Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Está de chuva

por Pedro Correia, em 20.11.19

01-heavy-rain-data[1].jpg

 

Raio de chuva, raio de frio: ela e ele não desgrudam daqui desde o início do mês. Só vejo uma vantagem: por estes dias não ouvimos alarmantes prédicas sobre o «risco de seca extrema» nem inflamados pregões de alerta contra o «aquecimento global».

Os pregadores devem estar à lareira, de mantinha nos joelhos. Zeus os conserve assim. Para sossego deles - e nosso.


38 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2019 às 02:05

Acompanho-o nessa prece,peço mais chuva porque faz falta,não tanto aos "esquentados do clima" como ao curso natural da vida.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 10:35

Venha ela. Excelente por todos os motivos. Para que se cumpra o ciclo da natureza e para que alguns alarmistas se calem durante um par de semanas.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 20.11.2019 às 09:02

Alguns, creio eu, não precisarão de mantinha, pois terão o aparelho de ar condicionado ligado desde o verão, pensando, nas suas boas vidas e esquecendo essas questões da seca e da produção de O2.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 10:54

E eu a pensar que se aqueciam com a manta...
Sem imagem de perfil

De jo a 20.11.2019 às 10:42

Não há como negar a evidência para ela deixar de lá estar.
Parece que alguns dias de chuva resolvem o problema da seca. E as barragens vazias enchem-se com a chuva que molha as costas dos nossos citadinos irritados.
Estou a ver os nossos liberais do costume a opinarem com a seca o que fizeram com os fogos. Consideram que a sociedade como um todo está a ser alarmista e não deve intervir porque a mão invisível trata de todos. A seguir à catástrofe rasgam as vestes porque o Estado não os protegeu.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 10:51

As evidências dizem-nos que o melhor, por estes dias, é sair sempre à rua com guarda-chuva.
Mesmo que alguns citadinos especializados em "mentirologia" gritem o contrário.
Sem imagem de perfil

De jo a 20.11.2019 às 18:19

O problema das alterações climáticas em geral e da seca extrema que ainda existe em algumas zonas de Portugal, não se resolve só por nós necessitarmos de guarda chuva durante uns dias.

O mundo não gira à nossa volta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 18:49

De qualquer modo aconselho-o a não sair de casa sem guarda-chuva: chove a potes, uma vez mais. A menos que pelo facto de neste momento não chover em Marrocos e na Namíbia lhe sirva de protecção contra uma molha cá na terra.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2019 às 12:33

According to Dr David Viner, a senior research scientist at the climatic research unit (CRU) of the University of East Anglia,within a few years winter snowfall will become “a very rare and exciting event”.

“Children just aren’t going to know what snow is,” he said.


The Independent 20 March 2000


lucklucky
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2019 às 10:56

Nem Donald Trump diria melhor!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 10:59

Já existia a Lei de Godwin: todos os debates terminam com alguém a mencionar Hitler.
Agora não há debate sem que um anónimo salte debaixo de uma pedra da calçada a gritar Trump.
Fatal como o destino, chova ou faça sol.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 20.11.2019 às 11:39

Abençoada chuva e abençoado frio. Ele há gostos para tudo; esta é a minha época do ano dilecta.

Nos jornais é época de trocar os ditos pregões do ‘aquecimento global’ pelos “há 40 anos que vivo aqui e juro por estes olhos que a terra há de comer que nunca vi isto’, ‘nunca a água subiu tanto’. E o frio, ui, nunca se viu tal coisa.
Vale-nos a gente seráfica do interior que já pouco fala e mede as palavras, dizendo apenas ‘a gente está habituada a isto, sabe’.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 12:15

Haja frio, muito frio. Incentiva-nos a comer castanhas quentinhas. E poupa-nos, por estes dias, às arengas dos tontinhos que juram que "os Invernos frios já são coisa do passado".
Perfil Facebook

De Ricardo Abreu a 20.11.2019 às 14:55

é o período em que Espanha aproveita e repõe os caudais previstos na Convenção de Albufeira
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 15:25

Fazem o que querem. Enquanto por cá não falta quem se mostre mais preocupado com os espanhóis do que com os portugueses em vez de reivindicar maior independência do nosso país na regularização dos caudais do Tejo
https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/ex-ministro-pede-prudencia-na-renegociacao-da-convencao-de-albufeira

Uma vergonha.
Se houvesse debates a sério em Portugal, este tema não deixava de estar no primeiro plano todos os dias.

