Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Enfim, um deputado liberal

por Pedro Correia, em 08.10.19

WhatsApp-Image-2019-10-07-at-13.01.39[1].jpg

 

Está de parabéns o Carlos Guimarães Pinto. Não foi eleito deputado mas viu a sua Iniciativa Liberal chegar à Assembleia da República logo à primeira tentativa, com um representante por Lisboa. Portugal era até agora o único país europeu sem uma força assumidamente liberal no seu parlamento. Esta lacuna acaba de ser preenchida. Apesar de a IL ter sido ignorada pela generalidade dos órgãos de comunicação social durante a campanha - designadamente pelas televisões, que voltaram a mostrar-se incapazes de seguir novos trilhos informativos, apostando sempre e só nos consagrados.

Tenho grande apreço pelo Carlos, que já escreveu como convidado especial no DELITO DE OPINIÃO e teve a amabilidade de ajudar a promover o nosso livro. Daqui lhe mando um forte e merecido abraço.


76 comentários

Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 08.10.2019 às 09:17

O que é o liberalismo?
É pagarmos, com os nossos salários "da treta", tudo, como a Educação, Saúde? É privatizarmos sectores estratégicos, que asseguram a soberania nacional, como a distribuição, produção de Electricidade? Toda a Banca? As Águas?

O problema do nosso atraso não está no sistema político. O problema está no nosso atraso enquanto cidadãos. Ninguém pensa, não por ausência de tempo, mas por ausência de vontade.

Mudem - se as gentes, e o país mudará também.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2019 às 09:21

O que é a soberania nacional?
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 08.10.2019 às 12:04

Isso é muito complicado e levava muito tempo.

Poderei, se me permite, defini-la pelo seu contrário ("do tipo: luz, é ausência de escuridão, dor, ausência de prazer). Assim, Soberania nacional seria algo que Portugal não tem. Algo relacionado com independência, no sentido de termos, em nossas mãos, o destino da nação, a liberdade de escolhermos o nosso caminho.

Passa até por aqui, essa Soberania. Vê, é tema muito demorado e aborrecido.

https://edition.cnn.com/2019/09/12/business/china-pork-reserves-african-swine-fever/index.html


It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll,
I am the master of my fate,
I am the captain of my soul.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2019 às 12:11

Isso equivale ao argumentário dos conservadores britânicos em defesa do Brexit, sedentos de "soberania nacional".
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 08.10.2019 às 10:27

A Iniciativa Liberal não propõe que paguemos com os nossos salários a educação e a saúde. Propõe sim que, mantendo o financiamento do Estado, haja liberdade de escolha dos prestadores de educação e saúde. Ou seja, que as pessoas possam escolher a que prestador de cuidados de saúde recorrer, e escolher em que escola inscrever o seu filho, mas mantendo-se o pagamento (essencialmente) no Estado.

O setor "estratégico" da eletricidade já hoje se encontra totalmente privatizado, e o setor "estratégico" da banca também é quase totalmente privado, e ninguém pode dizer que daí advenha qualquer mal especial.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 08.10.2019 às 12:45

Socializar os custos, privatizar os lucros. Nada de novo a sudoeste.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.10.2019 às 15:02

A banca é controlada pelo BCE e as suas impressoras , a energia é controlada pelo poder político por via da legislação e "Entidades" e "Autoridades" , até o preço da RTP vem na factura.


lucklucky
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 08.10.2019 às 18:18

Luís Lavoura, a traços largos o programa da IL não é mau. Estou só com uma dúvida. O Ricardo Arroja faz parte do Partido? Se fizer sustento o que afirmei
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.10.2019 às 09:22

Não faço ideia se Ricardo Arroja é membro da IL ou não. Pergunte-lhe a ele.
Eu não sou nenhum manda-chuva da IL para poder espiar a lista de membros do partido.
Sem imagem de perfil

De Tiro ao Alvo a 08.10.2019 às 13:34

Toda a Banca? Para os Partidos meterem lá os seus boys? Para esses gestores darem largas à vaidade e servirem quem os indicou? Para arrajarem operações bancárias mais do que deficitárias e exigirem mais e mais impostos de todos, especialmente dos mais desafavorecidos?
Que Deus nos acuda!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.10.2019 às 15:15

E não é isso que acontece com ela "privatizada", mais é toda do Estado porque se a executasse as dividas da mesma ao Estado não ficavam pagas...

WW
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.10.2019 às 15:19

Corram com todos. Façam uma purga, uma depuração, à moda da extrema-esquerda.
No final ficam muito poucos mas todos muito puros. Talvez só dois, a dançar o tango: Rio e o secretário-geral Silvano, esse grande exemplo de ética política, que "assinava" folhas de presença em São Bento quando estava a 300km do parlamento.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 08.10.2019 às 18:13

Tiro, toda não. Haver um Banco de Fomento dedicado às PME e não ao crédito puro e duro.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D