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.05.2015 às 17:17

E que saudades tenho dos seus 'postais', Ana.
Volte depressa.
:-) Antonieta
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 27.05.2015 às 10:31

Obrigada! Saudades também do alto nível de cometadores do Delito, de que a Antonieta é um óptimo exemplo. :-)
Imagem de perfil

De Patrícia Reis a 24.05.2015 às 14:35

Foi tão bom! Enche-me de felicidade confirmar que a amizade é a melhor forma de amor. Obrigada e venham mais, muitos mais!
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 24.05.2015 às 18:32

Ó Dona Isabel Mouzinho essa de ignorares um queijo da Serra a desbundar recheio por tudo o que era sítio ainda te vai ficar cara. Claro, aos outros não conhecias, portanto, vai daí e são só elogios. Deixa, quando pisares o meu terraço, a vingança vai ser cruel...
Adolfo, meu querido boleiador - a palavra não existe mas acabei de a criar, embora não seja o Mia Couto - só tenho de enaltecer que continues o mesmo amigo de sempre, apesar dos sucessos que tens.
Teresa, a minha companheira de boleia do Adolfo, o teu pudim de queijo da Serra é de morrer e chorar por mais. Sérgio gostei de te conhecer. António Venda idem. O Luis M Leitão estava no seu melhor. Os restantes, nomeadamente as mulheres, deviam constar da lista das Presidenciáveis.
E tudo, tudinho, tão bom, porque a Patricia, o Elvis e o Sebastião são o verdadeiro trio maravilha.
Porque será que eu mereço pertencer a este grupo? Só pode ser porque a Ana Vidal, que há uns anos me arrastou, tem fortes influências Kafcafianas...
Imagem de perfil

De Isabel Mouzinho a 24.05.2015 às 18:50

Helena, jamais ignoro o que quer que venha de si, já sabe, mas na verdade nem cheguei a provar o queijo da Serra que, segundo o Adolfo, estava muito bom.
E se o Adolfo diz...
E também só falei do que provei, deixando de fora muita coisa.
(Será que chega para me redimir?...)

Por favor, não me digam que nos tratamos por tu. Faço um esforço com todos, mas com a Helena é impossível: já a conheço há mais de um ano e habituei-me assim. Não consigo mudar. E não quer dizer nada. Gosto muito, mesmo muito dela!
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 24.05.2015 às 19:25

Isabelinha
Vá lá, qual embaixadora, lá te safaste. Mas é imperdoável não teres provado o belo produto de Ceia, onde jazem alguns dos meus. Prometo que hei-de ter um para ti e para a Teresa, num jantar aqui em casa.
E, sim, sei bem o quanto me estimas. Disso é que não tenho qualquer dúvida!

Bjo
Imagem de perfil

De Francisca Prieto a 24.05.2015 às 23:33

O meu momento preferido da noite foi ver a Helena a aproximar-se do Adolfo para apanhar boleia, chamando-o: "Adooolfo, está aqui a tua ninfa". Inesquecível.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 24.05.2015 às 23:50

E não estava eu, qual ninfa, esperando que ele me levasse?!
Confessa lá, Francisca. Uma ninfa diáfana!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.05.2015 às 11:44

Kof kof agora deixaste-me com tosse, de nervos. Tu mereces tudo, ora essa. A questão é se nós te merecemos. Beijos!
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 27.05.2015 às 00:04

Eu também, Helena. Para mim foi um privilégio. Obrigado.

E também a todos, a começar pelos anfitriões, que proporcionaram uma noite ímpar. Pela qualidade da degustação, da companhia, da cavaqueira e pela autenticidade da presença.
Imagem de perfil

De João André a 24.05.2015 às 19:47

E eu que continuo sem poder ir... a ver se é numa destas possíveis visitas relâmpago. Pode ser que calhe na altura do próximo (este emoticon não tem nada a ver com o texto mas achei-lhe piada...)
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 24.05.2015 às 22:23

Passou num instante, ainda assim enchi o papo - e não falo do que comi que, diga-se, estava excelente - mas da conversa, sempre tão gostosa.
Imagem de perfil

De Ana Lima a 24.05.2015 às 23:08

Também foi uma saborosa estreia para mim. Obrigada, Isabel, que me dispensou de fazer a crónica. :)
Imagem de perfil

De Isabel Mouzinho a 24.05.2015 às 23:15

Fazes a próxima, Ana, ou pensas que te escapas?
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 26.05.2015 às 11:48

E aqui fica mais um agradecimento público à Pat e ao Elvis, anfitriões de luxo oriental.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D