Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estátuas dos nossos reis (11)

por Pedro Correia, em 06.09.18

cavalos_003.jpg

AH19.jpg

 

 

D. Afonso Henriques (1140-1185)

 

Autor: José Rodrigues

Ano da inauguração: 1997

Localização: Campo do Trasladário, Arcos de Valdevez


26 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro a 06.09.2018 às 13:03

Porque motivo vandalizaram a estátua, serrando as patas do bichano? Este país não tem emenda.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 06.09.2018 às 13:54

Parece-me é "arte"...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 22:29

Arte, sem aspas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 22:29

Não são bichanos, são cavalos.
Sem imagem de perfil

De Maria Antonieta a 06.09.2018 às 15:43

Esta estátua não tem beleza nenhuma, Pedro! Que me perdoe o seu autor.

Não sei se foi porque o encontro entre os dois primos ter sido pacífico, que o escultor fez a lança sem bico. Será?
O Rei e o cavalo, nessa posição, ficam tão sem brio nem força guerreira...
Uma boa tarde, Pedro!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 22:36

Nisto discordamos. Eu gosto muito deste conjunto escultórico do José Rodrigues. 'In situ'.
Sem imagem de perfil

De JAB a 06.09.2018 às 16:58

Vim ver os comentários para comprovar se esta pergunta apareceria... Os cavalos não tem pernas porque não se sabe o local exacto em que foi disputado o Torneio de Valdevez. Então não pisam o chão... Terá sido esta a explicação do autor... Por outro lado, as estátuas retratam os intervenientes no Torneio (Justa) e não propriamente Dom Afonso Henriques.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 06.09.2018 às 21:04

o "corte" dos membros inferiores nos equídeos agride de tal forma que nem se consegue observar, sem essa sensação, o que sobra das estátuas, belíssimamente estilizadas.
na verdade, se é para representar um torneio que resolveria uma batalha entre o nosso futuro I.º e o primo, então, ainda que simbolicamente, é aceitável que o Afonso de todos nós seja um deles.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 22:38

De acordo, Cristina.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 22:38

É um exercício de estilização, JAB.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.09.2018 às 22:10

O meu comentário não é relacionado mas é só para dizer que o New York Times aprovou o artigo de um anónimo a criticar a incompetência de Donald Trump.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 22:37

O seu "comentário" faz lembrar aqueles que confundem a obra-prima do mestre com a prima do mestre de obras.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 23:59

Ou o Manuel Germano com o género humano.
Perfil Facebook

De Joao Luis a 07.09.2018 às 09:48

Ou o Piloto da Marinha, com a pilinha do maroto!


Um abraço


Leão do Fundão

PS (Esta série promete ser bem grande, só no Paço Ducal de Castelo Branco, vai ser um fartote)

Estou a gostar quase tanto como dos Rios

Leão do Fundão
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.09.2018 às 00:20

Grato pelas palavras amigas, meu caro patrício. Infelizmente, lá para as nossas bandas, a estatuária régia não é abundante - exceptuando a do belíssimo jardim do paço episcopal de Castelo Branco, com as suas esculturas em granito. Um dos mais belos espaços verdes urbanos de Portugal.
Noutro âmbito, gosto muito da estátua do António Paulouro no nosso Fundão.

Forte abraço.
Perfil Facebook

De Joao Luis a 08.09.2018 às 10:31

Claro que é Paço Episcopal!

Leão do Fundão
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.09.2018 às 12:07

Ora pois. E há-de aparecer por cá.
Sem imagem de perfil

De Bea a 06.09.2018 às 23:13

Os animais estão muito bem, ainda que amputados. Gosto de vê-los assim sentadinhos a descansar sobre a pedra e em jeito pouco guerreiro. Não sei que faz o nosso rei em cavalo tão repousado:).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 23:18

Também gosto destes cavalos, tão 'sui generis'.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 06.09.2018 às 23:59

O conjunto resulta bem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.09.2018 às 04:52

Resulta mesmo. Estive lá em 99 (a caminho de Santiago) e o enquadramento é magnífico. E simboliza bem o espírito do Recontro amigável de Valdevez.
É também de José Rodrigues o belo Cervo estilizado que se encontra no cimo do Alto do Crasto, em Cerveira, e do qual se avista uma das mais fabulosas paisagens de Portugal: o rio Minho e as ilhas da Boega e dos Amores.
José Rodrigues, que muito admiro, foi também um dos fundadores da Bienal de Cerveira e da "Árvore" do Porto, para além de ilustrador de muitos livros do Eugénio de Andrade.
Maria
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.09.2018 às 09:29

E verdade, Maria. Aliás esse cervo de José Rodrigues já se tornou uma peça iconográfica de Cerveira, terra de que tanto gosto - aliás como de todas as sedes de concelho à beira-Lima.
Por mais que visite outras zonas do País, nunca deixo de me deslumbrar com o inconfundível verde do nosso Minho.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.09.2018 às 19:11

Para quem tiver dúvidas em identificar os cavaleiros: o "nosso" está marcado com o sinal "mais".
Sem imagem de perfil

De alexandra g. a 07.09.2018 às 22:03

moi, que não dava nadicas de nada por esta (mais uma! :) ) série, vejo-me em pleno gosto mirando a foto e, diga-se, é necessário que o faça, detesto a estatuária (e diz que tenho uma carteira profissional para, enfim, coiso).

defiitivamente, original.

gostável, vejamos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.09.2018 às 00:14

Para mim, Alexandra, é outra maneira de mostrar o País. Desta vez articulando o espaço com o tempo. Inclusive mostrando as diversas facetas e tendências da arte escultórica. Confesso que tenho aprendido bastante nestas pesquisas que venho fazendo. E gosto muito de continuar a aprender qualquer coisa todos os dias.
Gostei desse adjectivo. Gostável.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D