Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Enfim, uma boa notícia

por Pedro Correia, em 23.11.17

 

Chove.

 

("A partir de amanhã a situação vai melhorar", diz com alívio o jornalista da SIC, que parece preferir a seca extrema e prolongada)


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 23.11.2017 às 21:16

...quando na verdade choveu tão pouco, mas ainda assim foi uma benção.
Que pena o tempo ir melhorar.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2017 às 21:46

Quanto menos chuva, mais o tempo piora. Diga a SIC o que disser.
Imagem de perfil

De Beia Folques a 23.11.2017 às 21:35

É um país que não se sabe bem o que se quer. Nem em seca extrema nos decidimos. Caramba, cambada de indecisos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2017 às 21:48

É como no Infarmed: Lisboa... Porto... bem-me-quer... mal-me-quer...
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 23.11.2017 às 22:20

Pelas previsões do IPMA continuará a chover, borrifos, aguaceiros, chuva forte, com maior ou menor intensidade até à próxima 5ª feira 30 de Novembro.
Se nos reportarmos ao Accuweather , hoje seria um dia de temperatura baixa e sol intenso e previsões de alguma chuva para o fim de semana.
A SIC provavelmente terá um departamento de meteorologia muito próprio ou um vidente atmosférico.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2017 às 23:41

Depois de peças sem fim sobre a seca extrema, eis que classificam de "melhoria" o fim da breve visita da chuva. Enfim...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2017 às 23:41

Sabe-se lá o que ele tem passado com a chuva.A chuva molha,não esqueça.Galochas? Tapa-chuvas? Estamos no séc. XXI,tudo isso é obsoleto.Não haverá uma revolução no ipma?
Sem imagem de perfil

De V. a 24.11.2017 às 00:14

São tão burros, tão burros — é impossível descrevê-los.
Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 24.11.2017 às 01:47

Nas ondas de calor também é assim, em vez de dizerem "continuação do tempo quente" dizem "continuação do bom tempo".
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.11.2017 às 08:05

Um absurdo. Esta é daquelas matérias noticiosas em que mais se impõe o rigor. Mas acaba por ser aquela em que mais irrompe a prosa adjectivada e necessariamente subjectiva. Como se em vez de se dirigir a uma plateia imensa, variada e heterogénea, estivesse afinal apenas a falar para o seu restrito grupo de amigos e conhecidos.
Todos os qualificativos excluem. Se a chuva é "uma chatice" para o lisboeta que vê engrossar a torrente do trânsito e tem de sair de casa munido de guarda-chuva, é uma bênção para as populações rurais, que dependem do ciclo agrícola, e para todos os afectados pela seca extrema.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 24.11.2017 às 09:27

A notícia lincada não é que chove, mas sim que se prevê que vá chover.
A diferença é grande. Diz-me a experiência de anos anteriores que, em anos de seca, por mais que o IPMA preveja chuva, eventualmente até forte, ela nunca ocorre, ou então ocorre em quantidades mínimas.
Em anos de seca há uma enorme diferença entre as previsões do IPMA e a realidade.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2017 às 20:21

Mais uma razão para ter saudades das apresentadoras de Meteorologia da SIC.. .

WW
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.11.2017 às 01:47

Temos já,graças,o bom tempo connosco. Em breve a praia,prainha lhe chamou o faltoso Bandeira.Há auga nas torneiras,nas piscinas,nos banhos.Ela vem dos furos,dos depósitos.Isso da chuva não faz falta nenhuma.As couves e os tomates vêm da agricultura europeia,das estufas.Portugal está muito atrasado e tem que importar os legumes.Pode bem passar-se sem chuva.Aqueceu,poupa-se no calorífero.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D