Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Exímio a derrotar as distritais

por Pedro Correia, em 07.08.19

d7db2ff6a723581160247edb2f4e4e55-783x450[1].jpg

Foto: Lusa

 

Fiel ao seu estilo, entrou mudo e saiu calado do Conselho Nacional do partido: nem uma palavrinha aos jornalistas. Os seus acólitos haviam prometido nos jornais uma profunda renovação nas listas eleitorais e a promessa tornou-se realidade: todos os críticos foram postos à margem.

Lá dentro, ele agiu como se fosse dono do partido, confrontando as estruturas distritais. Varreu da lista de Setúbal uma companheira que assumiu a pasta das Finanças com o País sob resgate enquanto ele próprio louvava o actual ministro, pertencente ao Governo do partido rival. Impôs para cabeça de lista em Lisboa a quarta vereadora da câmara de Cascais, eliminando o vice-presidente do mesmo município que era indicado pela distrital. Designou imperialmente para número dois por Lisboa o secretário-geral que ficou manchado pelo caso das falsas presenças no hemiciclo. Impôs para Viana do Castelo outra deputada salpicada pelo mesmo escândalo. Afastou de Braga um ex-líder parlamentar que cometeu o pecado de apoiar um rival no anterior congresso. Mandou avançar para o Porto vários nomes que estão sob escrutínio da justiça, já esquecido do «banho de ética» in illo tempore anunciado. E - com a inabalável coerência que o caracteriza - escolheu para este mesmo distrito um dos nomes que ele próprio associou, durante anos, ao pior que existe na política portuguesa.

Mostrou-se exímio a enfrentar os companheiros ao impor listas eleitorais que mostram um partido mais tenso, mais fechado, mais crispado, mais monolítico, mais distante da sociedade civil. Levou a melhor nesta sua emocionante refrega contra as distritais: conseguiu ver as listas aprovadas por 80 votos a favor, apenas 18 contra e dez abstenções.

É um político brilhante - deve estar a pensar neste momento o seu principal adversário.


32 comentários

Sem imagem de perfil

De FatimaP a 07.08.2019 às 12:40

Adversário? Será mesmo??
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 14:38

Cada vez tenho mais dúvidas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 12:43

"... ao impor listas eleitorais ...".
Não leve a mal Pedro Correia, mas o problema não é este e os demais chefes dos partidos imporem os seus nas listas eleitorais. Não.

O problema é essas listas, com os "escolhidos" por todos os partidos não serem colocadas a sufrágio directo ao eleitor em cada circulo eleitoral.
Competindo todos os candidatos, de todos os partidos, perante o eleitor. Democracia.

Os partidos claro têm o poder de elaborar, internamente, óbviamente, as suas listas de candidatos a deputados. Candidatos a deputados. A sujeitar a sufrágio.
Porque pára aqui este distorcido processo eleitoral -tão querido dos partidos, ditos democratas, por cá- obviamente inspirado nos ex-regimes soviéticos e chineses?.

Em Portugal, nesta pseudo democracia, os candidatos apresentados por todos os partidos não são escrutinados directamente, pelo que tudo é uma farça, com as (más) consequências que conhecemos.

Não, o problema não é Rui Rio, ou A. Costa ... a impor os seus.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 14:39

São questões diferentes.
Ambas preocupantes. Mas não devem ser confundidas.
Sem imagem de perfil

De António a 07.08.2019 às 13:03

Rio dura até Outubro. Depois vai para o PS.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 14:40

Depende. Em Outubro pode ir para o Governo: faz coligação com o PS, levando o partido atrás.
Sem imagem de perfil

De António a 07.08.2019 às 21:27

Ia dizer que Costa não lhe fará esse gostinho, mas por outro lado anulava de vez o PSD. Talvez, talvez...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 23:52

Bem capaz disso é ele.
E o outro é bem capaz de aceitar.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 07.08.2019 às 14:22

Eu diria que 80 votos a favor e 18 contra é um resultado concludente e muito expressivo, que mostra que os críticos de Rio são uma minoria pouco importante.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 14:41

Não deve ter lido bem o que eu escrevi. Foi isso mesmo e até vem logo no título:
Rio foi exímio a derrotar as distritais.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 07.08.2019 às 14:25

