Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estão à espera de quê?

por Pedro Correia, em 20.11.18

psdbandeira[1].jpg

 

Vejo a mais recente sondagem publicada no Expresso, elaborada pela empresa Eurosondagem: a onze meses da próxima eleição legislativa, o PS sobe para 41,8% e o PSD cai para 26,8% nas intenções de voto. Quinze pontos percentuais separam agora os dois partidos.

Reparo na mais recente sondagem elaborada pela Aximage para as publicações do grupo Cofina, designadamente o Jornal de Negócios: o PS fica-se pelos 37,8% (mesmo assim, com mais 5,5 pontos percentuais do que os obtidos na eleição de 2011) enquanto o PSD se mostra incapaz de descolar dos 26%. Situando-se praticamente a doze pontos dos socialistas.

No PSD, já todos perceberam que se anuncia uma estrondosa derrota eleitoral em Outubro de 2019 - aliás duas, pois a eleição legislativa será antecedida do escrutínio para o Parlamento Europeu, previsto para Maio. Chegou, portanto, o momento de perguntar se não haverá ninguém neste partido capaz de se chegar à frente, rompendo mansidões e calculismos, e proclamar o óbvio: Rui Rio não faz parte da solução, faz parte do problema.

Estão à espera de quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)


70 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 20.11.2018 às 09:27

(Este post parece um apelo às armas.)

Já todos perceberam, como o Pedro bem diz, que o PSD vai ser derrotado. Por isso mesmo estão-se a resguardar para quando virem que há hipóteses de o PSD vencer. Para ser derrotado, Rio serve. Pode lá ficar e ser derrotado à vontade. As pessoas que no PSD querem alcançar o poder somente o derrubarão quando virem que - presumivelmente devido a um downturn da economia - há hipóteses de o PSD vencer.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 22:54

"Apelo às armas" é o Hino Nacional.
Imagem de perfil

De Sarin a 21.11.2018 às 00:17

Pensava que esse era a Marselhesa...
Sem imagem de perfil

De António a 20.11.2018 às 10:04

A tristeza disto é que para não gramar o BE lá terá de se votar “útil” no PS. Rio foi o melhor que podia ter acontecido a Costa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 14:06

Voto útil ou voto fútil?
Sem imagem de perfil

De António a 20.11.2018 às 20:29

Voto possível. Nem sempre voto no que quero. O que não quero é ver seja quem for do BE como ministro seja do que for. Há decisões que têm de ser tomadas pela negativa. Vem aí outra crise, e se a enfrentarmos com uma atitude à grega, acabaremos por nos ver gregos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 22:56

Não gostaria de ter Mariana Mortágua como ministra das Finanças?
Sem imagem de perfil

De António a 21.11.2018 às 00:06

Você gostaria?
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 21.11.2018 às 11:08

Ideia ridícula. O ministro das Finanças continuará a ser Mário Centeno. Mário Centeno fecha esta legislatura com o prestígio de Salazar em 1930: ele é O Triunfador. Ninguém, dentro ou fora do governo, no PS ou noutro partido qualquer, lhe pode fazer sombra.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2018 às 14:27

Que puxa-saco. Nem ele pensa isso de si próprio.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.12.2018 às 11:57

NÃO ACREDITO AMIGO
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.12.2018 às 13:52

Hum. Se calhar pensa mesmo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2018 às 11:21

Safa!

De vaidade e soberba estamos fartos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2018 às 14:38

Já o Lavoura daria um excelente ministro da Agricultura.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 10:20

Pedro, não se aflija. Eu estou com ideias de me candidata.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 11:21

Apresse-se enquanto aquilo existe. Qualquer dia não sobra nada.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 20.11.2018 às 10:33

Se o Pedro Correia está tão desesperado para que alguém no PSD se chegue à frente, porque não fala diretamente a Miguel Relvas? De que estão - o Pedro e o Miguel - à espera?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 12:22

Já nos chega o Sr. João Galamba.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 14:05

Haja respeitinho por Sua Excelência o Secretário de Estado da Energia, João "Abrantes" Galamba.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 10:51

Este texto representa o estertor dos "liberais" que tomaram o PSD de assalto em que a sua melhor jogada está exemplificada no best-off de Passos Coelho.
Se as sondagens vencessem eleições, não precisaríamos de votar. O aparelho do partido está a ver fugir-lhe o chão a todos os momentos, a ignóbil acusação feita a Rui Rio aquando da sua vinda a Viseu foi mais um sinal, este texto do Pedro Correia é mais um.
O PS perdeu as ultimas eleições legislativas e perderá as próximas, quanto ás Europeias e em face das convulsões vividas na Europa e na incapacidade do parlamento europeu em decidir seja o que for a favor dos europeus valem muito pouco.

