Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É para um amigo

por Rui Rocha, em 18.12.19

Se consideram que subir os impostos sobre a tourada é uma forma de acabar com ela a prazo, o que é que acham que subidas sucessivas da carga fiscal vão fazer à Economia?


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 13:23

Rumo à economia socialista nacionalizada nossa---toda e todos na mão do estado
Quem manda ?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 18:13

É assim mesmo, rumo à economia socialista nacionalizada nossa….. qu'é pra não estar a meio da tabela, com a Finlândia, Suécia, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Austria e mais uns atrás de nós, todos com maior carga fiscal que a nossa e por isso todos rumo ou já lá estão há muito à economia socialista nacionalizada nossa.

Ainda, poupe-nos com mais sentido de ridículo e do medinho dos papões.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 21:41

Pagar 35% de impostos por ano quando o PIB per capita anda nos 23 mil euros/ ano é bem diferente de pagar 50% com um PIB per capita de mais de 50 mil euros/ano, como é o caso por exemplo da Dinamarca. Se a esta diferença acrescentar o valor dos apoios que recebem do estado, o agravamento relativo da situação portuguesa ainda é maior.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 23:48

Então, o INE 2017 tem que fazer bem as contas e alterar os gráficos para não nos enganar e a pensarmos que a Finlândia, Suécia, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Áustria têm uma economia socialista nacionalizada...nossa com apoios do estado (socialista?)
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 18.12.2019 às 14:29

A carga fiscal pode aumentar, mas as taxas de imposto (exceto sobre alguns produtos marginais) não têm aumentado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 14:35

Revitalizar a dita cuja!
Maria Lopes
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 18.12.2019 às 16:17

Também acho que isso é necessário, porque a dita cuja tem andado muito mortiça.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2019 às 14:49

Sem imagem de perfil

De Anonimus a 18.12.2019 às 14:53

Segui ontem dois debates(?) sobre o OE. Um deles tinha um painel composto por representantes de grupos parlamentares, mas só dos bons.
A Camarada Joana, questionada sobre o IVA da electricidade, fez uma ginástica que orgulharia qualquer ginasta de Leste.
Isto das linhas vermelhas não valem o que valiam nos tempos da velha república socialista dos sovietes.
Ao aldrabão Costa e sua trupe custa admitir que o dinheirito dos 23% da edp sabe bem e que dele não quer abdicar?
Tabaco e vinho, açúcar e sal, o novo maná é o Alojamento Local. Paga e não bufa.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 18.12.2019 às 16:22

Eu gostava de saber porque é que o alojamento local não há de ter exatamente o mesmo regime fiscal que um qualquer hotel.
O alojamento local não deve constituir uma forma de concorrência desleal aos hotéis.
Já estou farto de ver a minha rua suja por turistas de alojamento local que não sabem onde hão de depositar o seu lixo, enquanto que os turistas que pernoitam em hotéis têm o seu lixo recolhido pelo hotel.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2019 às 17:56

O alojamento local é como foi transformado a ex-'Pensão da Rita' e a seguir o fartote.
O AL está ligado aos hotéis, nem sequer refilam, e sai muito mais barato.
O problema vai ser, sempre o eterno problema dos negócios 'é o que está dar', como foi o negócio das Sapatarias, das Agências Bancárias, dos Cafés e Restaurantes, para o arrendamento urbano nas cidades e localidades turísticas (chegou a haver mais sapatarias na rua principal da Caparica que restaurantes),
quando houver uma crise 'cíclica à lei da oferta e da procura' para que vão servir todos estes ALs , Apartamentos, Hoteis e demais economia turística.
Espero que não seja um novo 'Novo Banco' para enterrar dinheiro por causa da sistémica.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D