Convem lembrar que, lá por o Ministério Público decidir "constituir arguido" um indivíduo qualquer, isso não quer dizer que esse indivíduo vá ser acusado de seja o que fôr, muito menos que vá ser considerado culpado de seja o que fôr.
Muito mal estará o país quando o Ministério Público puder (de facto, infelizmente em muitos casos já pode), de uma penada, sem escrutínio nem julgamento, inviabilizar a carreira (política ou qualquer outra) de um cidadão.
Portanto, considero perfeitamente bem que o PSD, ou seja que partido fôr, coloque arguidos nas suas listas. Ser arguido não é ser criminoso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 14:45

Esse é o seu conceito de "banho de ética"?
Um Isaltino, por exemplo, que foi afastado das listas eleitorais do PSD quando era "apenas arguido", aplaude seguramente esse conceito que você aqui traz.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 07.08.2019 às 17:14

Sim, o meu conceito de "banho de ética" é este: não estar todo o país sujeito à ditadura do Ministério Públicao.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 18:20

Mais uma lavourada. Vale o que vale: nada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 15:53

Um pateta. Triste pateta.
Sem imagem de perfil

De jpt a 07.08.2019 às 15:54

Um pateta. Triste pateta.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 17:44

" É um político brilhante - deve estar a pensar neste momento o seu principal adversário."

Tem inteira razão Pedro Correia, já o outro dizia que os adversários se sentam á nossa frente e os inimigos ao nosso lado...


WW
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 18:25

Que o digam os ex-deputados e ex-dirigentes do PSD agora saneados por Rio e os dirigentes distritais que Rio agora desautorizou, enquanto entoava hossanas a Centeno. O inimigo está sentado no cadeirão principal do partido.
Copiando fielmente o guião de Manuela Ferreira Leite, faz agora dez anos.
Com os resultados que bem sabemos: Ferreira Leite foi em 2009 o melhor seguro de vida de Sócrates. Como agora Rio é o melhor seguro de vida de Costa.

Deviam ser ambos distinguidos como Militantes Honorários do PS.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 22:24

Os "liberais democratas" de turno, quiçá os mesmos de há 10 anos estão a repetir a narrativa que serve os seus "interesses", não os do país, resta saber se o povo aprendeu ou não.
Não se preocupe, haverá sempre alguém pronto a atirar, ou há eleições no país ou no PSD.


WW
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 23:51

Esse paleio é música para os ouvidos do António Costa. Que se prepara para que Rio lhe entregue a vitória de bandeja, tal como Ferreira Leite ajudou a entronizar Sócrates em 2009.
Ela antes e ele agora (aliás ela já a servir de "lebre" a Rio em 2009, como bem antecipou Vasco Pulido Valente) funcionaram e funcionam como salva-vidas do PS.
Farinha do mesmo saco.

https://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/palavras-para-recordar-48-10967706


Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 19:01

Neste momento estão 3 criaturas a bocejar nas TVs. Irritantes.
Decretaram serviços mínimos 100%! Isto é o princípio do comunismo.
Batam no RIO e depois têm a resposta.
Uma das tristes criaturas era ministro em 2008 tal como agora e conseguiu tirar a um Homem com 100 anos, 53 € duma pensão de 219 € só porque declarou uma pensão francesa de 290€.
Acabou de dizer que os motoristas estão a pedir aumentos para 2021.Homens mal pagos com salários baixos.
Esta sumidade não está a a fazer Promessas para daqui a 10 anos?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 21:16

Já ouviste RR esboçar algum protesto?
Espera sentado.
Neste momento não existe oposição. Só há governo, parceiros do governo e cúmplices do governo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 22:26

O principio do comunismo não, mas sim neo-comunismo que aliás começou em 2008.

WW
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 23:53

O comunismo está morto e enterrado. Mumificou.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2019 às 20:18

Já Estaline ditava que o partido se fortalece depurando-se.Na véspera da invasão alemã continuava nessa tarefa,atingindo mesmo o comando das forças armadas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.08.2019 às 21:18

Estaline foi consequente com esse pensamento doutrinário. Purificava o partido através de purgas sucessivas.
Mas, ao que consta, nunca teve de ir a votos nem se submeteu ao sufrágio universal.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D