WW
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 13:39

Estes liberais nao valem nada!!! Sao piores que os comunistas!!!! O estado em Portugal nao pode ter empresas estrategicas só os estados estrangeiros!!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 13:58

Esqueceste-te de assinar o comentário, Maduro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2018 às 13:03

O Estado portugues nao pode estar na economia so os estados estrangeiros...liberalismo atrofiado português!!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2018 às 14:39

Não sei se o liberalismo está assim. Mas este comentário saiu algo atrofiado.
Sem imagem de perfil

De Antonio Maria a 20.11.2018 às 11:01

Pelo andar da carruagem, qualquer dia qualquer TUC TUC dá para levar os deputados do PSD para o parlamento.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 14:02

Qualquer dia vão de padiola.
Sem imagem de perfil

De António Maria a 20.11.2018 às 15:37

Pelo rumo que as coisas levam, pelo menos o RR vai.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 22:57

Rio vai de rabelo. Em nome da tradição.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 11:05

Desconfio de que quem se pronuncia nestas sondagens são mais aqueles que gravitam os partidos, de mais ou menos perto.
A generalidade dos potenciais eleitores há muito que não tem razões para perder tempo com o assunto.
Se nem sequer votam!
Por isso...
João de Brito
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 14:19

Eleitores que não votam é um oximoro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 16:11

... potenciais eleitores...

João de Brito
Perfil Facebook

De Manolo Heredia a 20.11.2018 às 21:33

Não é um oxímoro; Eleitor é qualquer cidadão inscrito nos cadernos eleitorais. Todos têm o número de leitor.
Se não votar é um eleitor-abstinente, se votar é um eleitor-ativo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 22:58

"Eleitor abstinente" é um oximoro. Algo como alcoólico abstémio.
Sem imagem de perfil

De JAB a 20.11.2018 às 12:04

Eu penso votar PS para que o António Costa seja obrigado a embrulhar-se na m... que tem andado a fazer até agora. Isto de o PSD passar a vida a limpar o que os outros fazem tem que acabar. Se formos ao fundo... se tivermos nova troika, que seja com o PS. Assim acabam de vez. O Rui Rio?... O presidente ideal para o PSD neste momento... Deixemos correr... De derrocada em derrocada (como o país...) cairá com o Costa e seus pares...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2018 às 22:59

Confere. Um assumido eleitor de António Costa declara que Rio é "o presidente ideal para o PSD".
Imagem de perfil

De Pedro Vorph a 20.11.2018 às 12:06

O PSD vive uma guerra intrapartidária, que se acentuará com a proximidade das eleições, pois muitos são os actuais deputados que não integrarão as futuras listas. O problema não foi criado por Rio, mas por aqueles que não tendo a coragem de criar um novo partido (ou aceitar os resultados das eleições internas), pretendem fazê-lo dentro do PSD, aproveitando a sua história e estrutura. Aliás com esta estratégia a oposição dá a Rio, uma forma de desculpabilização, caso as eleições lhe corram menos bem, e cria a dúvida, no eleitorado, se o problema será da actual direcção partidária ou da sua oposição interna.


Entristecer-me-ia ver o PSD representado, ideologicamente, por gente, do calibre, de Carlos Abreu Amorim, Miguel Relvas, Pedro Passos Coelho, ou Maria Luís Albuquerque. Alegrar-me-ia, antes, vê-los, a eles, e aos seus adeptos ideológicos, criarem um novo partido, em Portugal, que desafiasse a hegemonia daqueles que nos têm governado - Governos de coligação e não maioritários fortalecem a democracia e a diplomacia partidária - Quanta da abstenção resulta não do desinteresse do eleitorado, mas sim da sua falta de identificação partidária?



Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2018 às 12:09

Caro P Correia

Desculpe-me a pergunta:

-- Alguma sondagem dava a vitória a P. P Coelho em 2011?

Já devia ter experiência suficiente para saber que sondagens.... " Valem o que valem"
....
No entretanto, em caso de perigo eminente a Juve PSD invade a sede ....

Imagem de perfil

De Sarin a 20.11.2018 às 17:46

Mas só em caso de ser um Ex.mo Senhor Perigo!

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D