Sem imagem de perfil

De J. L. a 20.11.2019 às 17:59

O mundo é feito de mudança. Houve alguma época em que o planeta Terra estivesse parado? Tenho ideia (mas não a certeza) de que não. Nunca foi um planeta morto ou foi? Houve épocas em que nem vida havia. Até houve espécies que se extinguiram e outras que apareceram. Há uns anos apareceram os hominídeos e depois o homo sapiens. Até quando durará este? Aparecerão outras espécies? Racionais? Com qualidades que nem imaginamos nem podemos imaginar mas muito acima da racionalidade? Os dinossauros quando entraram em declínio admitiram que os mamíferos (ratitos não época e eles tão poderosos) iam dar no que deram? A Terra muda e, apesar de minha vontade não contar para nada suponho eu, prefiro que aqueça a que arrefeça. Detesto o frio. Que bom o aquecimento global. Brrrrrrrrr......
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 18:10

Subscrevo, João. Linha por linha.
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 20.11.2019 às 22:55

Atenção que se chover muito e/ou fizer muito frio o Aquecimento Global muda de nome para Alterações Climatéricas. Quando ninguém percebe o que está a acontecer também pode ser designado por Fenómenos Extremos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 20.11.2019 às 23:36

A mentirologia é uma ciência cheia de abismos insondáveis, Paulo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2019 às 21:33

Sugestão de leitura: um artigo da influente 'Newsweek', de 28 de Abril de 1975, sobre arrefecimento global, sob o título 'The Cooling World:
http://www.denisdutton.com/cooling_world.htm

Ou este, da igualmente influente 'Time', de 31 de Janeiro de 1977, com um título muito sugestivo: «The Big Freeze».
http://content.time.com/time/printout/0,8816,918620,00.html
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.11.2019 às 08:47

Este post será / seria o indicado para o Lavoura dar o seu contributo.
Mas olhe Pedro Correia aqui pelas terras altas nem está muito frio para a época, a chuva tem amenizado o clima...
Mas algum meteorologista que dê o seu bitaite acerca destes fenómenos : chuva, vento e frio em Novembro...

WW

P.S. - Será que o edil Medina já preparou a protecção civil da capital para estes fenómenos extremos agora que vem aí a Greta
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2019 às 08:49

Greta, ela própria, é um fenómeno extremo.
Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 21.11.2019 às 09:42

Vós, citadinos, não brinquem com coisas sérias, a falta de chuva é mesmo muito séria. Aliada á falta de chuva tenha na minha região o complexo de Sines, com refinarias, centrais termoelectricas, que mais ainda agravam a situação, com chuvas ácidas, etc., que daqui a não muitos anos o montado de sobreiro, num raio de 50 km de Sines, desaparecerá, por mais replantações subsidiadas que façam. E isto não é alarmismo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2019 às 10:01

Razão tinha a Dr.ª Catarina Martins, há dois anos, quando pedia chuva no Twitter:
https://twitter.com/catarina_mart/status/876721327578783744

Sem imagem de perfil

De Zeca a 21.11.2019 às 11:11

"Vós, citadinos, não brinquem com coisas sérias, a falta de chuva é mesmo muito séria."
Há 60 milhões de anos diziam os Dinossauros: "Vós, ratitos, não brinquem com coisas sérias, a escuridão devida ao meteorito é mesmo muito séria."
E os ratitos respondiam: "é séria para vós, para nós é óptima". É que os Dinos eram dinossaurocêntricos como nós somos antropocêntricos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2019 às 13:26

