Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Europeias (21)

por Pedro Correia, em 25.05.19

3290816_aWQWl.jpeg

 

O DIA MAIS ESTÚPIDO

 

Este é o dia mais estúpido. O chamado "dia de reflexão", em que o estado-tutor nos trata como crianças de colo. Ou como palermóides, incapazes de reflectir noutro dia qualquer. 

É o dia das proibições - aliás, em parte, extensivas ao seguinte, o da jornada eleitoral. É o dia das "pesadas multas" a quem imprima ou debite textos de incentivo ao voto neste ou naquele, como se tal condicionamento não configurasse um grosseiro atentado à liberdade de expressão. E uma evidente violação do princípio da igualdade nesta era em que tudo se comenta ao minuto nos meios digitais.

Recordo-me de certa vez, ainda nas cercanias das urnas, Mário Soares ter declarado sem rodeios aos jornalistas que tinha acabado de votar no filho, candidato por Lisboa. Os bonzos que funcionam como fiéis guardiães da "lei eleitoral" tremeram. Mas Soares, claramente indiferente às consequências, não pagou qualquer multa. Devemos-lhe também esta lição de cidadania por ter demonstrado aos portugueses como tais normas são obsoletas e caducas.

Para mim, se há matéria que hoje mereça reflexão, é esta: vivemos num país em que qualquer recém-nascido já transporta número de contribuinte embora só aos 18 seja autorizado a ter número de eleitor. Isto diz tudo sobre o estado a que chegámos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


18 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.05.2019 às 12:46

Os que votaram antecipadamente também estarão a refletir? Não será de pedir a anulação desses irrefletidos votos?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 13:13

De facto, como é possível votar sem aguardar pelo imprescindível "dia de reflexão"?
Matéria a rever. Aquela gente só pode ter votado muito mal.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 25.05.2019 às 15:52

Para que conste, este Anónimo, que distraidamente escreveu refletir sem cê, costuma assinar Tiro ao Alvo.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 16:13

Boa pontaria, de qualquer modo, caro TaA.
Sem imagem de perfil

De jo a 25.05.2019 às 12:56

Depois da campanha eleitoral que tivemos até sabe bem um dia de calma.

As queixas sobre o dia de reflexão lembram aquela anedota em que duas velhotas se queixam da qualidade da comida no lar:
"- A comida aqui é tão má.
- Pois é, e as doses são tão pequenas"
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 13:11

Campanha? Qual campanha?
Tirando a RTP, por imposição legal decorrente do serviço público, os canais "informativos" de ontem à noite só davam bola. E mais bola. E ainda mais bola.
Perfil Facebook

De Alexandre Soares a 25.05.2019 às 14:39

E ainda há gente quem não vai à bola com a bola.
Caro pedrinho correio, essa do Mário Soares ser um exemplo de bom comportamento democrático, só mesmo para lembrar que para "nós" tudo, para os inimigos nada, para os outros a "lei".
Ah quanto ao dia de reflexão, para que servirá a quem não é espelho ?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 15:11

Tratas assim tão mal a memória do teu parente Mário, Alexandrinho?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.05.2019 às 20:52

Sem imagem de perfil

De António a 25.05.2019 às 13:36

No taxation without representation. Direito de voto aos bebés, já!
Era capaz de ser interessante dar aos pais os votos dos filhos menores. Quanto mais filhos, mais votos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 15:12

Excelente sugestão. Não posso estar mais de acordo: um voto por contribuinte.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 25.05.2019 às 20:11

E os desempregados deveriam, ou não poder votar?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 22:52

Deveria haver voto obrigatório para eles.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 25.05.2019 às 13:38

Esse episódio do Soares mostra mais sobre impunidade do que sobre cidadania. Mas adiante.
Hoje é reflectir no Jamor.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 15:13

Depois de muita reflexão, já sei em quem votarei no Jamor.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.05.2019 às 19:46

E quem não tem nada para fazer, põe-se a refletir sobre o "sexo dos anjos". Se este dia tem utilidade ou não é algo indiferente.

E o grande problema que temos são os impostos! Portugal o país quase perfeito, não fossem os impostos.
Sem imagem de perfil

De António a 25.05.2019 às 21:38

Os impostos elevados fazem muita falta. Sem eles era capaz de sobrar dinheiro aos contribuintes. Eram capazes de poupar. Talvez constituir um pé-de-meia que os protegesse da pressão da sobrevivência diária. Sem essa pressão, e com algum dinheiro, talvez começassem a pensar, fazer perguntas. Nomeadamente para onde vai o dinheiro dos impostos.
Não, sem impostos altíssimos arriscávamo-nos a ter um país de pessoas ricas, a quererem mandar em si próprias. Era uma catástrofe.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.05.2019 às 22:54

Credo, Deus nos livre de tal coisa. Nem quero pensar nisso.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D