Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Europeias (24)

por Pedro Correia, em 28.05.19

3290816_aWQWl.jpeg

 

SANTA HIPOCRISIA

 

Nas últimas 24 horas, ouvi lamúrias de diversos bonzos do comentário político nas pantalhas. O que lamuriam eles? Que os portugueses andem tão desinformados e tão alheados das magnas questões europeias. 

O curioso é que este caudal lamuriento ocorre nos mesmos canais televisivos que passam dias e noites a transmitir intermináveis debates sobre bola. E mais bola. E sempre mais bola. Os tais bonzos, coitados, nem reparam.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De António a 28.05.2019 às 01:30

Apanhei uma santa hipocrisia onde não esperava. Foi pena não ter feito um print screen antes terem apagado um certo comentário num certo blogue, muito afiliado a um certo partido. Que para mim deixou de merecer o nome que ostenta. Novas idéias, vícios antigos. Não lhes auguro um futuro brilhante.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2019 às 09:15

Demasiadas entrelinhas. Não entendi.
Sem imagem de perfil

De António a 28.05.2019 às 12:27

Coloquei um comentário num blogue afiliado ao IL, e foi retirado. Devia ter um printscreen, não só para prova futura que o comentário não era ofensivo, como prova de que o comentário esteve lá - o blogue não é moderado, os comentários aparecem imediatamente. Não tendo o printscreen, é a minha palavra. E é claro que não pensei precisar dum recibo.
O meu comentário tem a ver com uma opinião dum colaborador do blogue, alguém que assina BZ, publicada ao tempo da greve dos camionistas de matérias perigosas. Na opinião, Liberal, dele, o problema da escassez de combustível nas bombas resolvia-se deixando o mercado funcionar, ou seja, os operadores dos postos de abastecimento seriam livres para subir o preço, sem limite, do combustível, conforme a escassez.
É uma idéia.
Eu não vi como essa proposta resolvia o problema das pessoas. Percebo que, no limite, a 100€ ou 1000€ o litro, nunca faltaria combustível nas bombas. Não sei qual é a vantagem de ter as bombas cheias e os carros parados.
Mais, não vejo aí o mercado a funcionar. Vejo uma oferta artificialmente estrangulada - o produto não está escasso nem subiu de preço. Não vejo a concorrência própria dum mercado livre, pelo contrário, vejo grandes oportunidades para um sindicato poder servir de instrumento para um mercado negro - porque é uma escassez provocada, pode ser provocada cada vez que se quiser, se não houver um mínimo de regulação. A tentação pode ser grande, o mercado negro dá muito a muitos.
A minha pergunta: em termos de mercado livre não seria preferível deixar os espanhóis da CEPSA e REPSOL entrarem e fornecerem as bombas? Afinal, a distância de Lisboa a Badajoz é a mesma que de Badajoz a Lisboa - em boa verdade, se a UE fosse um mercado mesmo livre seria tão possível ir atestar a Espanha - e é - como mandar vir um camião cisterna de Espanha - que não é.
É preciso que se diga que eu gosto de fazer perguntas concretas. Os partidos têm em geral programas vagos. Baixamos os impostos (como?), reduzimos o peso do Estado (como?), etc. Normalmente nunca explicam como vão resolver os problemas concretos que essas promessas implicam.
E é justo que diga que por vezes recebo respostas concretas, e recordo ter colocado uma questão sobre a adopção por casais homossexuais a um deputado do PCP e dele me ter respondido que, uma vez que a adopção por casal monoparental é aceite legalmente, sem que a orientação sexual seja determinante, não só é fácil tornear a lei, como é injusto que um casal homossexual assumido seja prejudicado em relação a um homossexual não casado, ou a um casal homossexual não assumido. Mais concreto e esclarecedor duma posição não há.
Eu não espero que toda a gente me responda - era bom para tirar dúvidas, mas não espero realmente que toda a gente com dúvidas tenha uma resposta individual.
Acontece que, ao tempo, tive uma resposta do bloguista BZ, não a responder de facto, mas a tecer considerações várias sobre a minha iliteracia financeira. E agora, que voltei a referir o facto no blogue, a resposta foi...eliminar o meu comentário.
Espero ter-me explicado. Estou um pouco desapontado, não esperava. Vivemos e aprendemos, não é?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2019 às 09:27

Mas tem o programa da Cristina para descomprimir. Passa-se lá em casa, vê-se a senhora a cozinhar e a lavar a louça e sempre com as unhas impecáveis, pintadas com os vernizes dela, que ela vende, e sempre elevada á quarta potência dos seus saltos altos...e já agora , também conta a sua voz melodiosa..
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2019 às 09:38

Já tenho visto vários políticos baterem-lhe à porta. E, apesar disso, ainda não vi a Cristina a fazer propaganda a partido algum.
Algum mérito terá. Além do mais, é portuguesa, "nossa". Não é amaricana. Ando farto de amaricanos. E de gente que fala luso-amaricano.
Perfil Facebook

De Antonio Maria Lamas a 28.05.2019 às 09:38

Muito bem lembrado.
De quem é a culpa?
Dos líderes partidários e dos seus candidatos a começar pelo pateta que o Costa arranjou que nunca falaram da Europa, só de tricas e sound bites para jornalista parvo publicar.
Só o Paulo Sande, o Ricardo Arroja e o Rui Tavares discutiram e informaram ao que vinham. O resto foi de uma tristeza confrangedora, tais os disparates ouvidos.
Os jornalistas são os maiores culpados.
Não escrutinam o que os candidatos dizem, passam horas e horas com reportagens de trampa, entrevistam pessoas que só dizem parvoíces, horas e horas de candidatos a beijar velhinhas, distribuir papeis nas feiras a comer couratos e aos berros contra os candidatos dos outros partidos.
Ainda por cima com uma atitude parcialíssima sempre inclinada para a esquerda.
Os Portugueses não são parvos. A "maioria silenciosa" não votou por asco a esta gente.
Acredito que dos 70% da abstenção a grande maioria é de direita que espera que apareça alguém que a lidere.
A esquerda do BE do PCP e até a "melancia" PAN, já deve ter feito o pleno de votos. O PS pouco mais irá arrebanhar. Está portanto na altura de uma nova direita tomar conta disto.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2019 às 09:42

Então a "nova direita" não é a do Ventura, que preferiu bater papo sobre bola na TV do Correio da Manhã em vez de discutir Europa com outros cabeças de lista na RTP?
Perfil Facebook

De Antonio Maria Lamas a 28.05.2019 às 11:30

"Isso" não é direita. é "torta". muito "torta" mesmo.
Quero uma direita "Tatcheriana".
Ela terá que andar aí, temos é que a descobrir.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 28.05.2019 às 09:39

Excelente
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2019 às 09:40

Ando farto destas carpideiras. Que parecem olhar para tudo menos para o que se passa lá por casa.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D