Isso foi mesmo há bué da tempo. Ainda os dinossauros falavam. Hoje só grunhem.
Imagem de perfil

De João André a 21.11.2019 às 21:39

Uma miúda que dá a sua opinião e que se apoia na informação disponível publicamente e que tem origem em milhares de cientistas que estudam a fundo as suas áreas e sustentam devidamente as suas hipóteses (e até são frequentemente conservadores nas suas previsões). Isso é ser um "fenómeno extremo"?

Melhor que qualquer bacoquice religiosa que não tem sustento empírico em absolutamente nada, mas que nos entra pelos olhos e ouvidos adentro todos os dias por meio de gente a quem ninguém pede a opinião.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 21.11.2019 às 22:29

Um fenómeno extremo, sim.
Uma miúda de 16 anos que tira um "ano sabático", trocando os estudos que qualquer outra adolescente com a mesma idade assume como prioridade, decidindo ela própria dar lições aos líderes mundiais.

Fenómeno extremo, tanta sabedoria com apenas 16 anos. Sem sequer necessidade de estudar.

Fenómeno extremo também, a opção de viajar apenas à boleia marítima de príncipes ou milionários.

Tem todo o tempo do mundo, pois não necessita de frequentar aulas. Aliás aulas para quê se quem dá palestras é ela?
Fenómeno extremo.

Mas nada de novo, afinal.
Há 40 anos os Pink Floyd já cantavam: «We don't need no education / We don't needno thought control / No dark sarcasm in the classroom / Theachers leave their kids alone.»
Antecipando a aparição de Greta.
Imagem de perfil

De João André a 22.11.2019 às 22:02

Gosto da tua preocupação com a educação dela. Acredito que estejas todos os dias a acordar com suores frios pelos desportistas que largam a escola para "se dedicarem ao seu desporto". Ela tem já mais educação que o teu "melhor do mundo", só assim por acaso.

E ela não tem opções de viajar à boleia de ninguém. Faz uma pergunta simples: alguém me ajuda a ir sem ser por avião. Se a ajudarem ela deve dizer que não porque a oferta vêm de gente rica? Deves ter virado comunista sem eu me aperceber. Ou talvez os ricos sejam os únicos que têm direito a viajar como querem para onde querem, convidados ou não (ela foi-o).

E sim, da lições aos líderes mundiais. Como tu e eu o fazemos neste blogue. Há uma enorme diferença : ela é ouvida. E é ouvida porque não o está a fazer com qualquer interesse específico de falar para ser ouvida. Fá-lo porque tem uma preocupação que é subscrita por milhões. As6vezes seria boa ideia lembra que ela começou a ser conhecida porque se foi colocar, sozinha, frente ao parlamento. Nao criou um movimento ou um partido. E ela própria explica que não é líder de nada. Pedem-lhe a opinião em público e ela dá-a.

O engraçado são os ataques ad hominem que se lhe fazem. Não há argumentos contra o que diz, por isso é porque tem 14, ou 15 ou 16 anos, ou porque está a faltar à escola, ou porque viaja assim ou assado, ou por isto ou por aquilo. A razão.porque ela causa urticária é uma simes: ela tem razão.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2019 às 00:02

Caramba, que idolatria. Até parece que quebrei as Tábuas da Lei.

Os novos fanatismos redundam nisto: todas as discussões morrem à partida porque os argumentos são substituídos por dogmas de fé.
E quando alguém questiona esses dogmas recorrendo ao senso comum (como dizer que alguém com 16 anos deve aprender e estudar antes de pretender dar lições a quem quer que seja, e que faltar um ano às aulas é um péssimo exemplo num mundo onde milhões de raparigas com a idade dela querem estudar e não podem) é brindado com anátemas por questionar o dogma.

