Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Expressões que detesto (73)

por Pedro Correia, em 29.12.15

"ALMOFADA FINANCEIRA"

Tags:


10 comentários

Sem imagem de perfil

De isa a 29.12.2015 às 13:52

Primeiro há que dizer que o significado de "almofada financeira" mudou muito.
Será mais uma almofada insuflável que, com tantos furos, precisa, constantemente, de meter ar. Olhando para a nossa entrada na UE, já com uma "almofada quase vazia", o que temos visto, é sucessivos governos que, em vez de arranjarem, "lixa, cola e remendos", para tapar os buracos, uns, apostam na troca da válvula e, até preferem, a válvula Schrader o "pito grosso", esquecendo-se "da válvula Schäuble" mas, em desespero, vão passando, uns aos outros, a bomba de ar e, bombeando que nem uns loucos.
Como os países, a nível global, praticamente, andam todos a fazer o mesmo, estão prestes a descobrir que o ar não é dinheiro e que, em vez de "almofada financeira" terão um belo tapete de borracha que nem sequer lhes vai servir, para tapete de banheira
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.12.2015 às 18:45

Pois, Isa. Ou então uma daquelas bóias de praia, que os miúdos usam. Uma daquelas com cabeça de pato. Tem tudo a ver.
Sem imagem de perfil

De isa a 29.12.2015 às 19:49

...dessas, eles não precisam, nós temos sido "os patos" e, agora, só falta... acabarem de nos depenar... naturalmente, respeitando as normas europeias...
Sem imagem de perfil

De isa a 30.12.2015 às 14:58

No seu poste -A luz ao fundo do túnel- deixei o meu comentário que, talvez, também justifique parte deste gastar, sem pensar duas vezes. As pessoas andam perdidas, com muitos receios mas, sem rumo. Toda a pressão exterior, as manda gastar... isto de insistirem e, repetirem que basta consumir para melhorar a economia, para quem não pense com a sua própria cabeça, começa a ter impacto... nem que seja a nível inconsciente...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.12.2015 às 22:37

Dinheiro debaixo do colchão é que é.
Ano bom!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.12.2015 às 08:59

Isso mesmo: convém tê-lo em lugar seguro.
Bom ano!
Sem imagem de perfil

De isa a 30.12.2015 às 16:34

Espero que o Anónimo, não esteja a falar de um colchão cheio... de papel porque, a primeira etapa para sair do colchão foi começarem por mudar as pinturas nos papeis (como se viu porque até saiu a notícia sobre, de onde teria vindo tanto dinheiro para os portugueses terem aplicado, salvo erro, em certificados), a próxima etapa de controlo, será a passagem para dinheiro digital...virtual, com a completa extinção do dinheiro "físico" porque isto tem de chegar ao ponto... de saberem, exatamente, onde os "rebanhos" gastam o próprio dinheiro... se for preciso, até podem multar quem ande a abusar no sal ou no açúcar... quem toca nos piropos, quer tocar em muito mais...
Aliás, os sinais estão aí... países europeus que, presentemente, só aceitam dinheiro vivo, abaixo de determinados montantes e que até podem chamar as autoridades como se isso fosse crime.
Curiosamente, precisam mesmo de terroristas, as desculpas têm de parecer credíveis para o cidadão comum, pensar que é para seu bem e segurança e, aí, "benditos idiotas" que caiem em todos os iscos da conversa fiada... trocam as suas poucas liberdades individuais por ilusões de segurança e afins...
Sem imagem de perfil

De Fernando Torres a 30.12.2015 às 02:46

Vamos deixar de ter primeira dama, pelo que se consta, no seguimento das eleições presidenciais.
Mas calma, temos sempre a Isabelinha e o seus euros para o futebol cá do rectângulo, para entreter os burguessos!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.12.2015 às 09:00

Venham os euros de fora. Porque os de cá não abundam. A menos que a coligação-faz-de-conta descubra petróleo nos Farilhões.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D