Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delito de Opinião

Europeias (1)

Pedro Correia, 02.05.19

  

 

 EUROPA A SEIS

 

A SIC (em tempo parcial) e a SIC Notícias (na íntegra) transmitiram ontem um debate entre seis dos cabeças-de-lista ao Parlamento Europeu. Em representação do PS (Pedro Marques), PSD (Paulo Rangel), CDU (João Ferreira), CDS (Nuno Melo), BE (Marisa Matias) e PDR (António Marinho e Pinto). Lamento que duas novas forças políticas que também apresentam candidaturas, a Aliança e a Iniciativa Liberal, tenham ficado excluídas desta emissão, conduzida pelo jornalista Bento Rodrigues, que me fez lembrar certos árbitros em estádios de futebol: foi demasiado interventivo, interrompendo quase sempre as frases. Só lhe faltou mostrar cartões amarelos e vermelhos. 

Fica o registo sumário da prestação dos seis. Um por um.

 

ANTÓNIO MARINHO E PINTO (PDR)

O melhor. Revelou, sem papas na língua, que o BE e o PCP «votam sistematicamente com a extrema-direita» no Parlamento Europeu.

O pior. Incapaz de explicar o que é o enigmático PDR, segundo partido de aluguer que escolhe para concorrer ao Parlamento Europeu.

Palavra-chave. Democracia.

Frase. «Um parlamento que reúne três vezes por mês em sessão plenária não é um verdadeiro parlamento.»

 

JOÃO FERREIRA (CDU)

O melhor. Falou na primeira pessoa do singular, sem se refugiar no pronome "nós" a que os comunistas sempre recorrem como bengala verbal.

O pior. Só mesmo no fim mostrou ser capaz de sorrir.

Palavra-chave. Esquerda.

Frase. «Somos um país injusto.»

 

MARISA MATIAS (BE)

O melhor. Foi a mais sorridente e espontânea, em perfeito contraste com a rigidez de outros candidatos.

O pior. Equidistância entre a ditadura e a democracia na Venezuela: «Não estamos nem com Maduro nem com Guaidó.»

Palavra-chave. Humor.

Frase. «Mais de 30% do PIB europeu foi entregue ao sector financeiro.»

 

NUNO MELO (CDS)

O melhor. Exprimiu vontade de ver um segundo referendo no Reino Unido que possa reverter o Brexit.

O pior. Mostrou foto do candidato do PS com José Sócrates. Não havia necessidade.

Palavra-chave. Sócrates.

Frase. «A única escolha possível para a direita em Portugal é o CDS.»

 

PAULO RANGEL (PSD)

O melhor. Irritou Pedro Marques ao apontá-lo como o rosto dos cortes de 7% dos fundos europeus que Portugal pode vir a perder no próximo quadro de apoio.

O pior. Em pouco se distingue do discurso de Nuno Melo.

Palavra-chave. Fundos.

Frase. «Está perfeitamente ao nosso alcance ganhar as eleições.»

 

PEDRO MARQUES (PS)

O melhor. Fez um apelo especial ao voto dos jovens, que há cinco anos se abstiveram em massa (80%).

O pior. Falta de traquejo em debates. Fala como se ainda estivesse no Conselho de Ministros.

Palavra-chave. Pessoas.

Frase. «Vamos ganhar de forma clara porque se criaram 300 mil empregos em Portugal nos últimos três anos.»

8 comentários

Comentar post