Lamento mas vou continuar a pensar assim, indiferente ao tom azedo da tua prédica.
Imagem de perfil

De João André a 23.11.2019 às 06:17

Menos azia do que o teu fanatismo anti-realidade. Mais azia que os teus argumentos. Mais realidade que o disparate da segunda parte do teu post. Não te preocupes que há areia suficiente neste mundo para enfiar a cabeça e evitar aquilo que uma miúda de 16 anos explica e adultos não querem ouvir por parvoíces como as que tu referes.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2019 às 10:18

Ai, Jesus. Parece que te apareceu Santa Greta no alto duma azinheira.
Desejo-te boas preces à santinha.
Imagem de perfil

De João André a 23.11.2019 às 11:22

És tu o religioso, não eu. Eu vou quando possível pelos factos. Aqui é possível. Boa noite e boa sorte.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2019 às 15:19

Boa noite também para ti, João. Mesmo de dia.
Imagem de perfil

De João André a 21.11.2019 às 21:36

Há muita ignorância quando se fala no Aquecimento Global e Alterações Climáticas. Falar nestas quando se referem uns dias de chuva (ou sol, calor ou frio, secas ou inundações) é o mesmo que confundir uma folha de árvore com a Amazónia. Mesmo quando há uma seca ou uma tempestade tropical ou uma vaga de frio ou calor, ninguém com conhecimento na área do clima vai dizer que esse evento específico é devido às alterações climáticas. Não é possível fazê-lo. Só jornalistas ou ignorantes o farão.

Os dias de chuva não desaparecerão por causa das alterações climáticas. Nem os dias serão todos quentes. Aquilo que os dados, os modelos e a experiência indicam é que o clima em si mudará (poderá ser mais quente ou frio, mais chuvoso ou seco, dependendo da região) e que os episódios extremos aumentarão de intensidade e de frequência. Qualquer engenheiro com conhecimento de dinâmica de sistemas e de equilíbrio de sistemas compreende isto.

E para esclarecimento das nomenclaturas, porque me parerce que há confusão nisto (pelo menos nos comentários acima). O Aquecimento Global é real. Os cientistas começaram a falar em Alterações Climáticas porque é assim que o aquecimento global se manifesta. No geral (globalmente), a temperatura aumentará, mas isso não impede que se reduza localmente. Além disto, há ainda a questão dos Fenómenos Extremos, que já abordei acima e que são a manifestação mais visível das alterações climáticas.
Sem imagem de perfil

De J. L. a 21.11.2019 às 23:14

" os modelos e a experiência indicam é que o clima em si mudará"
Não percebo grande coisa destas teorias mas também penso que mudará. Que fique sempre na mesma é que não me parece possível. Só ficaria imutável se a Terra fosse um planeta morto. Não é.
" O Aquecimento Global é real."
Acredito. Porque penso que tem de haver ou aquecimento ou arrefecimento. Ficar na mesma não me parece possível. Tem de arrefecer ou de aquecer. Entre os dois prefiro o aquecimento global. Um arrefecimento global seria um desastre. Já calculou as consequências se fosse este o caso? Alguém construiu um modelo?
Imagem de perfil

De João André a 22.11.2019 às 21:53

Resposta: sim. Há muitos modelos, precisamente porque o clima está, como diz, sempre a mudar. E os modelos descrevem, antes de mais, às situações passadas para serem testados.

É em resposta: um arrefecimento, quem nem precisaria de ser acentuado, poderia levar facilmente a uma nova idade do gelo. Aliás, há cientistas que afirmam que nós vivemos numa idade do gelo, dado que vastas áreas da Terra está estão cobertas por gelo, coisa que é rara na história do planeta.

A diferença é que o clima está a mudar mais depressa que em qualquer momento no passado que não fosse causado por cataclismos (impactos de meteoros, supervulcões, etc).

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D