Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estátuas dos nossos reis (93)

por Pedro Correia, em 27.11.18

140017377.jFfB8Hw8[1].jpg

ASC_7692-palacio-fronteira_01[1].jpg

 

 

D. Duarte (1433-1438)

 

Autor: Desconhecido

Ano da inauguração: Algures no século XVIII

Localização: Lisboa, no jardim do Palácio Fronteira (São Domingos de Benfica)

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 27.11.2018 às 18:08

penso poder-se já concluir que Castelo Branco e o Palácio Fronteira são as áreas com mais monarquia (petrificada) por metro quadrado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.11.2018 às 23:29

Eheh. Bem observado, Cristina.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.11.2018 às 14:04

Cristina, convém não esquecer o Palácio Vila Flor em Guimarães.
Confesso que estes bustos sem bracinhos e de ar triste não me agradam nada...
Maria
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 28.11.2018 às 20:37

prefiro-os aos corpos de cabeça substituível dos Magnos; pelo menos, os nossos bustos indicam que a nossa monarquia foi mais estável e os monarcas, visíveis.
(ou não, Brutus?...)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.11.2018 às 22:56

.E
o escultor não era barbeiro!

AM
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 27.11.2018 às 23:29

Faltou-lhe a gilette. Consta que só surgiria no Paço Real no século XVII, com Afonso VI.
Imagem de perfil

De Sarin a 27.11.2018 às 23:55

Gillette é aquela coisa amarelo-fluorescente usada por senhoras lá por terras de Paris da França? Porque sei que andam lá aos atravancos uns senhores que usam gilet, e como não pretendo ofender plebeus ou plebeias, duques ou ducas e muito menos reis ou reias...

Não sabia que já Afonso VI tinha preocupações energéticas e se poupava nos passos mandando correr pelo Paço tais objectos... cabeluda, essa história
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 28.11.2018 às 09:34

Caro Pedro Correia, a propósito de D Duarte, o eloquente, e a propósito do descrédito, desprestígio e infantilização progressiva da media de referencia, tema que aqui temos, amiúde, comentado, que dizer das palavras do Presidente Marcelo!!?? Diria, pela boa recepção das palavras do PR, que a media de referencia atingiu o grau zero. Zero, pois, porque nem consciência toma sobre a gravidade das palavras do PR e da significação que estas têm.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D