Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

Fim de semana (7)

Pedro Correia, 22.08.21

thumbnail_20210810_080002[1].jpg

             thumbnail_20210812_121655[1].jpg  thumbnail_20210811_123753[1].jpg

thumbnail_20210812_190011[1].jpg

Casa onde esteve a Rainha D. Amélia em 5 de Outubro de 1910

 

A menos de 50 quilómetros de Lisboa, numa distância facilmente percorrida pela A8 e pela A21, a Ericeira é uma excelente alternativa à generalidade das praias algarvias por esta altura. Tem mais espaço, menos gente, muito menos confusão e proporciona férias mais em conta. Com uma gastronomia baseada no que o mar oferece - peixe e marisco para qualquer paladar. E uma deslumbrante orla de praias, entre a linha costeira de Torres Vedras (a norte) e de Sintra (a sul). 

Possui personalidade muito própria. Não se confunde com Mafra, sede do concelho, nem pretende rivalizar com ela, sabendo-se com atributos únicos. Faz questão em manter-se vila contrariando a moda, numa época em que quase todas as vilas ambicionam ser cidades. Cultiva ritos e tradições. Orgulha-se de ter sido a última povoação que abrigou a família real antes de rumar ao exílio, a 5 de Outubro de 1910. 

Mantém o seu ritmo muito próprio e uma original relação com o clima. Sabe que ali o vento costuma soprar de norte e adapta-se à circunstância. Não estranha que surjam neblinas matinais, com a certeza de que o sol abrirá após o meio-dia e haverá belas tardes de praia em perspectiva.

Enquanto esperamos, petiscamos. Algo com sabor a mar. E desejamos que estes dias durem para sempre.

Fotos minhas

18 comentários

Comentar post

Pág. 1/2